Estados Unidos

Domínio “mexicano” na MLS

Não tem pra ninguém. Em 2009, o time mais mexicano da MLS, o Chivas USA, não tem dado chance a nenhum adversário e já é disparado o melhor time da liga. Com um terço do campeonato realizado, o Chivas é o mais forte candidato para a conquista do Supporters’ Shield, prêmio para a melhor campanha da temporada regular.

O Chivas tem uma campanha impressionante na temporada deste ano. Até aqui, em 9 jogos, venceu 7 e perdeu apenas 1. São 22 pontos conquistados em 27 possíveis, e uma folga de 8 pontos à frente do segundo colocado da Conferência Oeste, o surpreendente Seattle Sounders. A única derrota foi para o Toronto FC, um dos melhores times do Leste, por 1×0, em 22/04. Já o solitário empate foi no ‘Superclasico’ de Los Angeles, um 0x0 contra o LA Galaxy, em 11/04.

O Chivas USA foi fundado em agosto de 2004, tendo sido o 11º clube a entrar na MLS. De propriedade do mexicano Jorge Vergara, que também é dono do CD Chivas Guadalajara, do México, o Chivas USA foi fundado como uma filial do clube mexicano, que é um dos mais populares em seu país, com o objetivo de captar os milhões de mexicanos que moram nos EUA e não tinham um time específico para torcer.

Em virtude do público alvo de torcedores da equipe, a cidade escolhida para ser a sede do Chivas USA foi Los Angeles, onde existe uma das maiores concentrações de mexicanos nos Estados Unidos. Por essa razão, a comunicação oficial do clube é primeiramente em espanhol e depois em inglês. Assim, o Chivas USA já nasceu com uma torcida bastante grande nos EUA, mesmo sem nunca ter ganho um campeonato.

Seus torcedores, no entanto, acham que a MLS Cup é uma questão de tempo, pois a matriz investe bastante em sua filial. E 2009 pode ser o ano. Até agora, o melhor resultado do Chivas USA foi a melhor campanha da Conferência Oeste em 2007 (segundo no geral). Além disso, nas quatro vezes que disputou a MLS até agora chegou três vezes aos playoffs, mas sem muito sucesso.

Neste ano, para finalmente conseguir disputar a MLS Cup, o Chivas USA adota a velha fórmula de mesclar a experiência de jogadores veteranos, como Ante Razov (maior artilheiro da história da equipe com 30 gols), o goleiro Zach Thornton (que está há 6 jogos sem tomar gol) e o mexicano Claudio Suárez, com o entusiasmo de jovens talentos como Jonathan Bornstein, Sacha Kljestan e Jorge Flores. O Chivas USA conta também com o brasileiro Paulo Nagamura, que veio do Toronto FC e neste ano realiza a sua melhor temporada. Foi de Nagamura o golaço da vitória contra o Real Salt Lake no último sábado (09/05), seu terceiro gol este ano.

O próximo jogo do Chivas será contra o líder do Leste, o D.C. United, no sábado (16/05). Se passar por essa prova de fogo (já que sua única derrota foi para o segundo colocado do Leste), aumentará sua força e será mais temido pelos adversários.

Independentemente do próximo jogo, se mantiver esse ritmo, o Chivas USA não somente levará o Supporters’ Shield com folga – o que seria o primeiro troféu para sua galeria – como também é um sério candidato a disputar e levar a MLS Cup. Se conseguir repetir o feito do Crew do ano passado e levar os dois troféus para inaugurar sua galeria, vai faltar tequila para tanta comemoração. A torcida mexicana dos EUA espera que agora seja a vez da febre caprina contaminar a MLS!

SuperLiga 2009

A MLS e a FMF revelaram na última quinta-feira (14/05) as equipes participantes, sedes e calendário de jogos para a edição de 2009 da SuperLiga. A terceira edição deste torneio que reúne 4 equipes da MLS e 4 equipes mexicanas começará no dia 20/06 e terá um prêmio bem atrativo a quem vencer a final no dia 05/08.

A escolha das equipes que representarão as respectivas ligas no torneio foi baseada em critérios técnicos. As 4 equipes da MLS estão entre as que fizeram as melhores campanhas de 2008 e não competirão na Champions’ League da CONCACAF: Chicago Fire, NE Revolution, Chivas USA e KC Wizards.

Os clubes mexicanos convidados pela FMF são da primeira divisão do México e também estão entre os clubes de melhor campanha nos torneios Clausura e Apertura de 2008, com exceção daqueles que competirão na Champions’ League da CONCACAF: San Luís, Santos Laguna, Tigres e Atlas.

As equipes da SuperLiga foram divididas em dois grupos, com dois representantes de cada liga:

Grupo A                             Grupo B
Chicago Fire (US1)               New England Revolution (US2)
Chivas USA (US3)                  Kansas City Wizards (US4)
San Luis (MEX1)                   Santos Laguna (MEX2)
Tigres UANL (MEX3)             Atlas (MEX4)

Calendário da SuperLiga 2009:

Sábado, 20/06
Chicago Fire x San Luis (Toyota Park)
Chivas USA x Tigres UANL (Home Depot Center)

Domingo, 21/06
KC Wizards x Atlas (St. Louis)
NE Revolution x Santos Laguna (Gillette Stadium)

Terça, 23/06
Chicago Fire x Chivas USA (Toyota Park)
San Luis x Tigres UANL (Toyota Park)

Quarta, 24/06
NE Revolution x KC Wizards (Gillette Stadium)
Santos Laguna x Atlas (Gillette Stadium)

Sábado, 27/06
Chicago Fire x Tigres UANL (Toyota Park)
Chivas USA x San Luis (Home Depot Center)

Domingo, 28/06
NE Revolution x Atlas (Gillette Stadium)
KC Wizards x Santos Laguna (CommunityAmerica Ballpark)

Quarta, 15/07
Semifinal 1 (local a ser definido)
Semifinal 2 (local a ser definido)

Quarta, 05/08
Final (local a ser definido)

Philadelphia Union

Foi revelado o nome da próxima equipe debutante da MLS, que passará a integrar a liga a partir de 2010. Será Philadelphia Union o nome do clube que representará o estado da Pensilvânia. Suas cores serão azul e dourado.

O nome da 16ª equipe a integrar a MLS tem origem na história dos Estados Unidos, pois é uma homenagem às treze colônias que se uniram na Filadélfia em 1770 quando romperam com a Grã-Bretanha e adotaram sua própria constituição. As cores são uma homenagem ao exército independentista.

O Union jogará em um estádio novo e muito bonito que está sendo construído na periferia da Filadélfia, com capacidade para 18.500 espectadores. O estádio faz parte de um projeto de revitalização de uma área antes abandonada, que custou cerca de US$ 500 milhões.

A primeira vez

As jogadoras do Sky Blue FC, St. Louis Athletica e Chicago Red Stars tiveram sua primeira vez na WPS. Antes que o ansioso leitor pense besteira, ou a indignada leitora reclame de alguma revelação indiscreta de intimidade alheia, explico que as jogadoras dessas equipes conseguiram vencer pela primeira vez ou, no caso do Red Stars, conheceram a primeira derrota na WPS.

O St. Louis Athletica, equipe do treinador brasileiro Jorge Barcellos, enfrentou o FC Gold Pride e venceu por 1×0, jogando em casa. O Athletica, que havia marcado seus primeiros gols na temporada há apenas dois finais de semana, deu mais um passo na evolução da equipe na temporada e obteve a primeira vitória, com gol de Lory Chalupny, aos 16 minutos do primeiro tempo.

Já o Sky Blue FC ganhou fora de casa do Chicago Red Stars por 2×0. Foi a primeira vitória do Sky Blue na temporada e, ao mesmo tempo, a primeira derrota do Red Stars. Os gols do Sky Blue foram marcados por Sarah Walsh e Natasha Kei.

Além desses jogos, houve também o confronto entre o primeiro colocado, Los Angeles Sol, e o segundo colocado, Boston Breakers. O confronto foi bastante equilibrado. As artilheiras Marta (Sol) e Kelly Smith (Breakers) não conseguiram furar os bloqueios defensivos e a partida terminou em 0x0, não alterando as posições das equipes na tabela.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo