Champions LeagueFrança

Leonardo, diretor do PSG, sobre eliminação: “Não podemos jogar tudo que foi feito no lixo”

Derrota do PSG pesou, mas diretor do clube, o brasileiro Leonardo, defendeu que as coisas tenham que ser mudadas a cada derrota

A derrota do PSG para o Real Madrid na Champions League, ainda nas oitavas de final, causou repercussão na França. A eliminação é vista como um fracasso dos parisienses, semifinalista na última edição e finalista na anterior e a pressão está grande. Leonardo, diretor do PSG, veio a público e defendeu que mudar tudo a cada derrota é um erro.

“É um golpe forte. Não podemos jogar tudo que foi feito no lixo”, afirmou Leonardo à RMC Sport. “O episódio da falta em Donnaruma foi decisivo, mas tivemos dificuldade em gerenciar aquele momento. Perdemos o controle. Temos que procurar por soluções. É uma pena que a decisão de arbitragem seja decisiva nesse tipo de momento. Mas temos que manter nossa calma. Cometemos nossos erros, temos que mudar as coisas, mas não precisamos mudar tudo”.

“Não deveríamos começar do zero a cada derrota. O objetivo é vencer a Champions League e até o intervalo, estávamos bem. Temos que buscar melhorar este time e manter o moral para jogar a Ligue 1 e terminar a temporada bem. Precisamos ficar unidos”.

Um dos pontos mais questionados do time é o técnico, como sempre acontece em clubes com essa pressão para ganhar a Champions League inédita. Mauricio Pochettino chegou em janeiro de 2021, mas o questionamento sobre ele é grande. Leonardo, porém, defendeu o técnico, ainda que de forma bem discreta. “Pochettino é parte do projeto por essa razão. Não é hora de pensar nisso [uma mudança]”.

Ainda assim, parece improvável vermos Pochettino no banco do PSG na próxima temporada. Terminar a temporada parece o máximo possível para o argentino. O treinador é cotado como um dos nomes para assumir o Manchester United na próxima temporada, em um interesse já antigo, desde os tempos que o ex-zagueiro treinava o Tottenham. A campanha na Champions, porém, causa um dano à imagem dele em relação ao público.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo