Estados UnidosMLS

Hora de prêmios

Chegou a metade da temporada 2012 da MLS e é hora de eleger os melhores do ano até agora, quem excedeu as expectativas e quem está deixando a desejar.

Melhor jogador: Chris Wondolowski (atacante, San Jose Earthquakes)

O atacante é o líder de gols da MLS pelo terceiro ano consecutivo, com 14, e tem aparecido em momentos fundamentais para a equipe. Gols de empate, de virada, único gol do jogo…
Wondo ainda acha qualquer maneira de fazer gols e ajudar o San Jose. Exemplo disso é o gol do atacante contra o Galaxy no último final de semana. Após desvio em escanteio, Wondo pulou meio desengonçado e conseguiu um desvio de letra para virar a partida e dar a vitória para os Quakes.

Menções honrosas: Dwayne DeRosario (meia, D.C. United) e Jay DeMerit (zagueiro, Vancouver Whitecaps)

Melhor novato: Ryan Meara (goleiro, New York Red Bulls)

Um palpite pré-temporada do colunista que vos escreve é que a equipe da Big Apple sofreria problemas por não ter um goleiro com experiência profissional. Mas tenho que dizer que errei.
Meara tem se mostrado seguro nas partidas e evitando os erros que normalmente são ligados aos goleiros novatos que entram na liga. Além disso, em muitos jogos Meara segurou o New York na partida e é um dos principais motivos que mantém os touros na disputa pela liderança do Leste.

Menções honrosas: Austin Berry (zagueiro, Chicago Fire) e Nick DeLeon (meia, D.C. United)

Melhor técnico: Frank Yallop (San Jose Earthquakes)

Yallop merece muito crédito pela liderança dos Quakes na Conferência Oeste. A equipe não tem uma das melhores defesas da liga, mas o modo com o que ataque opera facilita o jogo mesmo que o time tome vários gols.

Com o sistema de Yallop, os meias ganharam mais liberdade para atacar e a dupla de ataque Chris Wondolowski e Steven Lenhart é bem municiada, tanto que o Wondo lidera a liga em gols pelo terceiro ano consecutivo, com 14.

Menções honrosas: Robin Fraser (Chivas USA) e Frank Klopas (Chicago Fire)

Melhor contratação de fora da liga: Saer Sene (atacante, New England Revolution)
Os Revs foram buscar o atacante francês no time reserva do Bayern Munique e Sene já conseguiu o que nenhum jogador do time de New England fez desde Taylor Twellman em 2008: marcar oito gols em uma temporada. E nós estamos apenas no meio de 2012.

Sem contar que Sene ainda fez isso em um time cujo jogador que deu mais assistências tem três na temporada toda. O francês tem aproveitado a maioria das oportunidades que aparecem dentro da área, mesmo que seja uma sobra de bola.

Menções honrosas: Martin Rivero (meia, Colorado Rapids) e Felipe (meia, Montréal Impact)

Confira os resultados da 15ª semana da MLS:

Montréal Impact 0x3 Toronto FC
TFC: Torsten Frings (52’), Ryan Johnson (72’), Danny Koevermans (78’)

Sporting Kansas City 0x1 Chicago Fire
CHI: Marco Pappa (58’)

Toronto FC 1×1 New York Red Bulls
TFC: Danny Koevermans (6’) / NY: Jan Solli (4’)

Colorado Rapids 3×0 Portland Timbers
COL: Jaime Castrillón (18), Conor Casey (22’), Jamie Smith (89’)

San Jose Earthquakes 4×3 Los Angeles Galaxy
SJ: Steven Lenhart (7’), Victor Bernardez (44’), Sam Cronin (47’), Chris Wondolowski (61’) / LA: David Beckham (31’), Jason Hernandez (36’), Landon Donovan (41’)

D.C. United 3×0 Montréal Impact
DC: Chris Pontius (45’), Robbie Russell (50’), Hamid Salihi (91’)

New England Revolution 2×2 Seattle Sounders
NE: Saer Sene (12’), Diego Fagundez (94’) / SEA: Eddie Johnson (23’, 35’)

Houston Dynamo 2×1 Philadelphia Union
HOU: Brad Davis (19’), Brian Ching (83) / PHI: Keon Daniel (46’)

Columbus Crew 2×0 Real Salt Lake
CLB: Tony Tchani (16’), Eddie Gaven (44’)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo