Champions League

Bernardo Silva explica pênalti batido no meio contra o Real Madrid

Bernardo Silva desperdiçou seu pênalti contra o Real Madrid, que eliminou o Manchester City na Champions League

Em dois jogaços, Manchester City e Real Madrid fizeram das quartas de final da Champions League uma verdadeira montanha-russa de emoções. Com dois empates memoráveis, a decisão foi para os pênaltis. E quem acabou se tornando o grande personagem das cobranças foi Bernardo Silva, que bateu no meio e foi parado pelo goleiro dos Merengues. No final, os Citizens foram eliminados.

Contudo, o que chamou a atenção foi como o meia português perdeu seu pênalti. Após Julian Álvarez fazer para o Manchester City e Luka Modric perder para o Real Madrid, Bernardo Silva foi o próximo a bater. Em uma escolha ousada, ele preferiu chutar no meio, mas acabou entregando nas mãos de Lunin. Não à toa, o craque dos Citizens deu uma entrevista ao Daily Mail dizendo que teve dificuldades para dormir após o ocorrido.

Bernardo Silva explicou que, até a cobrança do argentino, ainda não tinha decidido onde arriscaria sua cobrança de pênalti. O meia também disse que não queria ser o primeiro a bater para ver a reação do arqueiro do Real Madrid, se ele se moveria antes ou não. Quando chegou sua vez, o português notou um leve gesto de Lunin para um dos lados, decidindo apostar na região central do gol:

“Basicamente eu tinha duas opções: tinha em mente um dos lados ou o meio, estava esperando. Queria ser o segundo ou o terceiro cobrador para ver a reação do goleiro nos primeiros pênaltis. E ele se moveu cedo, por isso achei que o meio era bom, porque em momentos de pressão os goleiros se movimentam 99% das vezes, mas ele optou por não pular”.

Bernardo Silva, de vilão a herói

Após viver um dia de vilão na Liga dos Campeões, Bernardo Silva rapidamente virou herói neste final de semana. Isso porque o meia português fez o gol da vitória do Manchester City sobre o Chelsea em Wembley, pela semifinal da Copa da Inglaterra, no último sábado (20). Agora, os Citizens têm a chance de levantar mais um troféu enquanto brigam pela liderança da Premier League.

Contudo, a verdade é que Bernardo Silva tem muito crédito com a torcida do Manchester City. Há sete temporadas na Inglaterra, o meia é um dos pilares de Pep Guardiola nas conquistas recentes. Por isso, perder um pênalti em uma decisão de Champions League nos Citizens não é o fim do mundo para o português. Agora, resta saber qual será o futuro do jogador de 29 anos.

Não porque o Manchester City quer vendê-lo após o pênalti perdido contra o Real Madrid, mas sim porque Bernardo Silva atrai o interesse de gigantes europeus no mercado há anos. PSG e Barcelona são alguns dos interessados no futebol do meia. Entretanto, os Citizens não pretendem liberar o português com facilidade, principalmente por terem contrato até junho de 2026.

A tendência é que franceses e espanhóis façam uma proposta por Bernardo Silva na reabertura da janela de transferências. Se os valores não forem considerados satisfatórios pelo Manchester City, o meia não deve sair. O português, por sua vez, pretende continuar fazendo sua parte dentro de campo. Entre erros e acertos, ele é muito querido pelos torcedores do Citizens.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo