Estados Unidos

Cúmbia e samba na MLS

As maiores atrações da primeira rodada do campeonato de 2009 da Major League Soccer vêm do sul. Não do sul dos Estados Unidos, mas da América do Sul. Mais especificamente da Colômbia e do Brasil.

Os dois grandes destaques da rodada inaugural da MLS 2009 foram Fredy Montero, atacante colombiano que joga no Seattle Sounders, e Paulo Nagamura, meio-campista brasileiro que joga no Chivas USA.

Em relação a Fredy Montero, falamos um pouco do show que ele deu no primeiro jogo do caçula Seattle Sounders na MLS. O Sounders mostrou que veio com um time forte para brigar por uma vaga nos playoffs ao vencer o NY Red Bull por 3×0. E Montero foi o grande destaque da partida marcando 2 gols e dando assistência para o outro.

Montero é ainda jovem. Tem 21 anos e começou sua carreira no Deportivo Cali (COL). Foi emprestado em 2006 para o Atlético Huila, também da Colômbia, e em 2008 voltou ao seu clube de origem. Fredy também já foi convocado para a seleção colombiana em 2007.

Neste ano, Montero foi emprestado ao Sounders para ganhar um pouco de experiência internacional, e o jovem atacante colombiano agradou bastante em seu primeiro jogo e tem potencial para virar ídolo da fanática torcida de Seattle.

Paulo Nagamura é desconhecido no Brasil, mas já passou pelas categorias de base de grandes clubes brasileiros e europeus, e há alguns anos joga na MLS. Nagamura tem 26 anos e começou nas categorias de base do São Paulo FC em 1994. Em 2001, transferiu-se para o Arsenal (ING), onde no mesmo ano foi campeão inglês sub-19, tendo marcado um gol na final contra o Liverpool.

Em 2005, Nagamura foi jogar profissionalmente no LA Galaxy, tendo conquistado a MLS Cup e a U.S. Open Cup. Em 2007 o jogador foi transferido para o Toronto FC, e no mesmo ano saiu para o Chivas USA, onde está até agora.

Nagamura foi o grande destaque do Chivas na vitória por 2×1 sobre o Colorado Rapids, na primeira rodada. O brasileiro foi o autor dos 2 gols de sua equipe, fato inédito em sua carreira, já que é um jogador com características defensivas.

Assim, a temporada 2009 da MLS começa ao ritmo de cúmbia e samba. Mas só esses ritmos não deixam a festa completa. Precisam entrar na dança o rock’n’roll, o mariachi, o tango e algumas outras para a festa ficar melhor ainda.

Emoção até o último minuto

O leitor mais atento deve se recordar que no ano passado não foram poucas as vezes que descrevemos aqui jogos que foram decididos nos minutos finais, seja para empatar no sufoco, ou para uma virada heroica.

Se levarmos em consideração alguns dos jogos desta primeira rodada, parece que em 2009 continuaremos com essas fortes emoções na MLS.

No confronto entre os dois últimos campeões da MLS Cup, Houston Dynamo e Columbus Crew, o resultado só foi decidido no final do segundo tempo. O Houston estava ganhando por 1×0 em Columbus até quase o final do jogo, quando o veterano argentino Guillermo Barros Schelotto empatou, aos 36 minutos do segundo tempo, salvando o Crew de estrear com derrota em seu primeiro jogo após a conquista da MLS Cup.

Outro confronto emocionante foi o empate entre LA Galaxy e D.C. United por 2×2. O United vencia a partida por 2×0 até os 35 minutos do segundo tempo, quando brilhou a estrela do artilheiro Landon Donovan, que marcou 2 gols em 5 minutos e garantiu o empate para o Galaxy.

Se continuar assim, 2009 promete ser um teste para o coração dos fãs da MLS!

Meninas decididas

As equipes da WPS definiram seus elencos para a primeira temporada da liga profissional de futebol feminino. Segundo as regras da WPS, os clubes tinham até o dia 25/03 para definirem seus elencos para a rodada de abertura da competição.

Assim, cada time escolheu 18 jogadoras, mais 4 jogadoras em desenvolvimento. Grandes nomes da seleção norte-americana foram escolhidos, como Kristine Lilly (Boston Breakers), Briana Scurry (Washington Freedom), Brandi Chastain (FC Gold Pride) e Tiffeny Milbrett (FC Gold Pride).

Em relação às jogadoras internacionais, no total 9 países estarão representados nos elencos das equips da WPS na rodada de abertura do campeonato. O país que mais “forneceu” jogadoras foi o Brasil (9), seguido de Canadá (6), Austrália (5), Inglaterra (5), Suécia (4), Japão (3), França (2) e China (1).

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo