Estados Unidos

Inversão de papéis

Uma das características do futebol, e que faz este ser um esporte tão apaixonante, é a capacidade de surpreender, tanto de forma positiva, como de forma negativa. Quer dizer, às vezes, times desacreditados conquistam campeonatos enquanto equipes consagradas ficam pelo caminho. E esse é apenas um dos itens que ajudam o futebol a ser o esporte mais popular da Terra.

E, como não poderia deixar de ser, este fator já está presente nesta temporada regular da Major League Soccer de 2009, que começa a apresentar suas surpresas. Mais especificamente na Conferência Leste, equipes que na pré-temporada eram consideradas as favoritas para brilhar estão opacas, enquanto equipes desacreditadas estão brilhando.

Estamos falando dos líderes D.C. United e Toronto FC, e dos lanternas Columbus Crew e NY Red Bull.

United e Toronto fizeram uma campanha abaixo da média no campeonato da MLS em 2008, e sequer se classificaram para os playoffs. Para o D.C. o ano não foi tão ruim, já que o clube foi o campeão da U.S. Open Cup. Porém, este é um torneio mata-mata, ao contrário da temporada regular da MLS que a sequência de jogos separa os times mais preparados dos outros.

O Toronto, por sua vez, ainda não conseguiu passar aos playoffs desde sua fundação em 2005. Para este ano, a equipe trouxe a estrela canadense Dwayne DeRosario, mas ainda assim havia dúvida se DeRosario seria suficiente

Assim, devido às fracas campanhas de 2008, as duas equipes não figuravam no topo da lista das favoritas para vencer a Conferência Leste (pelo menos não na minha). No entanto, por enquanto United e Toronto são os times que melhor campanha apresentam no Leste. Após 7 semanas de jogos, o United é o líder com 13 pontos. O Toronto vem logo atrás, com 12. E neste sábado (09/05) eles se enfrentam para disputar diretamente a liderança da conferência.

Importante fazer uma menção honrosa ao terceiro colocado, o Chicago Fire, que está com 11 pontos, mas é a única equipe ainda invicta no campeonato (porém tem empatado muito).

Enquanto United e Toronto surpreendem figurando no topo da tabela de classificação do Leste, os finalistas da MLS Cup de 2008, Columbus Crew e NY Red Bull apresentam campanhas pífias, longe do que fizeram no ano passado.

As duas equipes dividem a última colocação do Leste (e só fizeram mais pontos do que o FC Dallas no Oeste) com 5 pontos cada. E o Crew tem o agravante de não ter conseguido ainda sequer vencer em 2009.

Depois de uma campanha brilhante no ano passado, quando conquistou as duas coroas ao vencer o Supporters’ Shield, como melhor equipe da temporada regular, e a MLS Cup, o Crew era tido como um dos mais fortes candidatos para levar o título nesta temporada também. O time é praticamente o mesmo, sendo que a principal mudança foi no comando técnico, pois Sigi Schmid foi para o estreante Seattle Sounders. Mas parece que Schelotto e companhia deixaram o bom futebol em 2008.

Em relação ao Red Bull, atual vice-campeão da MLS Cup, também não há explicação aparente para a má campanha em 2009. A equipe é praticamente a mesma que venceu os playoffs da Conferência Oeste. Porém, os torcedores já começam a achar que existe uma maldição com anos que terminam em 9, pois 1999 foi, até agora, a pior campanha da história do time (que na época se chamava Metrostars).

De qualquer forma, se é algo passageiro ou maldição, é bom Crew e Red Bull acordarem logo e se lembrarem como jogavam em 2008. Caso contrário, se não houver uma recuperação logo, depois poderá ser tarde demais para lutar por uma vaga nos playoffs.

Não podemos esquecer o NE Revolution, equipe que sempre disputa os primeiros lugares do Leste e que neste ano também faz campanha abaixo de seu padrão, tendo marcado apenas 8 pontos em 6 jogos.

Importante ressaltar que as análises acima são feitas com base no que foi apresentado pelas equipes até agora, e estão longe de ser uma certeza do que vai acontecer. Os clubes que estão mal podem se ajustar e começar a ganhar jogos, enquanto os clubes que estão bem podem ficar manjados e não serem mais ameaças aos seus adversários. Como falávamos no primeiro parágrafo, outro fator que faz o futebol apaixonante é justamente essa incerteza, com equipes que começam mal de repente darem a volta por cima e vice-versa. Parafraseando um antigo locutor: “tudo pode acontecer!”

Do outro lado

Se no Leste a temporada 2009 tem superado as expectativas para alguns, e sido uma decepção para outros, do outro lado, no Oeste, temos o melhor time da competição e também algumas surpresas.

O melhor time da competição até agora é o Chivas USA. O time das “cabras” tem disparado o maior número de vitórias e lidera com folga a Conferência Oeste (e, consequentemente, a tabela geral) com 19 pontos. São 6 vitórias e apenas 1 empate e 1 derrota. E a derrota foi justamente para o Toronto, citado acima como uma das surpresas positivas do Leste.

Em segundo lugar aparece o surpreendente Seattle Sounders, com 13 pontos. A equipe, estreante na liga, tem feito apresentações consistentes graças ao bom grupo de jogadores que foi montado para esta primeira temporada, e parece ser forte candidata a chegar aos playoffs para, quem sabe, repetir o feito do Chicago Fire de 1998, que foi campeão da MLS Cup na sua temporada de estreia.

Ainda em relação ao Oeste, o LA Galaxy, como nos anos anteriores, faz uma campanha apenas regular. A equipe somou 8 pontos até agora e divide a quinta colocação com o Houston Dynamo (outro que perdeu força com a saída de DeRosario). Sem Beckham, parece que pouca coisa mudou. O Galaxy alterna bons e maus momentos e, a continuar nesse passo, poderá ficar novamente fora dos playoffs.

Vale lembrar que o aviso do último parágrafo da primeira parte vale aqui também.

Open Cup

Já está em ação um dos mais antigos campeonatos de futebol do mundo, a Lamar Hunt U.S. Open Cup, que é equivalente à nossa Copa do Brasil e tantas outras copas europeias. Este torneio é organizado pela US Soccer (federação de futebol dos EUA) e dele participam tanto equipes profissionais como amadoras.

Os jogos qualificatórios das equipes da MLS neste ano são os seguintes: San Jose Earthquakes x NY Red Bull, D.C. United x FC Dallas, LA Galaxy x Colorado Rapids e Seattle Sounders x Real Salt Lake.

Alguns desses jogos já foram realizados. O NY eliminou os Quakes ao vencer por 2×1, o United bateu o Dallas por 2×0 e o Sounders goleou o Real por 4×1.

All-Star Game

No final de abril, a MLS anunciou que o Everton, da Inglaterra, será o adversário da equipe das estrelas da temporada 2009. O All-Star Game deste ano será jogado no Rio Tinto Stadium, em Utah, casa do Real Salt Lake, no dia 29 de julho.

O retrospecto do time das estrelas da MLS contra equipes estrangeiras até o momento é excelente. Foram 5 jogos e 5 vitórias contra equipes de outros países. Em 2003, as estrelas da MLS ganharam do Chivas (MEX) por 3×1. Em 2005, foi a vez do Fulham (ING) que perdeu por 4×1. No ano seguinte a forte equipe do Chelsea (ING) não conseguiu quebrar a escrita e perdeu por 1×0. Em 2007, o Celtic (ESC) perdeu por 2×0. Finalmente, no ano passado, o West Ham (ING) perdeu por 3×2.

Nos outros anos (o jogo das estrelas é realizado desde a fundação da liga, em 1996) os jogos foram Leste x Oeste ou jogadores americanos x jogadores estrangeiros.

Mulherada

O torneio inaugural da WPS, liga profissional de futebol feminino, está a todo vapor. Também, não podia ser diferente, afinal as melhores jogadoras do mundo estão por aqui.

O grande destaque é o Los Angeles Sol, da “rainha” Marta. A equipe lidera a tabela de classificação com 10 pontos em 5 jogos, sendo 3 vitórias, 1 empate e 1 derrota. E a derrota veio apenas na última rodada. Depois de ficarem invictas durante os 4 primeiros jogos e ainda sem levar gols, as meninas do Sol foram derrotadas pelo Boston Breakers por 2×1. O Breakers, assim, consolidou-se na segunda colocação, com 9 pontos.

Em terceiro aparece o Chicago Red Stars. E, coincidentemente, a equipe de Chicago não só “imita” a equipe masculina (Fire) por estar na terceira colocação, como também é a única invicta do campeonato. E, assim como os homens da mesma cidade, as mulheres do Chicago (que tem a brasileira Cristiane), não marcaram mais pontos em razão dos empates. Mas o Chicago tem apenas 4 jogos, e pode ir para o primeiro lugar se vencer seu jogo de diferença.

Seguindo a “escadinha” de pontos, vem o FC Gold Pride na quarta colocação com 7. Aí, na sexta colocação, a sequência é quebrada pois o Washington Freedom marcou apenas 5 pontos. Nas duas últimas colocações aparecem St. Louis Athletica e Sky Blue FC, que não venceram ainda na WPS e têm somente 2 pontos ganhos.

O ponto negativo da liga feminina nesta semana foi a contusão da jogadora brasileira Daniela, do St. Louis Athletica. Daniela levou um carrinho maldoso da americana Abby Wambach, do Washington Freedom, que por esse motivo foi suspensa pela liga da próxima partida de sua equipe. Ainda não foi estabelecido o tempo de recuperação, mas Daniela corre o risco de perder o restante da temporada.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo