Espanha

Desde temporada que fez 72 jogos, Pedri soma oito lesões e foi desfalque 71 vezes no Barcelona

O meio-campista Pedri parece sofreu as consequências de disputar tudo que pôde em 2020/21

Aos 44 minutos do primeiro tempo entre Athletic Bilbao e Barcelona, disputado no Estádio San Mamés no último domingo (3), deve ter passado um filme na cabeça do meio-campista Pedri. Ele tentou um lançamento para Rapinha e sentiu um estalo na perna direita. A reação só poderia ser de choro para o jovem. Era uma (nova) lesão no músculo reto femoral da coxa direita, confirmada pelo clube catalão nesta segunda-feira (4), que deve o tirar dos gramados por pelo menos um mês. Os problemas físicos são uma realidade para o jogador de 21 anos desde 2021, quando emplacou 72 jogos em uma temporada que disputou tudo que poderia, desde competição sub-21 a Eurocopa e Olimpíadas sem parar.

Se consideramos os 30 dias da nova lesão, o meia perderá pelo menos quatro jogos do Barcelona, três por LaLiga (Mallorca, Atlético de Madrid e Las Palmas) e a volta das oitavas de final da Champions League contra o Napoli, além de dois amistosos da Seleção da Espanha. O retorno seria apenas em 14 de abril, quando o clube catalão visita o Cádiz.

– Temos que lhe dar muito amor e apoio para que ele volte. Estaremos ao lado dele. Temos que ajudá-lo a voltar mais forte – apoiou Xavi, em coletiva após o empate com o Athletic.

E a nova lesão acontece pouco depois do jovem falar que adotou novos métodos para evitar problemas futuros. Ele iniciou uma nova dieta, mudando completamente sua alimentação, além de começar a fazer pilates por recomendação de Carles Puyol, lenda do Barcelona, e utilizar a câmara hiperbárica na recuperação. Pedri também contou cuidar do aspecto psicológico para não se afetar com as novas lesões.

A temporada que impacta até hoje a carreira de Pedri

Pedri, que havia passado a temporada anterior emprestado ao Las Palmas, estreou pelo Barcelona em setembro de 2020/21 para não sair mais do time. Sob comando de Ronald Koeman, virou peça essencial do meio-campo catalão. Apenas pelo Barcelona, jogou 52 vezes entre La Liga, Champions League, Copa do Rei e Supercopa da Espanha. Se parasse por aí estaria tudo bem, mas o meio-campo, então com 18 anos e cheio de vigor, defendeu a Seleção Espanhola em mais 20 partidas.

Nos primeiros meses de 20/21 atuou pela Espanha nas Eliminatórias para Eurocopa sub-21. No entanto, jogou tão bem pelo Barça que foi levado por Luis Enrique, então técnico do selecionado principal, para alguns amistosos e chegou na Euro – profissional – como o titular absoluto. La Roja caiu apenas na semifinal da competição, com três prorrogações nas quais Pedri atuou os 120 minutos sem parar.

Exatamente 16 dias depois, o meia do Barcelona estava em campo para os Jogos Olímpicos, no Japão, onde, novamente, seria o titular em uma Espanha que chegou até a decisão, vencida pelo Brasil. No caminho ainda teve outra prorrogação para o jovem.

As Olimpíadas acabaram em 7 de agosto de 2021, enquanto a temporada europeia de 2021/22 começou uma semana depois. Pedri já estava com a camisa azul-grená para estreia no Campeonato Espanhol e jogou até setembro, quando a primeira lesão na coxa apareceu. Se “recuperou” em 11 dias e em três dias depois, mais uma sentiu, dessa vez o afastando por mais de três meses.

– Minha primeira temporada no clube foi muito longa. Joguei 72 partidas e isso pode ter impactado no meu estado atual, não sabemos, mas naquela época eu tinha vontade de conquistar o mundo – disse Pedri, em janeiro desse ano, ao streamer Ibai Llanos em seu canal na Twitch.

Oito lesões, Covid-19 e 401 dias afastado no Barcelona desde 2021 (Foto: Icon Sport)

Os 72 jogos de 20/21 viraram apenas 24 na temporada seguinte. Na última, 22/23, até jogou bastante (41), mas não conseguiu de fugir de duas lesões. Agora, em 2023/24, são apenas 24 partidas, com média de 64 minutos em campo.

Desde setembro de 2021, data da primeira lesão da carreira de Pedri no futebol profissional, o jovem perdeu 71 jogos do Barcelona, segundo o site Transfermarkt. Foram 401 dias afastados por oito questões físicas diferentes, além de ter sido infectado com a Covid-19 uma vez.

DM do Barcelona é um dos motivos para temporada abaixo

Em 2023/24 não são apenas as lesões de Pedri que preocupam. Xavi teve que conviver com vários desfalques ao longo da temporada, em todos os setores. Pegando o exemplo desse momento, entre jogadores que seriam normalmente titulares, o Barça não tem seu lateral-esquerdo (Alejandro Baldé) e um dos meio-campistas (Gavi), além de Ferran Torres e Frenkie de Jong – este sofreu uma entorse no ligamento lateral do tornozelo direito contra o Athletic.

Ao menos vários outros jogadores, que passaram um período no departamento médico, conseguiram se recuperar, casos de André Ter-Stegen, Robert Lewandowski, João Félix, Raphinha, dentre outros.

O trabalho de Xavi decaiu muito, o Barcelona piorou coletivamente e a saída do técnico

O número de jogos de Pedri nas últimas quatro temporadas

  • 2023/24: 24 jogos e 1555 minutos (média de 64,7);
  • 2022/23: 41 jogos e 3169 minutos (77,2);
  • 2021/22: 24 jogos e 1807 minutos (75,2);
  • 2020/21: 72 jogos e 5100 minutos (70,8).
Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de eSports no The Clutch. Além disso, atuou como assessor de imprensa no setor público e privado.
Botão Voltar ao topo