Estados Unidos

Agora é pra valer!

Terminada a temporada regular, agora começa a decisão pra valer na MLS! As duas últimas e disputadíssimas vagas para os playoffs foram preenchidas, e agora as 8 equipes classificadas lutam para chegar à decisão da MLS Cup e definir quem será o campeão da temporada.

Apesar de disputadas até a última rodada, não houve grandes surpresas em relação às equipes que ficaram com as vagas. KC Wizards e Chicago Fire, os dois melhores colocados entre as 4 equipes que disputavam as últimas vagas, confirmaram o favoritismo e estão nos playoffs. Houve, contudo, um desequilíbrio entre o número de equipes do Leste e do Oeste. A Conferência Leste conseguiu levar 5 equipes para os playoffs, enquanto a Conferência Oeste levou apenas 3.

O Chicago Fire jogava por um empate contra o LA Galaxy, que por sua vez precisava desesperadamente da vitória para fazer valer todo o investimento feito para este ano. O jogo foi bastante equilibrado, e o Chicago conseguiu o gol da vitória com John Thorrington, em um contra-ataque aos 48 minutos do segundo tempo. A vitória por 1×0 foi importante, pois o Fire conseguiu terminar a temporada regular na 7ª colocação entre os 8 times classificados, à frente do KC Wizards. Porém, pelas regras dos playoffs, isso quer dizer que o Fire enfrentará o melhor time da temporada, o D.C. United. Será páreo duríssimo para os ‘Men in Red’, mas a equipe está animada com a classificação e a 8 jogos sem perder. Já o United perdeu sua invencibilidade de 13 jogos nesta última rodada (derrota por 3×2 para o Columbus Crew).

O outro classificado foi o KC Wizards, que finalmente venceu após 4 rodadas. A equipe de Kansas City bateu o FC Dallas fora de casa por 2×0, com 2 gols de Scott Sealy, o herói da classificação da equipe que não chegava aos playoffs desde 2004. O Kansas, no entanto, como foi o pior time classificado do Leste (que teve 2 times a mais classificados do que o Oeste), jogará na chave da Conferência Oeste e enfrentará o campeão daquela conferência, o Chivas USA.

O outro time que tinha chances de classificação, o Colorado Rapids, conseguiu perder por 1×0 para o Real Salt Lake, lanterna do Oeste, no Clássico das Montanhas Rochosas. Só que neste caso nem a vitória adiantaria, pois o Rapids dependia de outros resultados para se classificar.

Veja como ficou a classificação final das equipes da MLS na temporada regular:

Time/Pontos:
D.C. United – 55
Chivas USA – 53
Houston Dynamo – 52
NE Revolution – 50
FC Dallas – 44
NY Red Bull – 43
Chicago Fire – 40
KC Wizards – 40
Columbus Crew – 37
Colorado Rapids – 35
LA Galaxy – 34
Real Salt Lake -27
Toronto FC – 25

Agora confira a tabela completa de jogos dos playoffs (o time que aparece primeiro jogará em casa). Você pode sempre conferir os próximos jogos no quadro ao lado:

Semifinais da Conferência Leste:

L1:
25/10 – Chicago Fire x D.C. United
01/11 – D.C. United x Chicago Fire

L2:
27/10 – NY Red Bull x NE Revolution
03/11 – NE Revolution x NY Red Bull

Semifinais da Conferência Oeste:

O1:
27/10 – KC Wizards x Chivas USA
03/11 – Chivas USA x KC Wizards

O2:
27/10 – FC Dallas x Houston Dynamo
02/11 – Houston Dynamo x FC Dallas

Finais das Conferências:
Leste: 08/11 – Vencedor L1 x Vencedor L2
Oeste: 10/11 – Vencedor O1 x Vencedor O2

MLS Cup:
18/11 – Campeão do Leste x Campeão do Oeste

Decepção confirmada

A decepção da temporada ficou mesmo por conta do LA Galaxy. A equipe californiana foi a que mais investiu e fez a contratação mais cara e badalada da história da MLS ao trazer David Beckham. Além disso, trouxe outros jogadores também conhecidos, como o português Abel Xavier e o hondurenho Carlos Pavon, e já tinha em seu plantel alguns titulares da seleção dos EUA, como Landon Donovan, Eddie Buddle e Chris Albright, além do veterano Cobi Jones. Mesmo assim, o time não conseguiu se acertar e ficou em 11º lugar na classificação geral, à frente apenas do Real Salt Lake e do estreante Toronto FC.

Como havíamos comentado na coluna de apresentação desta temporada, o Galaxy sofreria muito com a perda de seus jogadores para compromissos das respectivas seleções nacionais e o calendário concentrado fora de casa no segundo semestre, para o ‘Beckham tour’. Esses fatores, mais a contusão de Beckham, certamente contribuíram para a má temporada da equipe, mas parece que faltou também um pouco mais de vontade de seus estrelados jogadores. Quando a equipe acordou nas últimas 8 rodadas, acabou sendo tarde demais para recuperar o tempo perdido, e o Galaxy ficou a uma vitória da classificação.

Essa recuperação no final, aliás, só reforçou a impressão de que os jogadores não estavam 100% concentrados nos jogos da equipe durante boa parte do miolo da temporada (principalmente depois da contusão de Beckham), e que o time tinha sim potencial para brigar pelo título. O jeito agora é acertar o comando para que os erros não se repitam na próxima temporada, pois a MLS certamente ganharia muito mais (tanto tecnicamente como financeiramente) se Beckham disputasse os playoffs.

Despedidas

A última rodada da temporada regular da MLS marcou também a despedida de dois importantes jogadores para a história do soccer. Conforme já haviam avisado durante a temporada, Cobi Jones, do LA Galaxy, e Eddie Pope, do Real Salt Lake, decidiram pendurar as chuteiras.

Cobi Jones nasceu em 16/06/1970 em Detroit, e é o líder em jogos pela seleção norte-americana, com 164 partidas e 15 gols marcados. Jones defendeu os EUA nas Copas de 1994, 1998 e 2002, além das Olimpíadas de 1992 em Barcelona. Além disso, Cobi é o jogador que mais permaneceu na mesma equipe na MLS, tendo jogado pelo LA Galaxy de 1996 (primeiro ano da MLS) até 2007. Seu melhor ano com o Galaxy foi em 1998, quando marcou 19 gols, foi eleito o atleta do ano pela U.S. Soccer e fez parte do MLS Best XI. Cobi Jones teve ainda passagens pelo Coventry City da Inglaterra e pelo Vasco da Gama, onde jogou meia-temporada em 1996 e marcou 5 gols.

Eddie Pope nasceu em 24/12/1973 em Greensboro, e jogou como titular durante 11 anos na seleção dos Estados Unidos, tendo participado das Copas do Mundo de 1998, 2002 e 2006, e das Olimpíadas de 1996 em Atlanta. Escolhido em segundo lugar no primeiro draft da MLS em 1996, foi jogar no D.C. United onde ficou até 2002 e ganhou duas MLS Cups. Em 2003 foi negociado com o NY Metrostars onde foi o capitão por duas temporadas. Em 2005, com a chegada de novos times à MLS, foi jogar no estreante Real Salt Lake, equipe onde encerrou a carreira. Eddie Pope foi nomeado em 2005 para o MLS All-Time Best XI, seleção dos 11 melhores jogadores que passaram pela MLS nos seus primeiros 10 anos.

É do Brasil!

O brasileiro Luciano Emilio, atacante do D.C. United, terminou a temporada regular como o artilheiro da MLS e ganhou o prêmio Chuteira de Ouro da Budweiser. Este prêmio é entregue todo ano ao artilheiro da temporada regular da MLS.

Emilio marcou 20 gols durante a bela campanha do D.C. United em 2007, marca que não era alcançada desde 2002, e ficou 1 gol à frente do colombiano Juan Pablo Angel, atacante do NY Red Bull, e 4 à frente de Taylor Twellman, atacante do NE Revolution.

Luciano Emilio, que tem 28 anos, foi figura fundamental na campanha que trouxe o título do Supporters’ Shield para o United, por ter terminado a temporada regular com o maior número de pontos.

Confira os artilheiros de todas as temporadas da MLS:

2007: 20 goals – Luciano Emilio (D.C. United)
2006: 16 goals – Jeff Cunningham (Real Salt Lake)
2005: 17 goals – Taylor Twellman (New England Revolution)
2004: 12 goals – Eddie Johnson (Dallas Burn); Brian Ching (San Jose Earthquakes)
2003: 15 goals – Carlos Ruiz (Los Angeles Galaxy); Taylor Twellman (New England Revolution)
2002: 24 goals – Carlos Ruiz (Los Angeles Galaxy)
2001: 19 goals – Alex Pineda Chacon (Miami Fusion)
2000: 26 goals – Mamadou Diallo (Tampa Bay Mutiny)
1999: 18 goals – Stern John (Columbus Crew); Roy Lassiter (D.C. United); Jason Kreis (Dallas Burn)
1998: 26 goals – Stern John (Columbus Crew)
1997: 16 goals – Jaime Moreno (D.C. United)
1996: 27 goals – Roy Lassiter (Tampa Bay Mutiny)

SHOOTOUTS

– Com o empate em 0x0 com o Houston Dynamo, o Chivas USA foi o campeão da Conferência Oeste. Este foi o primeiro ‘título’ da equipe em sua história.

– Apesar de terminar na lanterna do Oeste e na penúltima colocação da classificação geral, o Real Salt Lake despediu-se da temporada em grande estilo e com um troféu. Ao vencer o ‘Clássico das Montanhas Rochosas’ contra o Colorado Rapids, não só eliminou qualquer chance do rival de se classificar para os playoffs, como também ficou com o ‘Rocky Mountain Cup’, troféu que é dado ao time que mais pontos faz neste clássico durante o ano. Esta foi a primeira vez que o troféu foi para Salt Lake City.

– Números finais de Beckham na temporada (considerando apenas os jogos pela MLS): 5 partidas jogadas (sendo que apenas 2 desde o começo), 0 gols e 2 assistências. Agradecimentos ao leitor Rodrigo Câmara, que nos enviou essas informações diretamente do Giants Stadium.

– A seleção masculina dos Estados Unidos bateu a Suíça em amistoso jogado na última quarta-feira (17/10) na Basiléia (Suíça). Com gol de Michael Bradley (filho do técnico Bob Bradley) aos 41 minutos do segundo tempo, a seleção norte-americana finalmente voltou a vencer, após uma série de derrotas que vinha desde a sua estréia na Copa América.

– A seleção feminina dos EUA jogou outros dois amistosos com o México. No dia 17/10, em Portland, as americanas bateram as mexicanas por 4×0. No sábado (20/10), houve empate em 1×1. No saldo final dos 3 amistosos jogados, foram 2 vitórias para as americanas e um empate, com 10 gols a favor e apenas 2 contra.

– Mesmo com um histórico de 45 vitórias, 9 empates e apenas 1 derrota (para o Brasil na semifinal da Copa do Mundo), o presidente da US Soccer Sunil Gulati anunciou na última segunda-feira (22/10) que o contrato do técnico Greg Ryan não será renovado para o ano que vem. Pesou a forma como as norte-americanas foram derrotadas na Copa do Mundo e as polêmicas decisões tomadas pelo técnico durante o torneio. Um comitê formado por Gulati, Dan Flynn (secretário geral da US Soccer) e Mia Hamm (maior jogadora da história dos EUA) escolherá até dezembro o nome do(a) novo(a) técnico(a).

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo