Espanha

O melhor da história. Ou não

Diego Maradona, Ladislao Kubala, Ronaldinho, Andoni Zubizarreta, Johan Cruyff, Ronaldo, Gary Lineker, Hristo Stoitchkov, Samuel Eto’o, Luis Suárez, Romário, Ronald Koeman, Figo, Zoltán Czibor, Evaristo, Bernd Schuster, Michael Laudrup, Rivaldo, Sándor Kocsis, Johan Neeskens. Todos esses craques fizeram por merecer um destaque na história do Barcelona. Todos comandaram o time em partidas épicas, muitos marcaram períodos de dominação nacional, alguns levaram o clube ao topo da Europa… e nenhum deu aos blaugranas o título de campeão do mundo.

Só por essa constatação já se percebe o quanto o atual time, que conquistou o planeta ao vencer o Estudiantes por 2 a 1 neste sábado, é importante na trajetória barcelonista. Uma equipe que pode realmente afirmar que dominou o futebol internacional no último ano: conquistou Campeonato Espanhol, Copa do Rei, Liga dos Campeões, Supercopa da Europa, Supercopa da Espanha e Mundial. Seria a maior da história blaugrana?

Primeiro, vamos às considerações básicas – algumas se contradizem – de todas as vezes em que se fala em “melhor de todos os tempos” de qualquer coisa: 1) é difícil comparar épocas diferentes; 2) será que se pode levar em conta apenas os números? A concorrência também muda de ano para ano; 3) como o contexto muda, usar estatísticas não seria um bom jeito de comparar?; 4) o melhor time nem sempre é o mais vencedor; e 5) comparar jogador por jogador não valoriza mais os esquadrões no papel, que nem sempre são fortes coletivamente. Isso posto, sigamos com a procissão.

O fato de ser campeão do mundo – algo inédito para as gerações anteriores – não significa que o Barcelona de Guardiola seja o mais vitorioso. O atual Barça conquistou uma série de títulos e merece todas as loas por isso. Mas foi uma temporada apenas. Há tempo para conquistar mais, ou para mostrar que foi apenas algo efêmero.

O Dream Team de Johan Cruyff no início da década de 1990 talvez seja o principal concorrente. Essa equipe não conquistou o mundo, mas também levou uma Liga dos Campeões (teve ainda um vice) e ficou com uma coleção de Campeonatos Espanhóis. Considerando o tempo em que foi dominante, dá para dizer que, no mínimo, compensa a falta do Intercontinental. O mesmo tipo de avaliação vale para o Barcelona de Ronaldinho, Eto’o e Rijkaard.

Aí que chegamos a outra consideração. Até que ponto o Barça atual é um time historicamente próprio ou pode ser considerado ainda uma sequência da equipe campeã europeia de 2006 e bicampeã espanhola? Há argumentos para dizer que são duas versões da mesma equipe, do mesmo trabalho. O sistema de jogo é praticamente o mesmo, o 4-3-3 veloz e insinuante, com toque de bola incessante e variação de jogadas pelo meio e pela ponta para penetrar com facilidade na defesa adversária. Muitos dos pilares nos quais se sustenta tal esquema também são os mesmos: Valdés, Puyol, Xavi, Iniesta, Messi e Eto’o (que não está mais no time, mas estava na Liga dos Campeões). A gestão também é a mesma, com os erros e acertos da política de Joan Laporta.

As diferenças mais marcantes no Barcelona de 2006 e 2007 para o de 2009 e 2010 são a estrela da companhia (Messi era coadjuvante de Ronaldinho) e o técnico. Outro elemento que separa essas duas equipes é a crise de relacionamento e de resultados na temporada 2008/09. Mas a estrutura de time, o sistema de trabalho e a base do elenco não deixa de ser a mesma.

Se o Barcelona de Guardiola for considerado um caso à parte, não dá para dizer claramente que é o melhor a ser montado em Les Corts. Pode se tornar com vitórias nos próximos anos, mas seria precipitado já criar esse rótulo. No entanto, se as equipes de Rijkaard e Pep forem consideradas versões de uma única, teremos um título mundial, dois da Liga dos Campeões e três espanhóis em cinco anos, sempre com futebol bonito e convincente. Aí, sim, há quantidade de títulos em um período longo de tempo para considerar que os barcelonistas nunca tiveram um time melhor em sai história.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo