Estados Unidos

Planejando o futuro (e o presente)

As quatro grandes ligas americanas têm suas franquias modelo. Para exemplificar, o Detroit Red Wings, da NHL (liga de hóquei), é um bom caso para estudo. Os Wings detém o recorde de aparições consecutivas nos playoffs em todos os esportes americanos, com 20 (1990-2010) e estão a um passo de aumentar mais um ano a essa série. A grande marca dos últimos anos é que a franquia de Detroit não faz grandes contratações, mas trabalha muito bem com jogadores escolhidos no draft, fazendo algumas escolhas tardias virarem estrelas na liga. A MLS está bem perto de experenciar esse conceito de franquia modelo com o Real Salt Lake.

O Real Salt Lake chegou até as semifinais da CONCACAF Champions League, feito não alcançado por nenhum clube da MLS após a mudança do formato da competição continental, que ocorreu em 2008. E o Real deve lutar pelo título e para representar a América do Norte no Mundial de Clubes deste ano, já que venceu o Saprissa por 2 a 0 no jogo de ida das semifinais da CCL.

Para quem acompanha o clube, isso não é nenhuma novidade. O gerente geral (um cargo até mais poderoso que o diretor de futebol) Garth Lagerwey e o técnico Jason Kreis fazem um planejamento para vencer no futuro, mas isso também faz o clube vencer agora. Lagerwey e Kreis tem experiência como jogadores na MLS e agora trabalham muito bem no lado de fora do campo. Kreis já foi artilheiro e o melhor jogador da liga, além de ter sido o primeiro jogador a assinar um contrato com o clube de Utah.

Dizer que o RSL está virando a franquia modelo não pode ser entendido como uma grande dominância na liga, porque isso é praticamente impossível em um mundo regido pelo teto salarial, em que os times podem gastar apenas 2,55 milhões de dólares com seus jogadores, com exceção dos três designados, que podem ter salários altos e apenas uma pequena quantia conta para o teto.

O ponto chave do time tem sido identificar profissionais importantes e tentar assinar contratos longos com eles. O meia Will Johnson e o zagueiro Nat Borchers tiveram seus vínculos renovados com o clube até 2014, mesmo não precisando renegociar antes do fim desta temporada. O atacante Alvaro Saborio, que já esteve em Salt Lake no ano passado, foi contratado em definitivo e é outro que fica até 2014. O goleiro Nick Rimando e o volante e capitão Kyle Beckerman também renegociaram e ficarão até 2013. Enquanto isso, o armador Javier Morales e o zagueiro Jamison Olave têm contratos válidos até 2012. Aí você tem o coração da franquia garantido por pelo menos mais duas temporadas.

E quando você olha os nomes, você vê que realmente são ótimos nomes. Olave, Borchers e Morales estiveram no time dos melhores da última temporada. Rimando e Beckerman sempre aparecem como opções nas convocações da seleção norte-americana, enquanto Johnson faz parte da seleção canadense. Saborio foi a melhor contratação feita na MLS em 2010, ganhando de Thierry Henry, e tem vasta experiência na seleção da Costa Rica, incluindo uma Copa do Mundo. Contando que Saborio é o único jogador desta lista que não integrava o grupo campeão da MLS Cup em 2009.

Três aparições seguidas nos playoffs, um título da MLS Cup, aparição nas semifinais da Concacaf Champions League e 33 jogos seguidos sem derrota em casa em quatro anos de Jason Kreis e Garth Lagerwey no comando do clube. Tudo isso leva a acreditar que a franquia de Utah já está se consolidando como o modelo de gerenciamento no futebol norte-americano.

Confira os resultados da 1ª semana da MLS:

15/03 – Seattle Sounders 0x1 Los Angeles Galaxy
LA: Juninho (58’)
19/03 – Vancouver Whitecaps 4×2 Toronto FC
VAN: Eric Hassli (15’, 72’), Terry Dunfield (26’), Atiba Harris (64’) / TFC: Dwayne De Rosario (20’), Maicon Santos (74’)
19/03 – Colorado Rapids 3×1 Portland Timbers
COL: Jeff Larentowicz (8’), Omar Cummings (29’), Jamie Smith (30’) / POR: Kenny Cooper (80’)
19/03 – DC United 3×1 Columbus Crew
DC: Josh Wolff (51’), Charlie Davies (63’, 77’) / CLB: Robbie Rogers (79’)
19/03 – FC Dallas 1×1 Chicago Fire
DAL: Milton Rodriguez (19’) / CHI: Diego Chaves (17’)
19/03 – Houston Dynamo 0x1 Philadelphia Union
PHI: Danny Califf (5’)
19/03 – Chivas USA 2×3 Sporting Kansas City
CHV: Jimmy Conrad (56’), Ben Zemanski (84’) / SKC: CJ Sapong (2’), Omar Bravo (45’, 74’)
19/03 – San Jose Earthquakes 0x1 Real Salt Lake
RSL: Kyle Beckerman (63’)
19/03 – New York Red Bulls 1×0 Seattle Sounders
NY: Juan Agudelo (70’)
20/03 – Los Angeles Galaxy 1×1 New England Revolution
LA: Juninho (39’) / NE: Sharlie Joseph (3’)

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo