Estados Unidos

A dupla do Galaxy enfim brilhou

Demorou quase 8 meses, mas enfim aconteceu. A dupla mais cara e talentosa da MLS finalmente se entendeu e jogou o futebol que todos esperavam. David Beckham e Landon Donovan, as maiores estrelas do LA Galaxy, mostraram entrosamento e garantiram a primeira vitória de seu time na temporada, na volta do clássico mais tradicional da Califórnia.

San Jose e LA Galaxy sempre foram rivais, principalmente pela localização geográfica (ambos eram os únicos representantes da Califórnia, até a chegada do Chivas USA). De 1996 a 2005 disputaram acirradamente o ‘California Clasico’, além de lutarem pela MLS Cup. E o ‘California Clasico’ voltou a ser disputado agora em 2008, com a volta do San Jose Earthquakes à liga depois de duas temporadas ausente. E logo no jogo de reestréia do Earthquakes.

E será uma reestréia inesquecível para os dois lados. Para o San Jose, o desgosto de ter perdido o primeiro jogo de sua volta logo para o maior rival. E para o Galaxy, pela afinação de sua dupla de ouro que garantiu a vitoria de 2×0 sobre o rival e a recuperação da goleada sofrida na primeira rodada.

Beckham e Donovan decidiram o jogo no primeiro tempo, e mostraram que o investimento nos dois deve valer a pena. No primeiro gol, passe primoroso de Donovan, aproveitando-se da falha do zagueiro Cochrane, que encontrou Beckham livre para tocar por entre as pernas do goleiro Joe Cannon e marcar seu primeiro gol na MLS. Alguns minutos depois, passe milimétrico característico de Beckham, Donovan ganhou na corrida de Cochrane (ele de novo…) e tocou por cima do goleiro Joe Cannon.

Depois de atuações irregulares no ano passado, devido a contusões, ausências para atender as respectivas seleções nacionais e outras “distrações” (conforme palavras do próprio Beckham), os dois jogadores tiveram mais tempo para se conhecerem e se entrosarem durante a pré-temporada, e o resultado começou a aparecer. Foram dois golaços, e dois grandes motivos para fazer a torcida do Galaxy, e todos que torcem pela evolução da MLS, ter esperança de ver mais exibições como essa, e elevar o nível da liga.

V de vingança

Na semana passada, na primeira rodada, o NE Revolution vingou-se de seu algoz nas duas últimas MLS Cups ao golear por 3×0 o Houston Dynamo. Esta semana, porém, foi a vez do Revolution sofrer na própria pele a vingança.

O Chicago Fire, que foi eliminado pelo Revolution nos últimos 3 playoffs, vingou-se de seu algoz e venceu por 4×0. Diante de um irreconhecível Revolution, que nem de longe parecia o time que havia vencido o Houston na semana anterior, o Fire, comandado por Blanco, que fez 1 gol, e pelo polonês Tomasz Frankowski, que fez 2, não tomou conhecimento e goleou impiedosamente o seu rival de conferência.

Com este resultado, os ‘Men in Red’ seguem sem perder na temporada 2008 e estão atrás apenas do KC Wizards, única equipe a somar duas vitórias até agora (veja abaixo). Já o Revolution, melhor esquecer esta derrota e voltar a jogar como na primeira rodada, com sede de vingança.

Rodada cheia… de gols!

E a segunda rodada da MLS não foi marcada apenas pela dupla do Galaxy ou pela vingança do Fire. Foi uma rodada repleta de gols, com média de 4 gols por partida.

O KC Wizards manteve a boa fase e venceu novamente. Desta vez, a vítima foi o Colorado Rapids, que havia goleado o Galaxy na primeira rodada. Mas não foi fácil. Depois de um empate sem gols no primeiro tempo, o Wizards logo fez 2×0 no começo do segundo tempo, sofreu o empate, mas 3 minutos antes de acabar o jogo, Scott Sealy garantiu a vitória de 3×2 para o Kansas.

O NY Red Bull estreou com vitória. Em seu primeiro jogo da temporada, os ‘touros vermelhos’ de Nova York venceram em casa o Columbus Crew com 2 gols nos primeiros 8 minutos de jogo, e estrearam com o pé direito em 2008.

Outro destaque fica para a recuperação do D.C. United, que goleou o Toronto FC por 4×1. O brasileiro Luciano Emilio, MVP e artilheiro de 2007, marcou seu primeiro gol este ano. O argentino Gallardo também marcou seu primeiro gol na MLS. Quaranta e Moreno completaram o placar. E o Toronto segue sem pontuar este ano, e já esta na lanterna da Conferência Leste novamente…

Pelo classico do Texas, ou o ‘El Capitan Clasico’, Houston e FC Dallas ficaram no 3×3, em um jogo com bastante emoção. E foi por pouco que o atual campeão Houston não sofreu outra derrota. O Dallas ia vencendo o jogo por 3×2 até os 46 do segundo tempo, quando Geoff Cameron empatou para o Dynamo e fez a alegria dos torcedores que foram prestigiar o time da casa.

Finalmente, o Chivas USA bateu o Real Salt Lake por 3×1, manteve-se invicto, e já conseguiu a liderança isolada da Conferência Oeste.

Mais reforços

Como aconteceu no ano passado, o Toronto FC continua a buscar reforços mesmo com a temporada em andamento. Depois de trazer o francês Laurent Robert e o inglês Rohan Ricketts, o clube canadense anunciou esta semana mais um reforço internacional para tentar fazer uma boa campanha na MLS.

A esperança desta vez é depositada no atacante hondurenho Amado Guevara, velho conhecido da liga. Guevara jogou de 2003 a 2006 no NY Red Bull (e no antecessor NY Metrostars), e no ano passado foi transferido para o Chivas USA, de onde foi mandado embora por indisciplina. Atualmente estava no Motagua, um dos principais times de Honduras.

Guevara, que já foi MVP da Copa América de 2001 (aquela que Honduras eliminou o Brasil…) e MVP da MLS em 2004, tem 31 anos e assinou contrato de 4 anos com o Toronto. É uma aposta arriscada, mas depois de 2 derrotas nos dois primeiros jogos do ano, o Toronto precisa arriscar para tentar subir.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo