Estados Unidos

Os Caminhos de Beckham

Não gosto de repetir os assuntos. Ainda mais um assunto não relacionado diretamente ao jogo em si, dentro de campo, e por duas semanas seguidas. Mas com a MLS em pré-temporada, não tem muita coisa de relevante acontecendo. E ainda só se fala nessa novela com David Beckham, MLS, Galaxy e Milan.

Conforme dissemos na semana passada, a MLS avisou que o prazo para o Milan se manifestar se quer ou não adquirir os direitos de Beckham se esgotaria no dia 13/02. Como o Milan não se manifestou até tal data, a MLS já avisou que o jogador voltará ao Galaxy em março para a temporada 2009 da liga.

Será mesmo?! Na semana passada elogiamos aqui a mudança de postura da MLS e do Galaxy de passar a negociar de igual para igual com o poderoso Milan, mostrando personalidade e adaptação ao mundo do futebol. Só que essa tática da MLS de estipular um prazo e dizer que depois disso não haveria mais negociação pode ou dar muito certo, ou ser um tiro no pé.

Becks já deixou bem claro que não quer voltar. Reencontrou seu bom futebol na Itália, ao lado de jogadores de altíssimo nível, muito diferente da MLS. E já tivemos muitos exemplos de como se comportam os jogadores quando querem mudar de time, contrariando os contratos em vigor.

Assim, essa intransigência da MLS poderá render bons frutos se o Milan perceber que terá que gastar muito mais dinheiro para fazer a MLS voltar atrás em sua promessa. Como o clube italiano enviou uma proposta considerada muito baixa pela MLS e pelo Galaxy, agora poderá ter que aumentar bastante sua proposta para vencer a resistência dos americanos e ter o jogador.

Por outro lado, o Milan pode deixar o prazo chegar ao limite (08/03) e então se aproveitar da provável pressão que Beckham fará para não voltar e esperar que a MLS e o Galaxy entrem em desespero e aceitem liberar o jogador pelo valor baixo que propôs.

Uma reunião entre as partes foi marcada para a próxima terça-feira (24/02) a fim de resolver o impasse. Só o fato de marcarem a reunião já mostra uma flexibilização da MLS, só não sabemos se por sentir que sua intransigência não ajudará ou como tática para reforçar sua posição.

De qualquer forma, só o tempo vai dizer como terminará esta novela envolvendo David Beckham…

Pré-temporada bombando

A pré-temporada das equipes da MLS para a temporada 2009 continua a todo vapor. Faltando apenas um mês para o MLS First Kick (fim-de-semana inaugural do campeonato), os clubes da MLS estão com as agendas cheias tanto nos EUA como no exterior.

O Chicago Fire e o Chivas USA foram até o México em busca do clima mais quente e de adversários diferentes. E ambos conseguiram resultados positivos. O Fire jogou contra o Queretaro FC e empatou em 1×1. Já o Chivas venceu o Irapuato por 1×0.

Outra partida internacional na pré-temporada foi entre o Houston Dynamo e o Hammarby IF, da Suécia, que terminou empatada em 0x0.

Entre os times da MLS, o único jogo da semana foi entre FC Dallas e Colorado Rapids. A equipe texana levou a melhor, e bateu os Rapids por 1×0.

O campeão Columbus Crew também jogou esta semana, mas somente contra equipes universitárias. E os dois jogos no mesmo dia, na quarta-feira (18/02). Primeiro jogou contra a Universidade de Tampa e venceu por 2×0, e em seguida goleou a Universidade Central Flórida por 6×0.

WPS e WNTP

A WPS segue com uma impressionante demonstração de organização e profissionalismo, mostrando que a liga realmente quer começar forte e se consolidar como o principal campeonato de futebol feminino profissional do planeta.

Nesta semana, a WPS anunciou que finalizou as negociações com a associação das jogadoras da seleção norte-americana (WNTP) para definir um modelo de contrato que os clubes utilizarão com as jogadoras da seleção dos Estados Unidos.

O contrato terá duração de até três anos e preverá uma compensação para as jogadoras por seus trabalhos dentro e fora de campo, em atividades comerciais e de marketing.

Tanto representantes da WPS, como representantes das jogadoras afirmaram estar satisfeitos com os termos da negociação. A média salarial esperada para este primeiro ano da liga é de US$ 32 mil por sete meses de contrato. E as jogadoras poderão aumentar seus salários com aparições em propagandas, palestras e até em jogos fora da temporada.

Pan Pacific

Começou a segunda edição do Pan Pacific Championship, torneio que este ano reúne uma equipe da MLS, uma da J-League (Japão), uma da liga coreana e mais uma do campeonato chinês (todos de países banhados pelo Oceano Pacífico, daí o nome do torneio).

A primeira rodada (que na verdade serviu como semifinal) foi realizada nesta quarta-feira (18/02), com ambos os jogos realizados no Home Depot Center, em Los Angeles.

O primeiro jogo foi entre o Suwon Samsung Bluewings (COR) contra o Shandong Luneng Taishan FC (CHI). Com uma ótima atuação do atacante brasileiro Fernando de Oliveira, a equipe coreana venceu por 1×0, com um gol de Cho Yong-Tae aos 36 minutos do segundo tempo, e classificou-se à final.

O outro jogo foi entre LA Galaxy e Oita Trinita (JAP). Diferentemente do ano passado, o LA dessa vez não deu chances à equipe visitante e venceu por 2×0, gols de Edson Buddle e Jovan Kirovski. Buddle, aliás, foi o destaque da equipe.

Agora, teremos as partidas que definirão o campeão do torneio, e outra com a disputa do terceiro lugar. Ambas as partidas serão neste sábado (21/02), também no Home Depot Center.

Assim, a primeira partida será a disputa do terceiro lugar entre o Shandong, da China, e o Oita Trinita, do Japão.

Em seguida, Galaxy e Bluewings disputarão a grande final. Será que sem Beckham e Donovan o Galaxy conquistará o título inédito? No ano passado, com o time completo, o Galaxy ficou em terceiro, e o campeão foi o Gamba Osaka (JAP), que goleou o Houston Dynamo na final por 6×1.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo