Champions League

Celtic foi valente, mas Barcelona é que garantiu classificação na Escócia

O Celtic teve valentia. Esta é uma frase que pode valer para quase qualquer jogo dos Hoops na Champions League. Em geral, não falta uma dedicação acima da média. O Barcelona, porém, conseguiu vencer sem sofrer muito. Os 2 a 0 no Celtic Park vieram com dois gols de Lionel Messi, mas a atuação dos escoceses foi boa. Mostrou bons sinais, diferente do jogo do turno, no Camp Nou, quando tomou um inapelável 7 a 0. A vitória garantiu a classificação do Barcelona em primeiro lugar no grupo.

LEIA TAMBÉM: O Rostov ignorou a grandeza do Bayern para conquistar uma vitória gigantesca

Mesmo com o bem organizado time do Celtic tentando dificultar, Neymar e Messi resolveram o primeiro tempo com um gol bem combinado entre eles. O brasileiro deu um belo passe por cima da zaga para achar Messi, dentro da área. O argentino finalizou forte e marcou 1 a 0, aos 24 minutos.

O segundo tempo começou bem para o Celtic, com James Forrest no lugar de Scott Sinclair. Os primeiros minutos foram do time escocês pressionando no ataque e o jogo parecia ganhar um molho especial. Só que não durou muito. Aos 10 minutos, Luis Suárez girou sobre a marcação de Emilio Izaguirre, o lateral o segurou até derrubar dentro da área. O árbitro Daniele Orsato marcou pênalti. Messi cobrou e marcou 2 a 0.

Com este placar, a situação do Celtic ficou mais complicada. O time até conseguiu chegar algumas vezes com perigo, mas não foi suficiente para diminuir o placar. A melhor chance veio com Moussa Dembele, que cabeceou livre, mas Ter Stegen defendeu fácil.

Neymar acabou protagonizando uma briga que poderia ter rendido sua expulsão. Deu uma entrada forte em Lustig, recebeu o cartão amarelo e foi suspenso da última partida da fase de grupos. O lance teve um entrevero que o árbitro poderia muito bem ter rendido uma expulsão que seria muito pior.

A torcida começou a vaiar Neymar. Em 2014, ele foi até o Celtic Park e a torcida ficou furiosa por ele ter cavado faltas. Agora, por uma confusão que rendeu amarelo a Lustig, sendo que foi Neymar quem se envolveu em confusão. Luis Enrique percebeu que deixar o atacante em campo era como brincar com um fósforo em um barril de pólvora. Sacou o camisa 11 e colocou Arda Turan.

No fim, vitória do Barcelona e classificação garantida. Com 12 pontos, o Barcelona não pode ser alcançado mais e está classificado como líder. O Manchester City, que ficou no empate por 1 a 1 com o Borussia Mönchengladbach, tem oito. Os alemães vêm em terceiro com cinco pontos, contra dois do Celtic. Na rodada final, tem o Barcelona recebendo do Gladbach, enquanto o Manchester City recebe o Celtic.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo