EspanhaLa Liga

Real vence Barça outra vez, utilizando reservas

O duelo deste sábado entre Real Madrid x Barcelona foi de cara muito mais equilibrado do que o de terça-feira, pela semifinal da Copa do Rei. Claramente o nível da equipe madridista não iria ser o mesmo, já que José Mourinho optou por escalar os reservas diante do grande rival, visando o duelo do meio de semana contra o Manchester United, no Old Trafford.

Pois os tidos como reservas do Real resolveram mostrar serviço. Sufocando a defesa adversária com uma blitz nos 10 primeiros minutos, Mourinho tirou o melhor de cada um dos suplentes que ganharam uma chance. Pressão demais para cima de Morata e Callejón? De forma alguma. À vontade e se aproveitando da fase delicada dos blaugrana, o Madrid foi ganhando território e sem a habitual marcação, Morata achou uma bola preciosa para Benzema, que quase livre só chegou de carrinho para abrir o placar.

Era um nítido ataque à moral do Barça, que ferido, se recompôs imediatamente e se reorganizou em campo. E com um lampejo de genialidade que sempre esteve presente mais cedo na temporada, os visitantes chegaram à igualdade com Messi, que cortou a marcação após passe de Daniel Alves, cruzando o meio-campo.

Aos poucos o estilo de jogo característico dos comandados de Jordi Roura começou a aparecer. Segurando mais a bola, o Barça procurou o gol por pouco tempo, apesar de evidenciar certo desânimo.  Abalado e sem aquela vocação para explorar os buracos da defesa do Real, o visitante pareceu conformado com o resultado parcial.

Durante o segundo tempo, Mourinho avançou mais ainda seu meio campo e trouxe problemas para a retaguarda comandada por Piqué. Valdés trabalhou bastante e fez pelo menos três defesas cruciais para evitar a derrota. No entanto, a entrada de Cristiano Ronaldo na vaga de Benzema mudou muito no ânimo madridista. Morata esteve bem e finalizou pelo menos duas vezes para testar Valdés, que foi o destaque do Barcelona (sim, é sério).

Abusando das bolas na área, o Real fez valer outro ponto fraco da defesa oponente. Em disputas pelo alto, tem sido difícil para a formação de Roura levar a melhor. Sabendo disso, Sergio Ramos subiu bem e marcou o segundo gol do time da casa, já aos 39 do segundo tempo, evitando uma reação dos blaugrana. Não que ela tivesse vindo de alguma forma que realmente pudesse atrapalhar a festa da torcida local. Mais uma vitória justa dos pupilos de Mourinho.

Formações iniciais

football formations

Destaque do jogo

Cristiano Ronaldo colocou fogo na partida quando entrou no segundo tempo. Benzema já estava quase sumindo e o perfil do Real ficou bem mais ofensivo. Foram muitos chutes ao gol de Valdés após a entrada do português, além da boa apresentação do menino Morata.

Momento-chave

Modric cobrou o escanteio que a torcida madridista esperou durante os 90 minutos. Bola no meio da área e na cabeça de Sergio Ramos, para barrar qualquer ímpeto dos visitantes e sacramentar mais uma vitória diante do Barcelona.

Os gols

9/1T- GOL DO REAL MADRID! Morata lança bela bola para Benzema, que chega de carrinho e completa.

18/1T- GOL DO BARCELONA! Messi recebe passe em profundidade de Dani Alves, dribla o marcador e manda para a rede, por baixo de Diego López!

39/2T- GOL DO REAL MADRID! Modric alça um escanteio no meio da área do Barça, Sergio Ramos sobe mais alto que a defesa e desempata.

Curiosidade

É a 16a partida consecutiva em La Liga que Lionel Messi marca pelo Barcelona. Ele também é o terceiro jogador na história do Campeonato Espanhol a marcar mais de 50 gols em três temporadas consecutivas.

Ficha técnica

REAL MADRID 2×1 BARCELONA

Real Madrid_escudo Real Madrid

Diego López, Raphael Varane, Pepe, Fábio Coentrão (Arbeloa), Sergio Ramos, Michael Essien, Luka Modric, Kaká (Khedira), José Callejón, Álvaro Morata, Karim Benzema (Cristiano Ronaldo). Técnico: José Mourinho

Barcelona_escudo Barcelona

Victor Valdés, Gerard Piqué, Javier Mascherano, Dani Alves, Jordi Alba, Thiago Alcântara (Tello), Andrés Iniesta, Sergio Busquets, David Villa (Alexis Sánchez), Pedro Rodriguez (Adriano), Lionel Messi. Técnico: Jordi Roura

Local: Estádio Santiago Bernabéu (Madrid-ESP)
Árbitro: Pérez Lasa (ESP)
Gols: Benzema, 9/1T, Messi, 18/1T, Sergio Ramos, 39/2T
Cartões amarelos: Sergio Ramos, 6/2T, Alba, 10/2T, Piqué, 12/2T, Coentrão, 16/2T, Thiago Alcântara, 18/2T, Morata, 22/2T, Dani Alves, 45/2T, Arbeloa, 46/2T, Iniesta, 47/2T
Cartões vermelhos: Valdés, após o apito final.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é editor-chefe da Revista Relvado, zagueiro ocasional, ex-jornalista, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo