Espanha

Real bate Cádiz com cinco brasileiros em campo

O Real Madrid derrotou o Cádiz por 3 a 1, nesta quinta-feira, e ficou com o terceiro lugar no tradicional Troféu Ramón de Carranza. O técnico Bernd Schuster utilizou cinco jogadores brasileiros – Cicinho, Marcelo, Júlio Baptista e Robinho, como titulares, e Pepe, entrando no segundo tempo – e viu o time se reabilitar da derrota por 1 a 0 para o Betis na véspera.

No mesmo estádio em que Robinho fez sua estréia oficial pelo clube, em 2005, o Real Madrid se impôs sobre o time da segunda divisão desde o princípio. O primeiro gol saiu aos 11 minutos, quando Javier Saviola foi derrubado na área e o centroavante Roberto Soldado marcou de pênalti.

O Cádiz cresceu após o intervalo e chegou ao empate aos 14 minutos, em um chute forte de Enrique que não deu chances ao goleiro Jerzy Dudek. Logo em seguida, começou a ciranda de alterações no time madridista, com destaque para a entrada do recém-contratado meia holandês Wesley Sneijder.

O recém-contratado Sneijder cobrou o escanteio que o compatriota Ruud van Nistelrooy cabeceou para desempatar a partida, aos 30 minutos. Aos 45, o meia Javier Balboa fechou o placar, arriscando um cruzamento da direita e vendo a bola desviar em um defensor para enganar o goleiro Contreras. Nos acréscimos, foram expulsos Medina, do Cádiz, e Mahamadou Diarra, do Real Madrid.

O título do Ramón de Carranza ficou com o Betis, que derrotou o Zaragoza por 4 a 3, nos pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo normal.

Neste domingo, o Real Madrid recebe o Sevilla no jogo de volta da Supercopa da Espanha, tentando reverter a vantagem de 1 a 0 obtida pelo time andaluz na ida.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo