Estados Unidos

Salt Lake, será que é Real?

A temporada 2008 tem trazido agradáveis novidades. E uma das principais novidades é a ascensão de duas equipes sem tradição de chegar aos playoffs e que haviam começado a temporada desacreditadas: Real Salt Lake e Columbus Crew. Ambos enfrentaram os líderes de cada conferência nesta 13ª semana, e saíram com bons resultados.

O Real Salt Lake é uma das equipes mais novas da MLS. Foi criada em 2005, juntamente com o Chivas USA, na expansão da liga naquele ano. Mas, ao contrário do Chivas, o Real nunca chegou aos playoffs nesses seus poucos mais de 3 anos de vida. O representante do estado de Utah terminou as temporadas que participou sempre nas últimas colocações, mesmo contando com o jovem talento de Freddy Adu no ano passado.

Neste ano, porém, a história tem sido diferente. Mesmo sem a presença de um grande craque ou uma estrela internacional como muitos de seus rivais, a equipe comandada pelo ex-jogador Jason Kreis (que trocou o campo pelo banco no ano passado) está pela primeira vez disputando as primeiras posições da Conferência Oeste. Os destaques da equipe são o atacante Robbie Findley e os meio-campistas Kyle Beckerman e Nathan Sturgis, além de alguns argentinos e europeus (da Rússia, Ucrânia e Escócia) de pouco destaque internacional.

E nesta última semana o Real deu mais uma demonstração de que este ano pode ser diferente. Jogando em seu estádio (Rice-Eccles Stadium), a equipe de Salt Lake City derrotou de virada (2×1) o NE Revolution, líder da Conferência Leste e melhor equipe da temporada 2008 até aqui.

E não foi apenas isso. Essa vitória representou o quinto jogo seguido sem derrota do Real, um recorde na curta história do clube. O Real agora soma 19 pontos e é o segundo colocado da Conferência Oeste, atrás apenas do LA Galaxy, que tem 21.

A outra grata surpresa de 2008 é o Columbus Crew, que desde 2004 não chega aos playoffs e sequer tem tido boas campanhas. Porém, como já comentamos neste espaço há algumas semanas, a equipe amarela de Ohio tem sido uma das mais fortes candidatas a uma das vagas dos playoffs pela Conferência Leste.

O Crew, liderado pelo veterano atacante argentino Guillermo Barros Schelotto, já teve uma seqüência invicta de 6 jogos, sendo 5 vitórias seguidas. Depois dessa ótima seqüência, houve também uma ruim de 3 derrotas, mas agora já são duas rodadas sem perder.

E nesta última rodada o Crew arrancou um ótimo empate em 3×3 com o estrelado LA Galaxy fora de casa. Assim, o Crew subiu para 23 pontos e consolidou-se na segunda colocação da Conferência Leste atrás apenas do NE Revolution, que tem 27 pontos e é o melhor time da MLS este ano.

Assim, chegando já quase na metade do campeonato, Real e Crew demonstram força como há tempos (ou nunca, no caso do Real) haviam mostrado e são até agora candidatíssimos a uma das vagas dos playoffs de suas respectivas conferências. Será que a ascensão mostrada este ano é real?

Outra bela surpresa

Mas as surpresas de 2008 não ficam apenas com as equipes mencionadas acima. Outra grata surpresa que já no seu segundo ano de vida começa a dar trabalho às equipes mais tradicionais é o Toronto FC.

Lanterna da MLS na sua temporada de estréia no ano passado, a única equipe canadense da liga chegou em 2008 com outra atitude. Depois de um começo de temporada inconstante (3 vitórias e 2 derrotas nos 5 primeiros jogos), o Toronto foi se encontrando e nesta semana alcançou a terceira posição do Leste, com 21 pontos, à frente de equipes como Chicago Fire, que havia começado o ano muito bem mas caiu nas últimas semanas, D.C. United, que começou muito mal mas vem se recuperando nas últimas semanas, e NY Red Bull, todos com 19.

O Toronto, porém, ainda não demonstra a mesma força que Real e Crew, alternando mais do que esses rivais. Mas já é um grande começo para a equipe novata subir mais ainda. Nesta última rodada, o Toronto empatou em 0x0 com o KC Wizards, que atualmente é o lanterna do Leste com 13 pontos.

De qualquer forma, o Toronto, que tem a torcida mais fanática da MLS, mostra que pode ser mais um novato que incomodará antes do que todos esperavam.

Primeiro passo

Como já era esperado, depois da goleada por 8×0 no jogo de ida, a seleção dos Estados Unidos deu seu primeiro passo e avançou para a próxima fase das eliminatórias da CONCACAF para a Copa de 2010.

Jogando em Bridgetown, a seleção ianque jogou o suficiente para derrotar Barbados por 1×0, gol de Eddie Lewis.

O Canadá também deu seu primeiro passo sem surpresas ao eliminar St. Vincent & The Grenadines ao vencer por 4×1 o jogo de volta em Montreal.

Agora, as equipes classificadas para a próxima fase foram divididas em 3 grupos com 4 seleções cada.

Os EUA ficaram no Grupo A, juntamente com Guatemala, Cuba e Trinidad & Tobago. A estréia da seleção dos Estados Unidos na próxima fase será no dia 20/08 contra a Guatemala, fora de casa.

O Canadá caiu no grupo mais difícil, o Grupo B, que também tem Honduras, Jamaica e México. A estréia dos canadenses na próxima fase será contra a Jamaica em casa.

Finalmente o Grupo C é composto por Costa Rica, El Salvador, Suriname e Haiti.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo