Champions League

Bale: “Foi para isso que vim para o Real Madrid: ganhar a Champions League”

Gareth Bale deixou de ser o jogador mais caro da história do futebol nesta temporada. Ela custou € 100 milhões ao Real Madrid em 2013, quando foi contratado junto ao Tottenham. Paul Pogba deixou a Juventus para voltar ao Manchester United por € 105 milhões. O valor foi alto, mas o que Bale entregou em campo foi gigante. São três temporadas em Madri e dois títulos da Champions League. O últimos deles contra o Atlético de Madrid, no dia 28 de maio.

LEIA TAMBÉM: Clubes querem mudar Champions e criar “vaga por ranking histórico” para beneficiar gigantes

“Foi uma longa e dura temporada e foi uma final muito difícil contra o Atlético de Madrid, mas nós continuamos adiante, continuamos lutando e ganhamos o prêmio que queríamos. Nós sentimos confiança que podíamos vencer, apesar de eles sempre tornarem as coisas difíceis para nós”, disse Bale, em entrevista ao site da Uefa. Ele é um dos três jogadores indicados ao Prêmio de melhor jogador da temporada da Uefa, junto com Cristiano Ronaldo e Antoine Griezmann.

“Minha memória definitiva é a decisão por pênaltis, tendo cãibras e ser capaz de ir lá e bater o Pênalti. Algumas noites as coisas acontecem para você, outras não. Mas naquela noite nós reforçamos, fizemos o nosso trabalho e não importa como você ganhe, é sempre muito bom”, afirmou ainda o camisa 11 do Real Madrid.

Depois da Champions League foi o destaque de Gales na Eurocopa, com o time sendo semifinalista e eliminado por Portugal, do companheiro Cristiano Ronaldo, que acabaria campeão. “Foi uma temporada incrível, especialmente ao ganhar a Champions League e depois ir para a Eurocopa e fazer um grande trabalho por Gales. Estes foram dois grandes momentos da minha carreira e da minha vida”.

O custo altíssimo da sua contratação acabou compensando o Real Madrid em títulos, além das ótimas atuações do galês, que ainda marca muitos gols e dá muitas assistências. São duas Champions League na cartela de títulos, além de uma Copa do Rei e um Mundial de Clubes – disputará o torneio pela segunda vez no final do ano. Ele foi escolhido para o time da temporada da Champions League em 2015/16.

“Foi por isso que eu vim para o Real Madrid: jogar a Champions League e ganhar a Champions League. Duas em três anos é uma conquista incrível. Agora nós estamos ansiosos para a próxima. É obviamente uma grande motivação para nós sermos o primeiro time a sermos bicampeões da Champions League”, declarou o galês.

Ninguém conseguiu manter o título da Champions League até hoje desde que a competição ganhou este nome, em 1992. O Real Madrid é o time que mais conquistou o troféu do torneio em toda história e também considerando só o período Champions League com cinco títulos, um a mais que o Barcelona.

Chamada Trivela FC 640X63

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo