Estados Unidos

Zebra corre solta no Velho Oeste

Definidas as grandes finais de cada conferência da MLS! Agora resta apenas um jogo para o Leste e o Oeste saberem quem serão seus representantes na grande decisão da MLS Cup. Enquanto no Leste ocorreu tudo como esperado, no Oeste a Zebra galopou livre, e os dois favoritos caíram jogando em casa.

Apesar da derrota no jogo de ida para o Real Salt Lake, o Chivas USA decidiria em casa precisando vencer para se garantir na disputa do título da Conferência Oeste. Por ter feito uma campanha bem melhor que o rival na temporada regular, e por ter um time mais experiente nos playoffs, seria natural esperar uma superioridade do Chivas sobre o novato Real. Só que não foi o que vimos na partida disputada do Home Depot Center, em Los Angeles.

E o Chivas ainda saiu na frente. Sacha Kljestan, de pênalti, abriu o placar para os donos da casa aos 30 minutos de jogo. Porém, 9 minutos depois, Dema Kovalenko empatou a partida para o Real. E assim terminou o primeiro tempo.

Na etapa complementar, aos 32 minutos, Javier Morales virou o jogo para os surpreendentes visitantes. Aos 38, Justin Braun empatou para os donos da casa. Depois disso, o Chivas se lançou freneticamente ao ataque para tentar marcar o gol da vitória, mas o Real se defendeu muito bem e garantiu o resultado.

Agora, depois de passar sua curta vida como saco de pancadas do Oeste, logo em sua primeira participação nos playoffs o Real chega à final de sua conferência. Já o Chivas, que pelo terceiro ano consecutivo foi eliminado na primeira rodada dos playoffs, resta trabalhar duro novamente o ano que vem para ver se consegue ir mais longe.

E o rival do Real na grande final do Oeste será o não menos surpreendente NY Red Bull (não se esqueça que o Red Bull disputou os playoffs pelo Oeste porque se classificaram mais times do Leste do que do Oeste). A equipe da Big Apple derrotou os temidos bicampeões da MLS Cup em Houston, por um incrível placar de 3×0, e será a rival do Real na inédita final.

Esta foi com certeza a maior vitória nos 13 anos de história do NY Red Bull (em todas as suas denominações), além de ser uma das maiores zebras da história dos playoffs da MLS Cup. Após um empate por 1×1 no jogo de ida, o Red Bull chegou desacreditado para jogar contra o Houston Dynamo, atual bicampeão da MLS Cup. Afinal, o time de New York havia ganho apenas um jogo fora de casa durante a temporada regular inteira, e o Dynamo perdido apenas um jogo em casa no campeonato de 2008. Além disso, o NY havia ganhado apenas um jogo de playoff fora de casa na sua história.

Porém, como dissemos na coluna da semana passada, o futebol gosta de desafiar as estatísticas. E com gols de Dane Richards e Juan Pablo Angel no primeiro tempo, e de John Wolyniec no segundo, o Red Bull selou sua sorte na temporada e impediu que o Houston continuasse na disputa de seu terceiro título seguido da MLS Cup.

A grande e inédita final do Oeste será disputada em apenas um jogo, no próximo sábado (15/11), no novíssimo Rio Tinto Stadium, em Utah, casa do Real. Depois de semifinais como essa, impossível fazer qualquer prognóstico.

E no Leste?

Na coluna da semana passada já havíamos descrito o desfecho da semifinal entre Chicago Fire e NE Revolution, com a vitória do Fire – time de Barack Obama – por 3×0. Após finalmente conseguir eliminar os Revs nos playoffs, o Fire apenas aguardava seu oponente, que sairia do jogo entre KC Wizards e Columbus Crew.

E o Crew mostrou porque é o melhor time da temporada, e sério candidato ao título da MLS Cup. Assim, depois de conseguir empatar o jogo de ida apenas nos acréscimos do segundo tempo, o Columbus veio com outra atitude para cima do Wizards para garantir sua vaga na final da Conferência Leste. Logo aos 7 minutos, Brad Evans abriu o placar. Importante lembrar que em todos os jogos que o Crew fez o primeiro gol do jogo, a equipe venceu (13 no total). E não foi diferente desta vez. O Crew chegou aos 2×0 com Robbie Rogers, aos 13 minutos do segundo tempo, que deu números finais à partida.

Em resumo, o time amarelo de Columbus não deu chances ao Kansas e foi superior em todos os aspectos, merecendo, por este jogo e por toda a temporada, disputar o título do Leste com o Chicago.

Período de observação

O técnico da seleção estadunidense, Bob Bradley, convocou 19 jogadores para um período de treinamento e observação de 4 dias (entre os dias 12 e 16 de novembro) no Colorado. Os jogadores chamados são de times da MLS que já terminaram a temporada, além do goleiro Troy Perkins e do defensor Clarence Goodson, que jogam na Noruega.

Após esse período de observação dos jogadores chamados e da próxima rodada dos playoffs, Bradley anunciará a convocação completa dos jogadores que jogarão contra a Guatemala no próximo dia 19/11, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

A seleção dos Estados Unidos já garantiu o primeiro lugar no Grupo 1 da CONCACAF, com 12 pontos em 5 jogos, e tem vaga garantida na próxima fase. A outra vaga está sendo disputada por Trinidad & Tobago e Guatemala.

Confira os jogadores chamados por Bob Bradley para o período de observação no Colorado:

Goleiros: Brian Edwards (Toronto FC), Troy Perkins (Valerenga IF – NOR) e Matt Pickens (sem contrato)
Defensores: Jonathan Bornstein (Chivas USA), Sean Franklin (Los Angeles Galaxy), Cory Gibbs (Colorado Rapids), Clarence Goodson (IK Start – NOR), Drew Moor (FC Dallas) e Michael Parkhurst (New England Revolution)
Meio-campistas: Colin Clark (Colorado Rapids), Ricardo Clark (Houston Dynamo), Sacha Kljestan (Chivas USA), Nick LaBrocca (Colorado Rapids) e Pablo Mastroeni (Colorado Rapids)
Atacantes: Davy Arnaud (Kansas City Wizards), Chad Barrett (Toronto FC), Conor Casey (Colorado Rapids), Brian Ching (Houston Dynamo) e Kenny Cooper (FC Dallas).

Mais prêmios distribuídos

E segue a distribuição de prêmios para os melhores da temporada 2008 da MLS. Nesta semana, mais dois prêmios foram distribuídos.

O troféu de melhor técnico do ano foi para Sigi Schmid, comandante do Columbus Crew. Prêmio esperado, já que Schmid, que é alemão, levou sua equipe à melhor campanha da temporada regular, e está na final da Conferência Leste.

O outro prêmio entregue foi o de Newcomer of the Year, dado a um jogador que se destaca na sua temporada de estréia na MLS, mas não é mais um novato no futebol. E este ano o troféu foi para Darren Huckerby, do San Jose Earthquakes.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo