Estados Unidos

O que esperar da MLS para 2009

O comentarista de futebol Jeff Bradley, irmão do técnico da Seleção dos Estados Unidos, Bob Bradley, escreveu, em um artigo para o site da MLS (www.mlsnet.com), os principais destaques que ele prevê para a temporada 2009 da MLS.

Veja a seguir um resumo dos 11 pontos levantados pelo irmão do “chefe”, e comece a aquecer para a temporada deste ano.

11. Seattle Sounders FC. Qualquer novo time é sempre bom, diz Bradley. Mesmo que os últimos times estreantes tenham tido maus momentos. Mas os jogos em Seattle trarão desafios por causa do mau tempo constante da região. Além disso, será ótimo ver Kasey Keller jogar na MLS e saber que tantos ingressos já foram vendidos. O único problema é o tom de verde da camisa, mas isso a gente se acostuma.

10. Arrumação em LA. Quando um time que se considera um dos principais do campeonato não chega aos playoffs por três temporadas seguidas, cria-se uma tensão interessante. Bruce Arena já está mexendo suas peças e a chegada de Dema Kovalenko e Mike Magee pode não ter chamado a atenção, mas às vezes são essas mudanças discretas que fazem uma equipe dar a volta por cima. Bradley acredita que Magee tem capacidade para marcar pelo menos 10 gols na temporada, se lhe derem tempo de jogo e ele não se machucar.

9. Febre do Red Bull. Noventa minutos pode mudar tudo. Os 90 minutos que o Red Bull jogou fora de casa nos playoffs, batendo o Houston por 3×0, mudou tudo em Nova York. Mais do que na final da Conferência Oeste contra o Real Salt Lake, quando aí o Red Bull tinha mesmo 50% de chance de vencer, a vitória sobre os então campeões é que deu aquela esperança aos torcedores do Red Bull de que terão mais ainda em 2009. Em sua última temporada jogando no Giants Stadium (a partir de 2010 o Red Bull terá estádio próprio), o Red Bull tem a chance de fazer uma grande temporada, armando uma promissora estréia para a Red Bull Arena em 2010.

8. O Polonês. O Columbus Crew foi o melhor time de 2008, do começo ao fim. E então, assim que terminou a volta olímpica comemorando sua primeira MLS Cup, o técnico Sigi Schmid foi para Seattle, deixando o Crew enfrentando sua primeira grande mudança após o título. Porém, segundo Jeff Bradley, os torcedores do Crew não devem temer a promoção do ex-assistente, o polonês Robert Warzycha. Bradley também acredita que os jogadores vão querer provar que podem repetir o feito, não importando quem seja o técnico.

7. Agitando Dallas. Com o Red Bull chegando à final da MLS Cup, o Dallas agora é o único clube que está na MLS desde a primeira temporada que nunca disputou a grande final. E, apesar de ser muito difícil que o Dallas chegue à final este ano, esse estigma pode ser um bom combustível para a equipe. Bradley acha que a contratação de Dave van den Bergh foi boa, mas ele tem que provar que ainda tem lenha para queimar.

6. Yura. Bradley confessa que já errou muitas vezes, mas quando assistiu Yura Movsisyan aterrorizando as defesas da MLS no final da temporada passada, sentiu que estava vendo o próximo grande atacante da liga. Yura é um jogador difícil de ser marcado, mas precisa melhorar sua finalização.

5. A Redenção do D.C. Simplesmente um time bom demais para ter ficado fora dos playoffs em 2008. E o que esperar do futuro do United? Eles venceram a U.S. Open Cup no ano passado, mas eles têm um plantel bom o suficiente para disputar a MLS Cup este ano? Jaime Moreno ainda tem futebol para mostrar? Sua carreira já pareceu terminada uma vez. Ele tem capacidade de mostrar superação? E Luciano Emilio? Muitas perguntas, e o novo técnico Tom Soehn deverá desesperadamente buscar um bom começo em 2009.

4. New England. Transição? O time que mostrou estabilidade por tanto tempo parece que finalmente está em período de transição. Estão realmente? O Revolution alcançou os playoffs no ano passado, mas não demonstrou a mesma força dos anos anteriores. Eles conseguirão recuperar a confiança? Muito dependerá da forma física de Taylor Twellman, que começou apenas 12 jogos na temporada passada.

3. Quake II. Há um ano, Bradley afirmou que o San Jose Earthquakes seria o melhor estreante da MLS depois do Chicago Fire em 98 e ele acha que estava certo. Mas ele também achou que Frank Yallop (técnico) levaria o clube aos playoffs, só que errou neste ponto. Jeff Bradley acha que o San Jose tem muitas qualidades, e uma temporada completa de Darren Huckerby e a evolução de jovens como Jason Hernandez e Ryan Johnson serão os ingredientes para que os Quakes disputem as primeiras posições do Oeste.

2. A Raiva do Dynamo. Depois do empate de 1×1 com o Red Bull no primeiro jogo das semifinais do Oeste no Giants Stadium, alguém pensou que o Dynamo implodiria tão rapidamente? Bradley diz que achava que não. Afinal, Houston dominou a temporada regular e ficou invicto nos últimos 9 jogos da temporada, então deveria passar facilmente por NY. Errado. Agora, vamos ver como o time laranja responderá, principalmente com um de seus principais jogadores tendo saído (veja abaixo).

1. DeRo Volta para Casa. Sim, de todas as histórias que deixam Bradley mais ansioso para a temporada de 2009, é a ida de Dwayne DeRosario para o Toronto para tentar liderar o time de torcedores mais fanáticos para os playoffs.

E você, o que espera da temporada 2009 da MLS?

Calendário 2009

No último dia 28/01, a MLS anunciou o calendário completo de sua temporada 2009. O jogo inaugural, como já era sabido, será entre NY Red Bull e o novato Seattle Sounders, no Qwest Field em Seattle, no dia 19/03.

Cada um dos 15 clubes jogará um total de 30 partidas, sendo 2 contra cada adversário (uma fora e outra em casa) e as duas partidas restantes serão contra um time da própria conferência, com prioridade para as rivalidades.

A última rodada será no dia 25/10, e os playoffs começarão já no dia 29/10. A princípio, parece que foram mantidas as mesmas regras para os playoffs. A grande final da liga, a MLS Cup, será disputada no fim-de-semana dos dias 21 e 22/11, em local ainda a ser definido.

WPS define formato de playoffs

A WPS, liga profissional de futebol feminino que estreará este ano, definiu o formato dos playoffs de seu campeonato. A fórmula apresentada é inovadora, e mistura a tradição americana de playoffs com a cultura europeia de premiar o melhor time da temporada regular.

Das 7 equipes que participarão do torneio este ano (em 2010 já serão 10), as 4 melhores da temporada regular se classificarão aos playoffs. O primeiro colocado automaticamente ganhará como prêmio uma vaga na finalíssima da competição e as outras 3 equipes disputarão mais um ou dois jogos para definirem quem enfrentará o primeiro na final.

Assim, na primeira rodada dos playoffs, a terceira e a quarta colocadas se enfrentarão, na “casa” da terceira colocada. Este jogo está marcado para o dia 15/08. A equipe vencedora deste jogo enfrentará a segunda colocada da temporada regular na Super Semifinal, no dia 18 ou 19/08.

Finalmente, o clube vencedor da Super Semifinal enfrentará o primeiro colocado da temporada regular na WPS Final no dia 22/08, no estádio do primeiro colocado.

Segundo a WPS, este sistema traz vários benefícios: (i) premiar a equipe que mais pontos fez na temporada regular, mantendo-se fiel às raízes europeias do futebol; (ii) com a garantia da participação do primeiro colocado na WPS Final, a venda de ingressos poderá ser feita com bastante antecedência, e não apenas na semana que separa a semifinal da final; (iii) os clubes que terminarem em segundo e terceiro lugares na temporada regular também são recompensados jogando uma partida dos playoffs em seu estádio; e (iv) o formato melhorará a competição durante a temporada regular, fazendo com que os times lutem até o final por uma colocação melhor.

Chegadas e possíveis chegadas

Enquanto as equipes lentamente começam suas pré-temporadas, novos jogadores chegam para reforçar a MLS, e novos boatos surgem sobre jogadores que devem (ou não) chegar.

Um boato que se confirmou – e que nós havíamos adiantado na coluna da semana passada – foi a ida do brasileiro Roger, ex-Grêmio e ex-Fluminense, para o D.C. United. Mais um brasileiro a se juntar aos ‘Men in Black’, que já contam com os atacantes Luciano Emilio e Fred. E os planos do jogador não é apenas o de jogar futebol, mas também, após encerrar a carreira, continuar a trabalhar com futebol nos EUA.

O Houston Dynamo, por sua vez, apresentou uma jovem promessa. Felix Garcia, de apenas 18 anos, já foi convocado para as seleções de base dos EUA e foi inscrito pelo clube texano no programa Generation Adidas, que prepara as jovens promessas para jogar profissionalmente.

Em relação aos boatos, não vamos nem levar em consideração as fantasiosas declarações do técnico do LA Galaxy, Bruce Arena, que disse sonhar em ter Ronaldinho Gaúcho e Messi no seu time. Além disso, algumas fontes indicaram que o Galaxy estaria atrás de Owen e Del Piero.

Talvez um boato mais possível de acontecer é a ida de Edmundo para alguma equipe da MLS. O veterano atacante manifestou o desejo de jogar na MLS, e parece que está procurando um clube para assinar. Outro que manifestou vontade de jogar na MLS é o lateral esquerdo Rubens Jr., que foi campeão da Libertadores da América pelo Palmeiras em 1999 e atuou em outros grandes times do Brasil e do exterior.

Possível saída?

Enquanto a central de boatos sobre jogadores que chegam (ou devem chegar) continua quente no frio inverno americano, notícias sobre uma eventual saída de sua maior estrela a MLS quer manter frias.

Como era de se esperar, Beckham tem se destacado nos jogos do Milan e já tem dado sinais de que gostaria de “estender” seu empréstimo. Até Berlusconi, primeiro-ministro italiano e presidente do Milan teria dito que faria de tudo para manter o jogador em seu clube.

Porém, para acabar com os boatos, o diretor do LA Galaxy, Tim Leiweke, afirmou que não há a mínima chance de Beckham não voltar para Los Angeles em março. Segundo o diretor, o Galaxy não abrirá mão de ter seu principal jogador para toda a temporada de 2009.

É esperar para ver quem puxará a corda com mais força…

Convocados

O técnico da seleção dos Estados Unidos, Bob Bradley, anunciou nesta quinta-feira a lista de 20 jogadores que formarão o grupo para o primeiro jogo dos EUA na fase final das Eliminatórias da CONCACAF para a Copa de 2010. E logo este primeiro jogo será o clássico contra o México, no próximo dia 11 de fevereiro, em Columbus. A expectativa da torcida para este jogo é grande, e todos os ingressos foram vendidos em 90 minutos.

Dos 20 jogadores convocados por Bradley, 19 jogam na MLS e apenas 1 é “estrangeiro”. Veja a lista:

Goleiros: Jon Busch (Chicago Fire), Will Hesmer (Columbus Crew) e Matt Pickens (Colorado Rapids);

Defensores: Jonathan Bornstein (Chivas USA), Frankie Hejduk (Columbus Crew), Ugo Ihemelu (Colorado Rapids), Chris Wingert (Real Salt Lake) e Marvell Wynne (Toronto FC);

Meio-campistas: Brian Carroll (Columbus Crew), Ricardo Clark (Houston Dynamo), Eddie Gaven (Columbus Crew), Stuart Holden (Houston Dynamo), Jack Jewsbury (Kansas City Wizards), Sacha Kljestan (Chivas USA), Robbie Rogers (Columbus Crew) e John Thorrington (Chicago Fire);

Atacantes: Brian Ching (Houston Dynamo), Kenny Cooper (FC Dallas), Charlie Davies (Hammarby IF – SUE) e Chris Rolfe (Chicago Fire).

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo