Os dois maiores jogadores dos últimos anos estiveram em campo para se enfrentar pela 36ª vez nesta terça-feira, pela Champions League. A Juventus, de Cristiano Ronaldo, de 35 anos, se deu melhor que o Barcelona, de Lionel Messi, de 33, ao vencer em pleno Camp Nou por 3 a 0. Sempre colocados como adversários, especialmente pela época de duelos entre Barça x Real Madrid, o português deu entrevista comentando sobre o argentino. Falou sobre o privilégio de enfrentá-lo e ressaltou que os dois se dão perfeitamente bem.

LEIA MAIS: Juventus aproveitou apatia do Barcelona para atropelar e terminar em primeiro no grupo

Ronaldo fez os dois gols de pênalti, em uma partida que a Juventus foi bastante superior ao Barcelona. A vitória permitiu que a Juventus tomasse a posição do Barcelona no grupo, já que os dois terminaram empatados em pontos e o primeiro critério de desempate é o confronto direto. Apesar de ter perdido por 2 a 0 em Turim, a Velha Senhora venceu por 3 a 0 na Catalunha e ficou em vantagem.

“Sempre é complicado jogar aqui contra o Barcelona, porque eles são sempre um grande time. Viemos para cá com a mentalidade certa. Jogamos muito bem nos primeiros 30 minutos, quando marcamos dois gols, e fomos muito bem também no segundo quando fizemos mais um e trouxemos a vitória para casa”, afirmou Ronaldo, depois do jogo, na zona mista.

“Marcar gols aqui é sempre especial para mim. Com Messi nós compartilhamos os últimos 12 ou 13 anos das nossas vidas. É sempre bom enfrentá-lo. Obviamente as pessoas falam sobre nossa rivalidade, mas para mim é sempre um privilégio enfrentá-lo e obviamente eu estou feliz por fazer gols quando o enfrento. Eu me sinto muito bem, gols são importantes, mas eu quero continuar trabalhando assim porque não é fácil manter os mesmos padrões o tempo todo”.

O português falou mais sobre a relação com Messi em entrevista à Moviestar. “Estamos em cerimônias de premiação por 12 ou 13 anos e nunca o vi como um rival, isso é tudo criado pela imprensa. Nós sempre nos demos perfeitamente bem e se você perguntar a Leo, ele vai te dizer exatamente a mesma coisa”, disse Ronaldo.

“Era uma missão quase impossível”

O atacante comentou sobre como a tarefa era difícil nesta noite na Catalunha, porque a Juventus precisava vencer o Barcelona por mais de dois gols de diferença para tomar o primeiro lugar doo grupo, mesmo atuando no Camp Nou. E foi exatamente o que o time fez. “Era uma missão quase impossível”, brincou Ronaldo.

“A chave foi começar forte, com 20 minutos já tínhamos feito 2 a 0, então desse ponto em diante nós realente acreditamos que poderíamos conseguir. A vitória será uma grande injeção de confiança, nós precisávamos de uma vitória como esta contra um grande time”, avaliou ainda o astro português.

Ronaldo foi perguntado sobre o lance do primeiro gol dele no jogo, e primeiro também da Juventus, em um pênalti marcado de Ronald Araújo sobre ele. “Eu não posso dizer [se foi pênalti ou não], porque ainda não vi na televisão. Algumas vezes pênaltis leves são marcados, mas eu não quero entrar nisso, porque o trabalho do árbitro é sempre duro. Quando você faz três gols no Camp Nou, não pode haver dúvidas que você merece sair como primeiro do grupo”.

Como os dois times estão classificados para as oitavas de final, há a possibilidade de um novo confronto em fases avançadas da Champions League. Isso, claro, além da possibilidade de novos encontros entre os dois na próxima temporada, ainda que Messi mude de clube.