Champions League

Ferguson: “Falar de uma Superliga é se afastar de 70 anos do futebol europeu de clubes”

Ex-técnico do Manchester United, Ferguson se mostrou contrário à ideia da Superliga, divulgada neste fim de semana

A ideia da Superliga Europeia ainda causa um maremoto no futebol europeu. Um dos que se opôs à ideia é o lendário treinador Alex Ferguson, campeão pelo Manchester United duas vezes da Champions League, em 1998/99 e 2007/08. Foi ainda finalista duas vezes na competição e acabou derrotado, em 2008/09 e 2010/11, ambas para o Barcelona de Lionel Messi e Pep Guardiola. Para Sir Alex Ferguson, a ideia de uma Superliga Europeia vai contra a história construída ao longo das últimas sete décadas no continente.

“Falar sobre uma Superliga é se afastar de 70 anos de futebol europeu de clubes. Tanto como jogador de um time provincial, Dunfermline, nos anos 1960, e como técnico no Aberdeen que ganhou a Recopa Europeia, para um clube pequeno e provinciano da Escócia foi como escalar o Monte Everest”, disse Ferguson.

“O Everton está gastando £500 milhões para construir um novo estádio com a ambição de jogar a Champions League. Os torcedores de todo o mundo adoram a competição como ela é”, continuou o antigo treinador do Manchester United. “No meu tempo no United, nós jogamos quatro finais de Champions League e elas foram sempre as noites mais especiais. Eu não tenho certeza se o Manchester United está envolvido nisso, já que eu não faço parte do processo de tomada de decisão”.

Ferguson deu a declaração antes do comunicado que oficializou a Superliga, já no fim do dia. O Manchester United é um dos protagonistas da Superliga, junto com outros cinco clubes ingleses, além de três espanhóis e três italianos. A liga de elite ainda quer outros três participantes fixos e pretende ter cinco vagas rotativas. Ainda é só uma aposta e resta ver se será possível colocar tudo isso de pé.

A reação negativa tem sido pesada. Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, já deixou claro que fará o que for possível para impedir que a Superliga vá adiante. Com a ameaça da Superliga mais concreta do que nunca, a Uefa divulgou o novo formato da Champions League e dobrou a aposta. Resta sabermos o que vai acontecer, mas parece que a guerra aberta pelos 12 clubes contra a Uefa está só no começo – e muitos deles terão que enfrentar guerras internas, com a fúria dos seus torcedores.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo