Champions League

Decisivo na Champions, Lukaku celebra: “Vivo o melhor momento da minha carreira na Inter”

A Internazionale teve uma boa semana, com vitória sobre o Sassuolo e depois uma vitória difícil contra o Borussia Mönchengladbach, pela Champions League, que manteve o time vivo no torneio. O principal nome da equipe na partida europeia foi Romelu Lukaku, que tem sido o destaque do time em toda a temporada. Os seus dois gols contra o clube alemão o levaram a uma marca impressionante de 11 gols em 12 jogos disputados, além de duas assistências. Seu desempenho é tão bom que ele mesmo admite que este é o melhor momento da sua carreira, aos 27 anos.

LEIA TAMBÉM: Contra o Mönchengladbach, Inter vence primeira na Champions e se permite sonhar com classificação na rodada final

“Como eu disse, eu sou um dos 25 jogadores. Há jogadores muito mais experientes que eu. Eu quero ajudar o time a vencer, é isso que eu faço em todo treinamento e em toda partida, eu quero ajuda a Inter, afirmou Lukaku à Sky Sport Italia. “Eu estou feliz em estar aqui com esses rapazes, eu vivo o melhor momento da minha carreira na Inter, então eu agradeço ao técnico, sua comissão técnica e meus companheiros”.

Na sua primeira temporada pela Inter, foram 51 jogos e 34 gols marcados, além de seis assistências. Foi a melhor temporada, em gols, de um atacante da Inter desde 2010/11, quando Samuel Eto’o fez 37 gols e seis assistências em 53 jogos pelo clube em 2010/11, temporada seguinte à Tríplice Coroa.

O jogo contra o Gladbach era de vida ou morte para a Inter, precisando de uma vitória para não ser previamente eliminada da competição. A vitória veio, mas foi suada, por 3 a 2, com direito a um gol dos alemães anulado pelo VAR em impedimento.

“Nós deveríamos ter matado o jogo, estávamos vencendo por 3 a 1 e tivemos sorte com o VAR que o empate foi anulado. Dito isso, não deveríamos ser negativos, já que há muitos jogadores jovens e estamos melhorando”, analisou ainda o atacante belga.

Um dos aspectos ressaltados pela Sky Sport Italia foi um momento captado pela emissora que mostrou o belga gritando com Nicolò Barella, momentos antes do time sofrer o empate por 1 a 1. “Eu estava um pouco nervoso, porque Lautaro e eu naquele momento estávamos dois contra dois. Eu acho que nos primeiros 40 minutos nós atacamos muito bem, então há riscos que nós temos que correr, mas nós estamos exagerando nisso”, avaliou ainda o camisa 9.

O técnico Antonio Conte foi outro a dizer que o time poderia ter evitado sofrer no final. “Nós merecemos completamente a vitória e francamente poderíamos ter evitado sofrer no final. Nós vencemos os líderes do grupo e estamos vivos. Eu agradeci aos rapazes, eles tiveram o espírito certo. Quando eles têm esse desejo de se ajudarem e ser um time de verdade, nós causamos problemas ao adversário”, declarou o treinador.

Conte também concorda com o a afirmação de Lukaku que ele é só um dos 25 jogadores do elenco. “Romelu está certo. O que eu peço aos rapazes é aumentar seu nível de responsabilidade, cada um deles, porque se eles todos fazem isso, então nós nos tornamos um time ambicioso”, disse Conte. “Desempenhos como esse mostram que o time está ali, nós estamos unidos, estamos todos trabalhando na mesma direção e queremos dar alegria aos nossos torcedores”.

Um ponto destacado pelo técnico foi a boa atuação do meio-campo da Inter contra o Gladbach. “Nós fomos bem como time. Inevitavelmente, o meio-campo pode ser a diferença em uma partida. Não esqueça, esse foi o primeiro jogo de Brozovic desde o seu retorno da COVID. Nicolò Barella está jogando constantemente e teve um problema na panturrilha no intervalo, mas nós tínhamos Stefano Sensi e Christian Eriksen que podem oferecer qualidade, mas não tanta força defensiva quanto os outros”, afirmou o treinador.

“Nós corremos alguns riscos ao manter Barella lá. O carrinho de último instante de Brozovic mostra que quando ele coloca sua determinação, pode ser extraordinário. Roberto Gagliardini é um jogador confiável, em todos os sentidos”, disse ainda Conte.

“Barella tem 24 anos e cresceu muito desde a última temporada. Ele ainda pode melhorar muito. O mesmo vale para Bastoni, que está indo muito bem. Vamos dizer que esses rapazes você pode confiar em todos os sentidos e é o meu trabalho ajudá-los a amadurecer”, continuou o treinador.

“Darmian voltou de um período na Inglaterra, então Parma, mas eu acredito nele porque ele é confiável. Ele também pode dar a Achraf Hakimi a chance de crescer com paciência e sem muita pressão”, afirmou o comandante da Inter.

No próximo sábado, a Inter recebe o Bologna, pela Serie A. Depois, na quarta-feira, enfrenta o Shakhtar Donetsk, também em San Siro, precisando de uma vitória de qualquer forma. Para avançar às oitavas de final, o time italiano ainda precisa torcer para que Real Madrid e Borussia Mönchengladbach não empatem. Com essa combinação de resultados, a equipe se classifica.

Se o Real Madrid vencer, vai a 10 pontos e deixa o Borussia Mönchengladbach com oito, mesma pontuação que a Inter chegaria, caso vença o Shakhtar. O primeiro critério de desempate é o confronto direto, o que faria os italianos avançarem. Se o Gladbach vencer, vai a 11 pontos e deixa o Real Madrid com sete, podendo ser ultrapassado pela Inter em caso de vitória diante do Shakhtar.

Vale destacar que o Shakhtar também pode se classificar, já que tem sete pontos. Um empate com a Inter levaria o time a oito pontos e, caso haja empate em Madri, os ucranianos ficariam com a mesma pontuação que os merengues e avançam pelo confronto direto. Se o Shakhtar vencer, vai a 10 pontos e avança com qualquer resultado no outro jogo, já que só um dos dois conseguiria alcançar essa pontuação.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo