EspanhaLa Liga

Zidane revela que valor de Bale não é unânime nem no Real

Não foram poucas as críticas ao Real Madrid por conta da transferência de Gareth Bale. Os € 100 milhões pagos ao Tottenham pelo camisa 11 soaram como absurdo para muitos, especialmente diante da crise econômica vivida pela Espanha. Uma crítica que ganhou ecos dentro do Santiago Bernabéu, vinda de um dos nomes mais importantes na hierarquia merengue: Zinedine Zidane, que também quebrou o recorde de transferência mais cara da história em 2001 e hoje trabalha como diretor esportivo do clube.

“Nenhum jogador vale € 100 milhões. Isso deveria ser perguntado dentro de um ano. Há dez, eu mesmo disse que não valia € 75 milhões. Hoje em dia, sigo acreditando isso, que nenhum jogador vale isso. Porém, os clubes combinam um preço sem serem obrigados a fazê-lo. Assim é o futebol, por desgraça. Você não pode entender. É incompreensível com tudo o que se passa hoje em dia”, disse Zidane.

Leia mais
Compra de Bale mostra como futebol pode ser alheio à sociedade

O contexto da declaração vale ser notado. Zizou era entrevistado pelo Canal +, com o qual tem relação próxima. Além de ser um ambiente em que o ex-jogador tem maior liberdade, ele falou ao público francês. As ressalvas servem para mostrar que Zidane talvez não tenha se importado tanto com a mentalidade dos madridistas ao fazer o discurso, o que não evitaria a repercussão dele.

Apesar da crítica ao valor do negócio, Zidane exaltou o potencial de Bale como atleta. Não à toa, o francês foi considerado um dos pivôs para convencer o galês a se mudar ao Bernabéu: “É um jogador que demonstrou durante os últimos três anos ser um dos melhores que há. Além disso, tem margem de evolução, só tem 24 anos e creio que poderá dar muito ao Real Madrid”.

Porém, Zidane também avaliou que, tão importante quanto o talento, será o psicológico de Bale durante sua adaptação ao Real Madrid: “Ele entende o impacto de sua chegada. Vem ao melhor clube do mundo. Eu vivi isso e durante três meses foi muito complicado. Cheguei a me perguntar se o melhor não era sai. Depois, se você se concentra no que acontece em campo, as coisas fluem com mais naturalidade. Meu papel é dizer a ele que jogue como sabe e que não se pressione muito. Tem um potencial incrível”.

Talvez haja um pouco de demagogia no discurso de Zidane, considerando o impacto do debate sobre a fortuna paga pelo Real Madrid. De qualquer forma, as falas ganham importância pelo fato de terem sido feitas por alguém da alta cúpula merengue. A realidade atual do futebol permite transações astronômicas como a de Bale e não há nada mais natural que, pensando como empresa, o clube tenha aumentar seus lucros. O que não protege Florentino Pérez e os outros responsáveis dos questionamentos, até mesmo de quem custou tanto quanto dez anos atrás.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo