MLS

Atacante da MLS quebra maxilar após levar soco em bar; boxeador é suspeito

Aaron Boupendza, atacante do Cincinnati, pode ficar até dois meses afastado da MLS após suposta agressão de pugilista

Aaron Boupendza, do Cincinnati, quebrou o maxilar durante uma briga em um bar na madrugada da última segunda-feira (29). A história vinda da MLS fica ainda mais inusitada devido ao relato de uma testemunha à polícia local. Segundo o site The Athletic, que teve acesso a um relatório das autoridades, o suposto agressor do atacante do Orange and Blue é o boxeador profissional Quashawn Toler.

Considerado suspeito de agredir Boupendza, Toler tem um recorde como pugilista profissional de 17-2 (vitórias e derrotas), sendo 12 nocautes. A informação é disponibilizada pela World Boxing Association (Associação Mundial de Boxe). Vale ressaltar que as investigações continuam em curso.

No dia do incidente, o Cincinnati deu folga para seus jogadores após a vitória por 2 a 1 sobre o Colorado Rapids, no sábado (27), pela Major League Soccer. Por conta disso, Aaron Boupendza estava no estabelecimento Rusconi Bar & Kitchen por volta das 2h (horário local) quando se envolveu em uma discussão e foi agredido com um soco.

Na quinta-feira (2), o Cincinnati anunciou que o atacante passou por cirurgia devido a uma fratura no maxilar causada por uma “lesão extracampo”. O Orange and Blue trata o jogador como vítima nessa situação.

O tempo de recuperação de Boupendza varia de seis a oito semanas. Ou seja, ele pode perder os próximos dois meses da MLS por causa da agressão. Nem o Cincinnati, tampouco o atacante, se pronunciaram sobre o incidente. Em sua primeira temporada na Major League Soccer, o gabonês acumula algumas polêmicas no Orange and Blue.

Boupendza está com os dias contados na MLS

Em sua carreira profissional, Aaron Boupendza pode ser considerado um mochileiro do futebol, pois já passou por oito clubes, além do Bordeaux B. Antes de chegar à MLS, o máximo de jogos que o atacante fez por uma mesma equipe foi na Turquia, quando disputou 38 partidas com o Hatayspor. O gabanês foi contratado pelo Cincinnati em meados de 2023.

À época, Boupendza estava no Al-Shabab. Para tirá-lo da Arábia Saudita, o Orange and Blue desembolsou US$ 7 milhões (cerca de R$ 35,4 milhões na cotação atual). Só que seu primeiro ano na Major League Soccer tem sido marcado mais por problemas extracampo, do que o futebol apresentado nos gramados. O Cincinatti já chegou a suspender o atleta por “questões disciplinares”.

Até mesmo a seleção do Gabão enviou Aaron Boupendza de volta para casa após uma série de incidentes no final do ano passado. Nesta temporada, o atacante caiu de rendimento e ficou no banco de reservas nas últimas duas partidas do Orange and Blue na MLS. Curiosamente, o Cincinatti venceu ambos os jogos. Entre todas as competições, o jogador de 27 anos tem três gols em 13 atuações em 2024.

A discussão em um bar que terminou com um maxilar quebrado pode ter sido a gota d’água para o Orange and Blue, que já procura por um novo destino para Boupendza no meio deste ano. Ao longo de sua carreira, o atacante correspondeu lá na frente, tanto que balançou as redes 46 vezes em 79 partidas antes de jogar na Major League Soccer. Em 2020/21, ele foi o artilheiro do Campeonato Turco. Agora, resta saber como será seu futuro.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo