O atacante Federico Chiesa fez uma grande partida nesta quarta-feira, em uma vitória da Juventus por 3 a 0 sobre o Dynamo Kiev, pela Champions League. Em Turim, o jogador, ex-Fiorentina, participou dos três gols, marcou o primeiro deles, e ajudou os dois atacantes do time a marcarem, Cristiano Ronaldo e Álvaro Morata. Paulo Dybala, desta vez, ficou no banco.

LEIA TAMBÉM: Dembélé, Griezmann e Braithwaite vão bem em vitória tranquila sobre Ferencváros

A Juventus entrou em campo já classificada, mas mesmo assim, o técnico Andrea Pirlo colocou em campo o que tinha de melhor. Montou um 3-5-2, com Merih Demiral, Leonardo Bonucci e Matthijs De Ligt. Federico Chiesa, um atacante, atuou mais como um ala pela direita, com Alex Sandro do outro lado. Claro que na prática, Chiesa era um ponta pela direita, enquanto Alex Sandro era basicamente um lateral.

Desde o começo, Chiesa foi o mais participativo em campo. Tentou algumas jogadas que levaram perigo, mas o gol mesmo só saiu aos 20 minutos. Alex Sandro cruzou para a área e Chiesa, de cabeça, tocou. O goleiro Georgiy Bushchan aceitou. Poderia ter feito melhor, em um lance que era defensável.

No começo do segundo tempo, A Juventus chegou mais uma vez. Aos 12 minutos, Chiesa avançou pela direita, cruzou, Álvaro Morata finalizou de primeira, a bola bateu no goleiro, bateu em Morata e sobrou para Cristiano Ronaldo, em cima da linha, colocar a bola na rede.

Havia dúvida em relação ao posicionamento dos dois atacantes, mas depois da checagem no VAR, o gol foi validado. Foi o 10º gol de Cristiano Ronaldo na temporada em oito jogos disputados.

A Juventus ampliou aos 21 minutos. Mais uma vez, Chiesa foi quem começou a jogada, cortando para o meio e passando para Morata. Dentro da área, ele pareceu demorar um instante a mais, mas ele teve tempo de ajeitar e tocar com calma para o fundo da rede: 3 a 0 e jogo para lá de definido.

Contratado junto à Fiorentina, Chiesa era um jogador muito badalado e desejado por outras equipes. O seu talento é inegável, embora o mesmo possa ser dito de Federico Bernardeschi, que não conseguiu brilhar e é basicamente um reserva. Chiesa começa a trilhar um caminho um pouco diferente. Os torcedores certamente esperam que ele possa exercer um papel mais decisivo.  

Na última rodada, a Juve vai ao Camp Nou para enfrentar o Barcelona, com as posições do grupo já previamente definidas. Por isso, será um amistoso de luxo. Ou uma oportunidade de dar experiência a alguns jogadores.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore