Estados Unidos

Tudo pronto para começar 2009 na MLS!

Finalmente, após 4 meses, a bola voltará a rolar para valer na Major League Soccer, o principal campeonato de futebol profissional dos Estados Unidos. Depois de férias e pré-temporada bastante agitadas – e conturbadas – o campeonato da MLS iniciará sua 14ª edição sem sua maior estrela, David Beckham, que teve estendido seu empréstimo ao Milan pelo menos até o final da temporada europeia e, se realmente voltar à MLS, atuará novamente pelo Galaxy apenas na segunda metade da competição, a partir de julho (veja mais abaixo).

Mesmo assim, existem muitos pontos positivos que nos fazem acreditar que essa temporada seguirá a tendência que temos visto na MLS nos últimos anos, de ser melhor ainda que a temporada do ano anterior.

A começar pela nova equipe, o Seattle Sounders, que será comandada pelo técnico campeão do ano passado, Sigi Schmid, e que trouxe jogadores de renome, como o sueco Freddie Ljungberg e o veterano goleiro Kasey Keller. A esperança do Seattle é não seguir a sina das equipes estreantes, que sempre terminam na lanterna no primeiro ano de participação.

Além disso, o número de torcedores e a atenção da mídia têm crescido a cada ano. A média de público nos estádios e na audiência da televisão aumenta a cada campeonato, e cada vez mais jogos são televisionados para os fãs dos Estados Unidos e do resto do mundo (incluindo o Brasil). E mais times fecharam contratos de patrocínio para seus uniformes. Assim, o grande desafio da temporada 2009 é novamente manter esse interesse e o crescimento da liga, mesmo sem Beckham.

Como sempre tem ocorrido também, novos jogadores chegaram. Com exceção de Ljungberg, não são tão famosos quanto Beckham, Blanco e Angel, mas também conhecidos no cenário internacional. E há novidades nas regras (veja resumo abaixo).

O campeonato deste ano será disputado por 15 equipes, sendo 7 na Conferência Leste e 8 na Conferência Oeste. Ano que vem, com a estreia da equipe representante da Filadélfia, as conferências voltarão a ter número igual de participantes.

O primeiro jogo da temporada (MLS First Kick 2009) será no próximo dia 19 de março, entre o NY Red Bull e o estreante Seattle Sounders, em Seattle. Os jogos da temporada regular vão até 25 de outubro, e a MLS Cup (final da liga) está marcada para o dia 22 de novembro, em Seattle, no Qwest Field.

Enfim, tudo pronto para começar um campeonato que promete ser ainda melhor.

Novas regras para 2009

Assim como chegam novos jogadores e estreiam novos times na MLS, todo ano os dirigentes alteram algumas regras para incrementar (ou não…) a competição. Neste ano, as principais alterações de regras são as seguintes:

? cada equipe poderá contra com até 20 jogadores seniores, dentro da limitação salarial (em 2008 o limite era de 18 jogadores) e até 4 jogadores em desenvolvimento (incluindo jogadores do programa Generation Adidas) fora do limite salarial;

? extinção da ‘Reserve Division’ (algo como a equipe de aspirantes), para que os recursos sejam melhor direcionados para outros programas que ainda estão sendo estudados, como a contratação de jogadores seniores, e o desenvolvimento de jogadores juniores;

? o calendário de 2009 foi previsto para evitar conflitos com datas FIFA (mais jogos aos finais de semana), já que em 2008 houve muitos conflitos entre jogos da MLS e da seleção dos EUA;

? cada equipe continuará a jogar 30 jogos, sendo 28 contra cada time da MLS em jogos em casa e fora, e mais 2 jogos contra rivais da respectiva conferência;

? em relação aos playoffs, voltou a regra que estava em vigor em 2007, ou seja, apenas os dois melhores times de cada conferência se classificam automaticamente para os playoffs, e as demais 4 vagas serão dadas aos melhores clubes, independentemente da conferência;

? em relação às competições internacionais, as equipes da MLS poderão participar ou da CONCACAF Champions League ou da SuperLiga, mas não em ambas;

? na CONCACAF Champions League participarão as seguintes equipes: (i) o campeão da MLS Cup, (ii) o campeão do Supporters’ Shield, (iii) o vice-campeão da MLS Cup e (iv) o campeão da U.S. Open Cup;

? no caso de um clube se qualificar por dois ou mais requisitos acima, os times com mais pontos na temporada regular ficarão com a(s) vaga(s);

? por esses critérios, as equipes que jogarão a CONCACAF Champions League 2009/2010 serão: Columbus Crew, NY Red Bull, D.C. United e Houston Dynamo; e

? na SuperLiga participarão as 4 equipes mais bem classificadas na temporada regular que não estiverem competindo na CONCACAF Champions League; assim, em 2009 as seguintes equipes jogarão a SuperLiga: Chicago Fire, NE Revolution, KC Wizards e Chivas USA.

CONCACAF Champions League

Por falar na Concachampions, o último representante da MLS na competição foi eliminado nas quartas-de-final, e não há mais representantes da MLS no torneio.

O Houston Dynamo, única equipe que conseguiu passar da primeira fase, enfrentou o Atlante FC do México e não conseguiu quebrar o tabu de que uma equipe da MLS jamais ter vencido um jogo oficial em território mexicano.

O primeiro jogo, em Houston, houve empate de 1×1. No jogo de volta em Cancún, porém, os mexicanos não deram chances aos gringos e venceram por 3×0.

O mesmo destino teve o representante canadense, o Montreal Impact. Apesar de ter vencido o Santos Laguna (MEX) no primeiro jogo por 2×0, a equipe canadense foi derrotada por 5×2 no jogo de volta e também deu adeus à competição.

Agora restam nas semifinais 3 equipes mexicanas e um representante de Porto Rico. Os jogos serão realizados nos dias 17 e 18 de março, e 7 e 8 de abril, entre Puerto Rico Islanders x Cruz Azul (MEX) e Santos Laguna x Atlante.

Red Bull com os hermanos

Mesmo faltando menos de uma semana para começar a temporada regular, as equipes da MLS continuam a todo vapor na pré-temporada para acertar seus times para o campeonato.

O NY Red Bull foi até a Argentina e enfrentou os reservas de equipes tradicionais como Boca Jrs., River Plate, Argentinos Jrs. e Vélez Sarsfield. No balanço da campanha, foram duas vitórias por 2×1, contra River Plate e Vélez Sarsfield, um empate em 1×1 contra o Argentinos Jrs., e uma derrota por 2×1 contra o Boca Jrs.

Carolina Challenge Cup

Ainda em relação à pré-temporada, Toronto FC e Real Salt Lake decidirão quem será o campeão do Carolina Challenge Cup, tradicional torneio amistoso de pré-temporada nos EUA, que reúne o anfitrião, Charleston Battery, e outros times da USL e da MLS.

O Toronto e o Real foram arrasadores em seus dois primeiros jogos. O Toronto bateu o Charleston Battery por 2×1, e depois o D.C. United pelo mesmo placar. Já o Real sequer tomou gols, vencendo o United por 3×0 e o Battery por 2×0.

Importante ressaltar que é um torneio em que jogam todos contra todos, e coincidentemente os dois melhores times caíram para jogar entre si na última rodada, dando mais emoção à competição.

Assim, neste fim-de-semana, United e Battery jogarão para disputar o terceiro lugar, enquanto Toronto e Real disputarão o título.

Fim da novela

Após várias semanas de negociação, e muitas idas e vindas de contratos, finalmente terminou a novela envolvendo a permanência do jogador inglês David Beckham no Milan.

Galaxy e Milan chegaram a um acordo e o contrato do meia será estendido até 30 de junho, no fim da atual temporada europeia. Mas apenas em meados de julho Beckham poderá voltar a jogar pelo Galaxy, com a abertura da janela de transferências da MLS no meio do ano. Além disso, Beckham voltaria ao Milan no final do ano, para a partir de 2010 jogar em definitivo no clube italiano.

Apesar de os números do acordo não terem sido divulgados, jornais italianos afirmaram que Beckham e o Milan deram aos cofres do Galaxy uma quantia “multimilionária”, para garantir a extensão do empréstimo, que deveria ter terminado no último dia 8 de março.

O importante, como já dissemos por aqui, é que a MLS e o Galaxy souberam se impor em sua primeira negociação internacional de grande relevância, o que foi uma lição para o futebol nos Estados Unidos.

Agora, resta esperar até julho para ver se começará outra novela, ou se Beckham realmente voltará.

Salários

Foram divulgados os maiores salários da MLS. Nenhuma surpresa no topo da lista, com a liderança de Beckham, seguido de Blanco e Angel. E apenas um brasileiro entre os 20 maiores, Luciano Emílio, do D.C. United, em 7º lugar. Obviamente, os salários nem chegam perto dos astros europeus. Confira a lista dos 20 maiores salários da MLS:

1. David Beckham (ING), LA Galaxy, US$6.500.000,00
2. Cuauhtemoc Blanco (MEX), Chicago Fire, US$2.943.702,00
3. Juan Pablo Angel (COL), NY Red Bull, US$1.798.000,00
4. Fredrick Ljungberg (SUE), Seattle Sounders US$1.314.000,00
5. Landon Donovan (EUA), LA Galaxy, US$900.000,00
6. Guillermo Barros Schelleto, (ARG) Columbus Crew, US$775.000,00
7. Luciano Emilio (BRA), D.C. United, US$758.857,14
8. Shalarie Joseph (GRD), NE Revolution, US$450.000,00
9. Christian Gomez (ARG), D.C. United, US$430.000,00
10. Taylor Twellman (EUA), NE Revolution, US$420.000,00
11. Brian McBride (EUA), Chicago Fire, US$385.333,33
12. Darren Huckerby (ING), San Jose Earthquakes, US$385.000,00
13. Dwayne DeRosario (CAN), Toronto FC, US$357.000,00
14. Amado Guevara (HON), Toronto FC, US$323.750,00
15. Chad Marshall (EUA), Columbus Crew, US$320.000,00
16. Carl Robinson (GAL), Toronto FC, US$315.000,00
17. Pablo Vitti (ARG), Toronto FC, US$303.000,00
18. Pablo Mastroeni (EUA), Colorado Rapids, US$300.500,00
19. Kasey Keller (EUA), Seattle Sounders, US$300.000,00
20. Jeffrey Cunnigham (EUA), FC Dallas, US$267.500,00
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo