Estados Unidos

Fogo brando

O Chicago Fire experimentou momentos de euforia e decepção em uma mesma semana na MLS. Euforia por conseguir vencer a quase imbatível equipe do Chivas USA, fora de casa, de forma emocionante. A decepção por, no jogo seguinte, conseguir perder para o FC Dallas, um dos lanterna do campeonato.

Como acontece na MLS, devido ao número ímpar de equipes, em umas semanas algum time descansa, em outras alguns times jogam duas vezes. E na última rodada um dos escolhidos para jogar duas vezes foi o Chicago Fire (Columbus Crew e San Jose Earthquakes foram os outros clubes que também jogaram duas vezes).

Chicago e Chivas era o jogo mais esperado da temporada até agora. O Chicago estava invicto e havia tomado a liderança no Leste, comprovando ser a equipe mais forte daquela conferência, apesar do grande número de empates. O Chivas, por sua vez, era o líder disparado da Conferência Oeste e da MLS, com o maior número de vitórias na temporada e tendo perdido apenas um jogo e empatado apenas três.

Assim, o encontro marcado para o Home Depot Center em Los Angeles, casa do Chivas (e também do LA Galaxy), foi cercado de bastante expectativa, que as equipes corresponderam com um jogaço em campo, o melhor até agora em 2009. Além do bom público presente, que lotou o estádio.

O Chivas saiu na frente com o brasileiro Paulo Nagamura, que neste ano tem se destacado pelos gols marcados em jogos difíceis. Logo em seguida o Fire respondeu com Blanco, de pênalti, para empatar o placar. Também de pênalti, ainda no primeiro tempo, Maykel Galindo colocou o Chivas novamente em vantagem.

O segundo tempo continuou disputado, mas sem gols. Pelo menos até o final. Aos 44 minutos, Patrick Nyarko aproveitou a confusão na área do Chivas e marcou o gol de empate do Fire. Mas a emoção não pararia por aí. Quase no final dos acréscimos, o atacante Brian McBride foi derrubado na área e o juiz marcou mais um pênalti para o Fire (este foi o jogo com maior número de pênaltis até aqui na temporada). Após a natural discussão que um pênalti a essa hora do jogo causa, aos 51 minutos Blanco bateu e deu a emocionante vitória ao Fire.

Depois de uma vitória sensacional como essa, era de se esperar que o Fire viesse com tudo para o seu próximo jogo, que seria em casa contra o lanterna do Oeste e um dos piores time do ano até aqui, o FC Dallas. Mas o que se viu na verdade foi uma ressaca do Chicago, que conheceu sua primeira derrota na temporada.

O Dallas veio com uma formação renovada (um 4-1-4-1) e não deu chances ao Fire, vencendo por 3×0 em pleno Toyota Park. Desde 21/09/2008 que o Fire não perdia em casa.

O destaque foi Jeff Cunningham, que marcou um gol e, junto com Dax McCarty, comandou os ‘Hoops’. O zagueiro do Fire C.J. Brown marcou um gol contra após falta cobrada por McCarty e o artilheiro Kenny Cooper também deixou o seu para dar números finais à partida.

A vitória do Dallas significou mais do que a perda da invencibilidade pelo Fire. As duas equipes disputam anualmente um troféu, o Brimstone Cup, e a vitória por 3×0 colocou o Dallas em vantagem na disputa (pelo saldo de gols, já que o Fire ganhou o primeiro jogo por 3×1). Como não há mais partidas programadas entre as duas equipes para este ano, se elas não se encontrarem os playoffs o Dallas levará o troféu para casa mais uma vez.

Mesmo diante de tantos altos e baixos em apenas duas rodadas, o Fire segue líder disparado da Conferência Leste. Porém, seu fogo alto do começo da rodada ficou mais brando no final.

Iuéssei

Por falar em perda de invencibilidade, a seleção dos Estados Unidos também conheceu sua primeira derrota na fase final das eliminatórias da CONCACAF para a Copa de 2010.

Na quarta-feira (03/06), os ianques visitaram a Costa Rica e perderam por 3×1. Além do jogo e da invencibilidade, os EUA perderam também a liderança na competição, que agora passou para a Costa Rica. Os costarriquenhos têm 9 pontos, contra 7 dos gringos, e ambas as seleções estão com 4 jogos, um a mais que todas as demais.

Em relação à partida, os costarriquenhos dominaram o jogo e não foram muito ameaçados pelos americanos. O gol dos EUA foi marcado por Landon Donovan (sempre ele), de pênalti, já nos acréscimos do segundo tempo, quando a partida já estava 3×0 para a Costa Rica.

A rodada das eliminatórias segue neste fim-de-semana, com todas as seleções jogando. Os EUA terão outro jogo difícil contra Honduras, em Chicago, no sábado.

Este foi o único jogo do meio de semana pelas eliminatórias da CONCACAF, pois foi antecipado devido à viagem dos Estados Unidos para a disputa da Copa das Confederações na África do Sul a partir do dia 15 deste mês.

Os ‘red, white and blue’ estão no grupo de Brasil, Itália e Egito, e estreiam na competição no dia 15/06, contra a Itália. No dia 18/06 os comandados de Bob Bradley enfrentarão o Brasil.

Velhos vícios ou nova experiência?

Mal começou e a WPS já apresenta alguns vícios antigos que permeiam o mundo do futebol profissional masculino, o de mandar o técnico embora quando os resultados não aparecem. Ou será essa uma nova experiência que pode render frutos?

Com apenas 7 partidas jogadas na nova temporada, o Sky Blue FC despediu seu técnico. Ian Sawyers foi mandado embora da equipe de New York/New Jersey por “incompatibilidades com as jogadoras e os dirigentes”. É o primeiro técnico a ser mandado embora na WPS, o que traz uma nova experiência à liga feminina de futebol profissional dos EUA. Em seu lugar entrará Gerry Marrone, que já foi diretor de marketing (?) do Sky Blue.

Não que houve precipitação por parte dos dirigentes do Sky Blue ou que Sawyers não merecesse sair. Realmente a campanha do Sky Blue era decepcionante e talvez ele não tenha se encaixado na filosofia do clube (como alguns treinadores brasileiros gostam de dizer). Mas o planejamento para a temporada já terá que ser revisto. E essa história de começar a despedir técnicos no começo da temporada já vimos que na maioria das vezes não termina bem. Por outro lado, essa nova experiência pode trazer melhores resultados ao Sky Blue. Vamos esperar para analisar melhor.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo