Champions League

Acredite: Uefa pensa em punir Guardiola por camiseta que cobra justiça por morte de jornalista

Durante entrevista coletiva prévia ao confronto com o Porto pela Champions League, Pep Guardiola apareceu para o encontro com jornalistas com uma camiseta em alusão a Jorge “El Topo” López, jornalista morto durante a Copa do Mundo do ano passado após o táxi em que estava ser atingido por um veículo dirigido por bandidos em fuga da polícia. Tudo o que a roupa faz é trazer o nome da campanha criada por Verónica Brunati, noiva do repórter, que busca esclarecimento por parte da polícia brasileira e uma indenização de cerca de R$ 3,75 milhões. Um gesto louvável por parte de Guardiola, mas, de alguma forma, visto como subversivo pela Uefa.

VEJA TAMBÉM: Bayern aniquilou em 40 minutos o sonho de classificação do Porto

De acordo com o jornal inglês Guardian, a entidade europeia estuda uma punição para Pep Guardiola por utilizar a camiseta durante a entrevista coletiva. O ato seria de “natureza antidesportiva”, e a Uefa proíbe frases “políticas, ofensivas ou provocativas”. Em que parte da cobrança por justiça a instituição vê uma dessas infrações, eu não sei. É bem possível que, com a repercussão negativa da própria possibilidade de uma punição, a sanção não aconteça, mas só o fato de apenas considerar punir o espanhol já é absurdo.

Durante o Mundial do ano passado, Jorge López morreu após o táxi em que estava ser atingido por bandidos em fuga na Avenida Tiradentes, em Guarulhos. Morto em 9 de julho, Topo tem em sua certidão de óbito a informação errônea de que faleceu em 8 de julho, e esse é apenas um dos problemas de como a questão foi mal cuidada pelas autoridades. Verónica Brunati, que também é jornalista do Marca, revelou na época que não recebeu uma ligação sequer da polícia, do governo, da Fifa ou do COL sobre a morte de seu noivo; só soube o que havia acontecido pelas condolências postadas por Diego Simeone em seu Twitter, oito horas depois do acidente.

Além de se intrometer na história entrando no lado errado dela, a Uefa dá um baita tiro no pé ao discutir uma punição pela mínima das manifestações de opinião de um dos personagens que torna sua principal competição tão importante. Se esperava passar algum tipo de mensagem, não deu certo, e o que se entende é que é preciso combater reações desmedidas da instituição. Por outro lado, pelo menos recolocaram em evidência a causa de Brunati.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo