Estados Unidos

O pontapé inicial de 2008

 A primeira rodada da temporada da MLS é conhecida como ‘MLS First Kick’, algo como o ‘chute inicial’. E, finalmente, o chute inicial da MLS em 2008 foi dado, inaugurando mais uma temporada da liga profissional de futebol dos Estados Unidos. Aliás, muitos chutes, muitos gols, boas estréias, algumas surpresas e os times que jogaram em casa fazendo a festa.

O fim-de-semana de abertura da 13ª temporada da MLS foi bastante caseiro. Dos 6 jogos, 4 foram vencidos pelos times da casa e os outros 2 terminaram empatados. NE Revolution, KC Wizards e Colorado Rapids foram os maiores destaques do ‘First Kick’, enquanto Houston Dynamo, D.C. United e LA Galaxy foram as grandes decepções.

Na revanche das últimas duas finais da MLS Cup, NE Revolution e Houston Dynamo se encontraram novamente já na primeira rodada deste ano. E, diferentemente dos resultados das duas últimas MLS Cups, dessa vez o NE Revolution levou a melhor. A equipe de Massachussets bateu os atuais campeões por 3×0, mesmo sem a presença de seu principal atacante, Taylor Twellman. Os destaques ficaram para os jogadores de Gâmbia Kenny Mansally e Sainey Nyassi (este último autor do terceiro gol) e do veterano Steve Ralston, que aproveitou o rebote do goleiro em chute de Mansally para fazer o primeiro gol. O outro gol foi marcado por Adam Cristman, também em falha do goleiro Pat Onstad de Houston. Claro que essa vitória na primeira rodada não serve para vingar as derrotas sofridas nas duas últimas MLS Cups, mas com certeza enchem de moral a equipe do Revolution neste início de campeonato.

Outro campeão do ano passado que estreou com derrota em 2008 foi o D.C. United (levou o troféu de campeão da temporada regular, ou o Supporters’ Shield). O United perdeu por 2×0 para o KC Wizards, que estreava em sua nova casa, um aconchegante estádio de beisebol, com a torcida bem mais perto do que o estádio de futebol americano que antes o time usava. Outra estréia de sorte para o Wizards foi a de Claudio Lopez. O veterano argentino fez seu gol em seu primeiro jogo pela MLS e ajudou o Wizards a obter seus primeiros 3 pontos.

Mas a derrota mais acachapante da rodada foi a goleada imposta pelo Colorado Rapids ao estrelado LA Galaxy. Com um ótimo público em seu estádio, o Rapids não tomou conhecimento de Beckham, Donovan, Ruiz e companhia, nem quis respeitar a estréia de Gullit, e fez 4×0. O mais surpreendente é que o Rapids foi um dos piores ataques da temporada passada, e desde 2005 não fazia 4 gols em um mesmo jogo. O melhor jogador foi Terry Cooke, que fez um gol e deu assistência para outro, e ofuscou as estrelas do time californiano. Beckham disse depois do jogo que não está ainda em sua melhor forma e Donovan teve que jogar pela seleção dos EUA contra a Polônia no meio de semana e também parecia cansado. De qualquer forma, Gullit terá que trabalhar mais para fazer o time jogar o quanto vale. E os torcedores do Colorado talvez podem esperar uma temporada bem melhor este ano.

A outra vitória veio no mais novo clássico da MLS, o Trillium Cup, jogado entre o Columbus Crew e o Toronto FC. Trillium é uma flor típica da região dos Grandes Lagos, na fronteira dos Estados Unidos com o Canadá, onde as cidades de Columbus e Toronto estão localizadas. Assim como nos demais clássicos da MLS, leva o troféu no final do ano a equipe que somar mais pontos no confronto direto durante a temporada regular. Mas esse novo clássico ganhou uma motivação a mais, pois os prefeitos das cidades apostaram que o perdedor deverá usar o uniforme do ganhador. E o prefeito de Columbus saiu em vantagem, com a vitória de sua equipe por 2×0. Mesmo com 100 ônibus saindo de Toronto para assistir a partida, a equipe canadense voltou a perder. Faltam ainda 3 jogos entre ambos pela temporada regular, mas a vitória maior para o Toronto será não terminar novamente na lanterna.

E os empates?

Nem só de vitórias viveu a primeira rodada da MLS. O Real Salt Lake e o FC Dallas não tiveram o mesmo sucesso que os outros times que jogaram em casa e apenas empataram seus jogos.

O Real Salt Lake recebeu o Chicago Fire e ficou no 1×1. O Real até estava conseguindo manter a escrita de vitórias de times da casa na rodada, mas o mexicano Blanco marcou um gol aos 47 minutos do segundo tempo e decretou o empate.

Situação parecida passou o Dallas na única partida da rodada a ser jogada no domingo. A equipe vencia o Chivas USA até os 39 minutos do segundo tempo, quando o artilheiro Maykel Galindo deixou sua marca e empatou a partida. Outro 1×1 para a decepção do time da casa.

Obviamente ainda é muito cedo para fazer qualquer prognóstico. A temporada é longa e este foi apenas o chute inicial. Claro que as ótimas vitórias do Colorado e do Revolution, principalmente, trazem um ânimo a mais para essas equipes, mas não quer dizer que Galaxy e Dynamo não se recuperarão logo. Aliás, o Dynamo na temporada passada demorou alguns meses até engrenar e terminar campeão. Por isso, os torcedores podem comemorar bastante as vitórias de seus times nesta primeira rodada (ou até os empates heróicos), mas saibam que muitos chutes ainda serão dados até que possamos ter alguma definição mais concreta.

Os reforços continuam a chegar

Apesar da temporada já ter começado, as equipes continuam a se reforçar para 2008. Dessa vez foi o Toronto FC, que trouxe mais dois jogadores internacionais para seu elenco.

O clube canadense trouxe o meio-campista inglês Rohan Ricketts, do Barnsley (ING) e o meio-campista francês Laurent Robert, que jogava no Derby County, também da Premier League inglesa.

O francês é o mais conhecido dos dois, pois já jogou pela seleção francesa, além de ter passado por outras grandes equipes da Europa, como Montpellier (FRA), PSG (FRA), Newcastle (ING), Portsmouth (ING), Benfica (POR) e Levante (ESP). 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo