Europa

Bastou a eliminação para o Rangers que o Celtic anunciou a saída de seu técnico

Por @brunocassali

Depois de dois dias de calmaria, mesmo com a derrota na Old Firm, a quarta-feira começou agitada nos lados do Celtic Park. Em acordo com o clube, Ronny Deila deixará o comando do Celtic no final desta temporada. “Não quero que o foco das notícias seja eu. É preciso que o clube esteja sempre em primeiro lugar”, afirmou o técnico norueguês ao site oficial do clube.

Apesar da renúncia, Deila tem um retrospecto bastante positivo no comando dos Bhoys. São 72 vitórias em 112 jogos, 64% de vitórias no total e média de mais de dois gols marcados por jogo (241 bolas na rede adversária). Entretanto, a cobrança por melhores resultados nos jogos de maior porte pesou na conta de Deila.

VEJA TAMBÉM: Celtic, eu voltei: Rangers vence clássico nos pênaltis e está na final da Copa da Escócia

Em duas temporadas à frente do Celtic, o clube não passou da fase eliminatória da UEFA Champions League. Na temporada passada, ainda chegou aos 16 avos de final na Europa League, mas nesse ano não venceu nenhum dos jogos na fase de grupos e foi eliminado como último colocado da Chave A.

“Foi um absoluto prazer ser nomeado técnico do Celtic, um clube maravilhoso, onde aproveitei cada momento. Nunca irei esquecer as boas-vindas dos fãs quando cheguei há quase dois anos no Celtic Park”, disse Deila na nota oficial. “Estou grato por ter vencido mais troféus com o clube”, relembrou. Sob comando do norueguês, o Celtic foi campeão nacional e da Copa da Liga na última temporada. Nesse ano, tem oito pontos de vantagem para o Aberdeen na SPFL faltando cinco rodadas pro final do campeonato, mas foi eliminado nas semifinais das duas Copas nacionais (Ross County na Copa da Liga e Rangers na Scottish Cup).

Após a derrota nos pênaltis na Old Firm de domingo, Deila afirmara que “Não era ainda a hora de falar sobre sair, ainda mais após um jogo tão emocional quanto o clássico”. Entretanto, o clima de despedida era claro na entrevista coletiva – onde curiosamente Deila falou após o vencedor Mark Warburton. “Vencer a Liga é o importante agora. Nós temos cinco jogos para confirmar nossa liderança e conquistar o título”, disse Deila no domingo.

VEJA TAMBÉM: A classificação do Hibernian à final da Copa da Escócia teve redenção e um herói improvável

Entre os mais cotados, Neil Lennon, técnico do Celtic entre 2010 e 2014 e que estava no Bolton até março, afirmou hoje à Sky Sports que “seria uma honra voltar ao clube que me deu a oportunidade de virar técnico”. No domingo durante a transmissão do Old Firm, Lennon não quis falar sobre uma possível volta ao Celtic, já que o futuro de Ronny Deila não estava certo. David Moyes, ex-Everton e Manchester United, também é cotado. Nascido em Glasgow, o escocês nunca treinou no seu próprio país e voltaria ao clube onde jogou entre 1980 a 1983.

Voltar a ter triunfos continentais é o objetivo do Celtic. Mas o retorno do Rangers à primeira divisão, antes mesmo de acontecer de fato, já causou grandes mudanças no rival com a vitória nos pênaltis no final de semana. Clássico é isso, a oportunidade de mudar tudo no seu time – e também no adversário.

* Bruno Cassali (@brunocassali) é Jornalista desde 2008, trabalhou na imprensa esportiva gaúcha até 2014 e vive em Edinburgh, capital da Escócia, desde Janeiro de 2015.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo