Champions League

Ancelotti admite que Bayern foi melhor que Real na ida: ‘Temos que respeitar’

Vinicius Junior foi o herói madrilenho ao marcar os dois gols do empate por 2 a 2 na Allianz Arena

Real Madrid e Bayern de Munique(onde assistir) farão um dos jogos mais aguardados da temporada, e disputarão uma vaga na final da Champions League nesta quarta-feira (8), às 16h (horário de Brasília), no Santiago Bernabéu. Campeão da La Liga no último final de semana, o time madrilenho está concentrado em seu principal objetivo nesta temporada, o qual é levantar mais um caneco da principal competição de clubes da Europa.

Tanto é que o técnico Carlo Ancelotti tem pedido aos seus jogadores para deixar a euforia de lado para focar na disputa do jogo de volta da semifinal diante do Bayern de Munique. O empate por 2 a 2 na Allianz Arena no último meio de semana dá ao Real Madrid uma vantagem simbólica, já que uma vitória simples diante do seu torcedor fará o time espanhol chegar a mais uma decisão do torneio.

Contudo, o técnico italiano pregou muita humildade em sua última entrevista coletiva, respeitando o adversário, e reiterando que o time alemão foi melhor no jogo de ida. Ancelotti fez uma comparação entre a visão vencedora dos dois times, e sobre o sucesso das equipes não só em âmbito nacional, mas também internacionalmente.

— Como clube (Real Madrid e Bayern) são parecidos. São clubes que têm uma grande história e muito sucesso. Creio que nos respeitam, como é justo que seja. Temos que respeitar o rival porque ele se saiu muito bem e melhor que nós no jogo de ida — afirmou Ancelotti.

Ancelotti nega euforia antes de confronto decisivo

Apesar da alegria pelo título de mais uma La Liga, o 36º título nacional da história do Real Madrid, Ancelotti afirma que o time está consciente da importância do jogo desta quarta-feira, e que seu grupo está ansioso pela classificação para a final. Porém, chamou a atenção para o fato de não haver o sentimento de favoritismo no vestiário, reiterando que a sua equipe está consciente que enfrentará muitas dificuldades diante de uma das maiores potências do futebol alemão.

— Temos grande esperança porque pode ser uma noite mágica para nós. Mas otimismo não há. Há consciência das dificuldades — complementou o técnico italiano.

O lateral-direito Carvajal, uma das figuras mais experientes do atual elenco madrilenho, também foi convocado para a entrevista pré-jogo, e disse estar ansioso pela disputa da semifinal diante do Bayern de Munique. Em sua fala, o ala também citou o clima de euforia dos torcedores, por conta da boa temporada que a equipe faz, mas que isso é controlado pelos demais atletas no vestiário.

— A euforia é porque estamos fazendo um grande ano. Estamos esperançosos para a Champions. No vestiário, sabemos controlar isso. Na rua nos parabenizam e nos dão ânimo para sonhar com a 15ª (conquista da Champions League) — afirmou Carvajal.

Em caso de novo empate entre Real Madrid e Bayern de Munique, a disputa seguirá para a prorrogação, persistindo o empate, o finalista será decidido nas cobranças de pênalti. O vencedor do confronto garante vaga para a grande decisão da Champions League.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo