Europa

Até arrepia ver o Maccabi Haifa comemorar o título israelense com estádio lotado e erupção da torcida

Mais de 30 mil torcedores encheram as arquibancadas do Maccabi Haifa, celebrando o fim da seca que vinha desde 2010/11

Lotar estádios de futebol ainda não é a realidade para a maioria absoluta dos países em meio à pandemia. Em Israel, porém, o acelerado programa de vacinação da população permitiu casa cheia na reta final da liga local. E que bom que foi assim, pois mais de 30 mil pessoas puderam comemorar o título do Maccabi Haifa neste domingo. Os alviverdes não eram campeões nacionais desde 2011 e consumaram a reconquista na última rodada. O mais legal, com uma atmosfera fantástica, com bandeiras e sinalizadores. Daqueles climas insanos que esperamos ansiosamente ser o padrão outra vez, e não a exceção.

Clube mais tradicional de Haifa, o Maccabi possui 13 títulos do Campeonato Israelense. Porém, o troféu não ficava com os alviverdes desde 2011, num período de seca que incluiu campanhas mornas e só um título da Copa de Israel. Nesta temporada, porém, o time se colocou nas cabeças desde o início. Ao final da temporada regular da liga, o Maccabi Haifa liderava com um ponto de vantagem sobre o rival Maccabi Tel Aviv. E os alviverdes sustentaram a liderança no hexagonal decisivo.

Nas últimas semanas, a perseguição se restringia a Maccabi Haifa e Maccabi Tel Aviv. Ainda assim, os alviverdes mantiveram sua vantagem e terminaram de selar a conquista no último domingo. A vitória por 3 a 2 sobre o Hapoel Be’er Sheva seria suficiente, enquanto o Maccabi Tel Aviv só empatou com o Ironi Kiryat Shmona. Com uma vantagem de quatro pontos, o clube de Haifa sacramentou o título após dez anos. E pode contar com a erupção de sua torcida, que ocupava os 30 mil lugares no Estádio Sammy Ofer. Desde o início de maio, os times israelenses já podiam ocupar a totalidade das arquibancadas.

Atacante com passagens por Hertha Berlim e Mainz, o australiano Nikita Rukavytsya seria um dos destaques da campanha do Maccabi Haifa. Ele foi o artilheiro da equipe, com 19 gols anotados. O espanhol José Rodríguez é outra figurinha carimbada do elenco. Enquanto o Maccabi Haifa disputará as preliminares da Champions, três times israelenses vão à Conference: Maccabi Tel Aviv, Ashdod e Hapoel Be’er Sheva. Enquanto isso, Hapoel Haifa e Hapoel Tel Aviv se contentaram em escapar do descenso.

Segundo pesquisas dos últimos anos, o Maccabi Haifa possui a maior massa de torcedores em Israel. Tal dado torna ainda mais significativo o título com casa cheia e permissão para que as pessoas festejem nas ruas. Depois de mais de um ano de pandemia, as cenas até parecem fazer parte de uma realidade alternativa – especialmente quando, na América do Sul, as perspectivas são preocupantes. Mas fica o desejo de que mais torcidas ao redor do planeta possam compartilhar tal explosão em breve.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo