Estados Unidos

Guia da MLS 2011

Na semana passada, a Trivela mostrou um pouco mais sobre os clubes da Conferência Oeste, que inicia a liga nesta terça-feira (15/03), com o Seattle Sounders recebendo o Los Angeles Galaxy.

Mas no dia do primeiro jogo da liga, é hora de conferir um pequeno guia sobre os times da outra conferência, a Leste. Para saber mais sobre os times do Oeste, clique aqui.

Legenda

Jogador (Posição, país, clube)
Transferência definitiva
Escolhidos no draft
[Empréstimo]

 

Chicago Fire

Site: www.chicago-fire.com
Estádio: Toyota Park (20.000 lugares), em Bridgeview (Illinois)
Títulos na MLS: 1 (1998)
Retrospecto na última temporada: 10º lugar na temporada regular
Principais chegadas: Gaston Puerari (A, URU, Montivideo Wanderers-URU), Diego Chaves (A, URU, Nacional-URU), Cory Gibbs (D, EUA, New England), Jalil Anibaba (D, EUA, Universidade da Carolina do Norte)
Principais saídas: Brian McBride (A, EUA, aposentadoria), Wilman Conde (D, COL, Atlas-MEX), Peter Lowry (M, EUA, Portland), John Thorrington (M, EUA, Vancouver), CJ Brown (D, EUA, aposentadoria)
Técnico: Carlos de los Cobos
Time base (3-5-2):
Sean Johnson, Jalil Anibaba, Josip Mikulic, Cory Gibbs; Gonzalo Segares, Marco Pappa, Logan Pause, Baggio Husidic, Patrick Nyarko; Diego Chaves, Gaston Puerari

O Fire perdeu várias peças após a temporada passada e terá dois sistemas inteiramente novos. A defesa tem três jogadores em seu primeiro em Chicago e dependerá muito do novato Jalil Anibaba. Se ele manter o nível que teve no futebol universitário, a equipe continuará com três zagueiros. Caso contrário, o técnico Carlos de los Cobos deve voltar a defesa para uma linha com quatro jogadores. E o ataque ficará a cargo de dois uruguaios que não são bem conhecidos e não tiveram grandes carreiras em seu país, então não dá pra saber o que esperar.

 

Columbus Crew

Site: http://www.thecrew.com/
Estádio: The Columbus Crew Stadium (20.455 lugares), em Columbus (Ohio)
Títulos na MLS: 1 (2008)
Retrospecto na última temporada: 5º lugar na temporada regular, eliminado nas quartas de final dos playoffs da MLS Cup
Principais chegadas: Jeff Cunningham (A, EUA, Dallas), Sebastian Miranda (D, CHI, Union Española-CHI), Rich Balchan (D/M, EUA, Universidade de Indiana)
Principais saídas: Guillermo Barros Schelotto (M, ARG, Gimnasia La Plata-ARG), Steven Lenhart (A, EUA, San Jose)
Técnico:
Robert Warzycha
Time base (4-4-2):
William Hesmer, Sebastian Miranda, Chad Marshall, Andy Iro, Shaun Francis; Eddie Gaven, Emmanuel Ekpo, Rich Balchan, Robbie Rogers; Emilio Renteria, Andres Mendoza

Depois de quatro anos como referência do Crew, Guillermo Barros Schelotto voltou para seu país local e deixou o time de Ohio praticamente órfão de criação, já que o argentino foi o principal organizador de jogo na liga. A tarefa agora será dos meias abertos, Rogers e Gaven, que já tem experiência na seleção americana e podem alimentar bem os dois atacantes. E Jeff Cunningham, segundo maior artilheiro da história da MLS, volta esse ano ao clube que o colocou na liga e fará de tudo para tomar o lugar de Jaime Moreno.

 

DC United

Site: http://www.dcunited.com/
Estádio: Robert F. Kennedy Memorial Stadium (46.000 lugares), em Washington (DC)
Títulos na MLS: 4 (1996, 1997, 1999, 2004)
Retrospecto na última temporada: 16º lugar na temporada regular
Principais chegadas: Dax McCarty (M, EUA, Dallas), [Charlie Davies (A, EUA, Sochaux-FRA)], Perry Kitchen (D/M, EUA, Universidade de Akron), Joseph Ngyenwa (A, ZWE, Houston)
Principais saídas: Jaime Moreno (A, BOL, aposentadoria), Julius James (D, EUA, )
Técnico:
Ben Olsen
Time base (4-4-2): Bill Hamid, Jed Zayner, Dejan Jakovic, Perry Kitchen, Daniel Woolard; Andy Najar, Dax McCarty, Clyde Simms, Chris Pontius; Charlie Davies, Joseph Ngyenwa

Depois da pior temporada do clube na MLS, o clube da capital vem tentar apagar a má impressão que ficou. Para isso, o United trouxe o atacante Charlie Davies, presença regular na seleção americana até um acidente que o lesionou gravemente no final de 2009. Além de Davies, a outra chave do sucesso do time será Dax McCarty, meia já experiente na MLS, que foi adquirido junto ao Portland, logo após ser escolhido pelo Timbers no draft de expansão. É uma ótima combinação que pode fazer a torcida esquecer do 2010 desatroso.

 

Houston Dynamo

Site: http://www.houstondynamo.com/
Estádio: Robertson Stadium (32.000 lugares), em Houston (Texas)
Títulos na MLS: 2 (2006 e 2007)
Retrospecto na última temporada: 12º lugar na temporada regular
Principais chegadas: Kofi Sarkodie (D, GHA, Universidade de Akron), Hunter Freeman (D, EUA, Start-NOR), Jason Garey (A, EUA, Columbus),
Principais saídas: Ryan Cochrane (D, EUA, New England), Joseph Ngwenya (A, ZWE, DC United)
Técnico: Dominic Kinnear
Time base (4-1-2-1-2):
Tally Hall, Hunter Freeman, Bobby Boswell, Jermaine Taylor, Mike Chabala; Lovel Palmer; Brad Davis, Danny Cruz; Geoff Cameron; Jason Garey, Brian Ching

O Houston foi outro time que enfrentou a sua pior temporada na liga em 2010. Pela primeira vez desde a sua entrada na liga, em 2006, os texanos não chegaram aos playoffs. Com a saída de alguns jogadores mais experientes, o Dynamo abriu espaço no teto salarial e permitiu que jovens da academia chegassem ao time profissional. Brian Ching, atacante veterano, será mais uma vez a referência dos laranjas.

 

New England Revolution

Site: http://www.revolutionsoccer.net/
Estádio: Gillette Stadium (22.385 lugares), em Foxborough (Massachussets)
Títulos na MLS: Nenhum
Retrospecto na última temporada: 13º lugar na temporada regular
Principais chegadas: Ousmane Dabo (M, FRA, Lazio-ITA), Didier Domi (D, FRA, Olympiakos-GRE)
Principais saídas: Taylor Twellman (A, EUA, aposentadoria), Cory Gibbs (D, EUA, Chicago)
Técnico: Steve Nichol
Time base (4-4-2): Matt Reis, Kevin Alston, Ryan Cochrane, Darrius Barnes, Didier Domi; Sainey Nyassi, Sharlie Joseph, Ousmane Dabo, Marko Perovic; Zach Schilawski, Ilija Stolica

Os Revs tiveram a pior defesa da última temporada da MLS, concedendo 50 gols, e terão que melhorar essa área se quiserem chegar aos playoffs nesse ano. E para piorar a situação, depois da aposentadoria de Taylor Twellman, um dos melhores atacantes da história da MLS, o time perdeu a sua fonte de gols. No meio-campo, o granadino Sharlie Joseph será o motor do time e atuação dos Revs dependerá muito de como ele conseguirá organizar o jogo.

 

New York Red Bulls

Site: http://www.newyorkredbulls.com/
Estádio: Red Bull Arena (25.189 lugares), em Harrison (New Jersey)
Títulos na MLS: Nenhum
Retrospecto na última temporada: 3º lugar na temporada regular, eliminado nas quartas de final dos playoffs da MLS Cup
Principais chegadas: Corey Hertzog (M/A, Universidade do Estado da Pensilvânia), Jan Gunnar Solli (M, NOR, Brann-NOR), Teemu Tainio (M, FIN, Ajax-HOL)
Principais saídas: Luke Sassano (M, EUA, Los Angeles), Juan Pablo Angel (A, COL, Los Angeles)
Técnico: Hans Backe
Time base (4-1-3-2): Bouna Condoul, Teemu Tainio, Rafa Marquez, Tim Ream, Roy Miller; Tony Tchani; Dane Richards, Joel Lindpere, Jan Gunnar Solli; Thierry Henry, Juan Agudelo

Depois de ser liderado por Juan Pablo Angel em quatro temporadas, os nova-iorquinos sentirão sua falta nesse ano. Mas os “touros vermelhos” terão um ótimo ataque com a estrela Thierry Henry e o jovem Juan Agudelo, que já fez sua estreia na seleção americana com 18 anos. A linha defensiva vem com Tim Ream, outro bom jovem que também já esteve com a seleção, e Rafa Marquez, ex-capitão do México e jogador regular do Barcelona por vários anos nessa temporada. E por ali, eles contaram com uma novidade. O meia finlandês Teemu Tainio, ex-Tottenham, acabou virando um lateral direito durante a pré-temporada.

 

Philadelphia Union

Site: http://www.philadelphiaunion.com/
Estádio:
PPL Park (18.500 lugares), em Chester (Pensilvânia)
Títulos na MLS: Nenhum
Retrospecto na última temporada: 14º lugar na temporada regular
Principais chegadas: Faryd Mondragon (G, COL, Colônia-ALE), Brian Carroll (M, EUA, Columbus)
Principais saídas: Michael Orozco Fiscal (D, EUA, San Luis-MEX), Shea Salinas (M, EUA, Vancouver)
Técnico: Piotr Nowak
Time base (4-4-2): Faryd Mondragon, Sheanon Williams, Danny Califf, Carlos Valdes, Jordan Harvey; Sebastian Le Toux, Amobi Okugo, Brian Carroll, Justin Mapp; Carlos Ruiz, Danny Mwanga

Depois da sua primeira temporada na liga, os Zolos chegam em 2010 com sua principal questão da temporada passada resolvida. Chris Seitz e Brad Knighton, os dois goleiros testados pelo Union, não foram bem e acabaram saindo do clube. E Faryd Mondragon, experiente goleiro colombiano, veio para ocupar a meta. A esperança de gols do clube continua Sebastian Le Toux e Danny Mwanga, que fizeram 21 dos 35 tentos anotados pelo Union.

 

Sporting Kansas City

Site: http://www.sportingkc.com/
Estádio: CommunityAmerica Ball Park (10.385 lugares), em Kansas City (Kansas) e Livestrong Sporting Park (18.500 lugares), em Kansas City (Kansas)
Títulos na MLS: Nenhum
Retrospecto na última temporada:
9º lugar na temporada regular
Principais chegadas: Omar Bravo (A, MEX, Chivas Guadalaraja), Luke Sassano (M, EUA, New York)
Principais saídas: Josh Wolff (M/A, EUA, DC United), Jimmy Conrad (D, EUA, Chivas USA)
Técnico: Peter Vermes
Time base (4-3-3): Jimmy Nielsen, Michael Harrington, Matt Besler, Shavar Thomas, Roger Espinoza; Craig Rocastle, Davy Arnaud, Stephane Auvray; Ryan Smith, Teal Burnbury, Omar Bravo

No fim do ano passado, a marca do clube foi completamente mudada. O Kansas City Wizards virou Sporting Kansas City e passou a ter projetos de trabalhar com outros esportes, como o lacrosse. Dentro do campo, o KC fez, provavelmente, a melhor aquisição da MLS. O atacante Omar Bravo, depois de vários anos de Chivas Guadalaraja e seleção mexicana, chegou para ser o principal jogador do time. O Sporting é grande favorito a chegar aos playoffs, mas pode ter grandes problemas durante a Copa Ouro, já que o time pode perder até cinco jogadores durante o torneio continental de seleções.

 

Toronto FC

Site: http://www.torontofc.ca/
Estádio: BMO Field (21.800 lugares), em Toronto (Ontario, Canadá)
Títulos na MLS: Nenhum
Retrospecto na última temporada: 11º lugar na temporada regular
Principais chegadas: Javier Martina (M/A, HOL, Ajax-HOL)
Principais saídas: O'Brian White (A, JAM, Seattle), Chad Barrett (A, CAN, Los Angeles)
Técnico:
Aron Winter
Time base (4-3-3): Stefan Frei, Dan Gargan, Nana Attakora, Doneil Harry, Ty Harden; Nick LaBrocca, Dwayne DeRosario, Julian de Guzman; Jacob Peterson, Javier Martina, Maicon Santos

O ex-jogador holandês Aron Winter foi contratado para ser o técnico do primeiro clube canadense da MLS e não terá tanto trabalho, já que os Reds começaram a planejar seu futuro na liga. Se o TFC chegar aos playoffs, será um grande passo para Winter conseguir a confiança dos torcedores e da diretoria do clube. O principal jogador do time é Dwayne DeRosario, mas o ano passado mostrou que não dá para depender só de DeRo. O time não acompanhou a boa temporada do capitão e acabou ficando de fora da pós-temporada.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo