Estados Unidos

Tim Howard mostrou que segue em grande forma com esta grande defesa pelos EUA

Tim Howard tem 38 anos e uma trajetória das mais respeitadas entre os jogadores de futebol dos Estados Unidos. Esteve no Manchester United, ainda que como reserva, e depois construiu uma carreira muito sólida no Everton. Foram 10 anos defendendo os Toffees. Em 2016 voltou ao país natal para defender o Colorado Rapids. Destaque da seleção americana, fez uma Copa do Mundo elogiadíssima. E segue no time, que voltou a ser comandado por Bruce Arena. Neste sábado, ele esteve em campo contra a Venezuela, em amistoso disputado em Utah. Adivinhe só: ele fez mais uma vez uma defesaça no empate por 1 a 1. Enquanto ele segurou na defesa, Pulisic foi o destaque no ataque. Mais uma vez.

LEIA TAMBÉM: Reveja todas as defesas de Howard no fantástico Bélgica x EUA

O jogo foi em Sandy, Utah, um dos lugares preferidos para a seleção americana. A torcida é quente e, por isso, a seleção americana escolhe o estádio para jogar por ali muitas vezes. O Rio Tinto Stadium é usado normalmente pelo Real Salt Lake na MLS. Não é muito grande – tem capacidade para pouco mais de 20 mil pessoas -, mas é um caldeirão para os americanos.

É verdade que desta vez o jogo não valia tanto assim, é verdade. É só um amistoso preparatório para os jogos realmente importantes que vem pela frente: contra Trinidad e Tobago, pelas Eliminatórias da Copa, no dia 8 de junho; e um amistoso contra o rival México, na Cidade do México, no dia 11.

Quem abriu o placar na partida foi a Venezuela. Depois de uma cobrança de escanteio e uma bola mal afastada pela defesa, Jose Manuel Velázquez aproveitou uma bola jogada de volta para a área de cabeça e marcou, aos 29 minutos do primeiro tempo. Depois disso, Tim Howard começou a sua boa atuação. Teve que intervir primeiro em um chute de longe de Moreno, aos 33 minutos, depois em um peixinho de Rubert Quijada, um minuto depois.

No segundo tempo, os Estados Unidos pressionaram mais. Logo a três minutos, o time levou perigo em uma cabeçada, defendida pelo goleiro. O empate viria aos 16 minutos, quando Villafaña trabalhou a jogada com Fabian Johnson e tocou para Pulisic. O melhor jogador americano do momento puxou pelo lado esquerdo e chutou bem, empatando o jogo.

No final do jogo, os Estados Unidos quase chegaram à virada. Jordan Morris teve duas chances, ambas barradas pelo goleiro venezuelano José Contreras.

O destaque fica mesmo com os dois jogadores que vivem momentos opostos: Pulisic, jovem de 18 anos, que parece ter o potencial para ser um jogador do mais alto nível; e Tim Howard, 38 anos, que parece estar se colocando como o possível titular da meta americana mais uma vez pensando na Copa de 2018.

Veja os melhores momentos do jogo:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo