Espanha

Ramón Calderón renuncia

Ramón Calderón não é mais presidente do Real Madrid. Na manhã desta sexta-feira ele se reuniu com a Junta Diretiva na sede do clube e logo após o encontro foi confirmada sua renúncia. O dirigente não resistiu às acusações de fraude e manipulação na assembléia de aprovação das contas do Real para 2008 e 2009.

A pressão começou com a publicação da denúncia pelo diário Marca, no início da semana. Desde então, a situação ficou insustentável para o máximo mandatário blanco. O vice-presidente, Vicente Boluda, assumirá o cargo, e provavelmente convocará novas eleições.

“Diante das recomendações da Junta, decidi deixar a presidência”, afirmou Calderón em entrevista coletiva. “Cometi erros, não irregularidades, e saio de cabeça erguida”.

Calderón, advogado de 57 anos, torna-se o segundo presidente eleito consecutivo a renunciar no Real Madrid. Em fevereiro de 2006, Florentino Pérez abandonou o cargo que ocupava desde 2000. Agora, o mesmo Pérez desponta como possível candidato nas próximas eleições.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo