Estados Unidos

Comissionário da MLS está aberto a participar da Libertadores

O comissionário da MLS, Don Garber, afirmou em entrevista à Sports Illustrated que agradece o interesse da Conmebol e que irá discutir o assunto quanto encontrar com os dirigentes.

“Somos muito gratos pelo interesse deles [Conmebol]. Nós ainda não discutimos sobre isso. Encontraremos com eles em algum momento para ver se faz sentido fazer isso. Não posso comentar sobre a probabilidade ainda”, afirmou o mandatário da MLS.

O dirigente ainda falou sobre a regra do jogador designado, que completa quatro temporadas em ação no ano de 2010 e o fato de os dois finalistas da MLS não terem nenhum jogador designado.

“Há uma visão entre algumas pessoas que você está em desvantagem competitiva se contratar jogadores designados. Eu não acredito que isso seja verdade. Lembre-se, você poderia ter três jogadores salário máximo, que não são designados jogadores que, na prática, daria à sua equipa a mesma estrutura do orçamento que uma equipe como a New York, que tem três jogadores designados”, explicou Garber.

“Eu acho que é mais como os jogadores se encaixam na sua dinâmica de equipe. Os jogadores ficam lá durante todo o ano, ou eles estão deixando para prestar serviço às selecções nacionais? Muitos dos nossos jogadores designados se machucaram. No caso de New York, chegaram a meio do ano por isso é difícil olhar para isso como um estudo de caso”, disse ainda o comissionário.

“A beleza da regra do jogador designado é que as forças de equipes para tomar decisões. E dentro da nossa estrutura, que muitas pessoas pensam que é muito restritiva, esta regra dá mais oportunidade de ser penalizado se você fizer uma má decisão e recompensados por tomar uma boa decisão”, defendeu Garber.

O dirigente disse que não está satisfeito com o formato dos play-offs, com dois times da conferência oeste decidindo a conferência leste e que a MLS irá discutir uma mudança para a próxima temporada.

Garber ainda falou sobre o processo de promoção e descenso, que ainda não acontece atualmente na MLS. “Promoção/rebaixamento não irá acontecer tão cedo. Seria divertido olhar para uma promoção e despromoção virtual onde podíamos realmente penalizar as equipas que terminarem em último e incentivar as equipas que terminarem no topo. Isso é contrário ao que tem sido o nosso compromisso de criar a paridade”, explicou Garber.

“Essa estrutura de paridade permitiu Dallas e Colorado para entrar à final MLS. Eu acredito que o torcedor de cada equipe precisa acreditar que, no início da temporada, que podem ganhar o campeonato. E o nosso sistema está estruturado para proporcionar isso”, disse.

Outra questão que Garber falou foi sobre um time com campanha longe de ser a melhor da fase regular vencer a competição. O Colorado Rapids, que chegou à final, fez apenas a sétima melhor camapnha na fase regular, algo que tem se repetindo. Em 2009, o Real Salt Lake venceu com a oitava melhor campanha. Em 2008, o New York chegou à final com a oitava melhor campanha. Em 2005, o Los Angeles Galaxy levou o título com a nona melhor campanha.

“É parte do que começamos a pensar sobre novos formatos para os play-offs. Está claro que não estamos dando benefícios suficientes para os clubes que terminam a fase regular com uma campanha melhor. Viagem tem alguma coisa a ver com isso. Como fazemos o sorteio tem algo a ver com isso. É algo que estamos tentando fazer”, disse.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo