Espanha

Morte de Jarque preocupa jogadores espanhóis

A morte de Dani Jarque, capitão do Espanyol, no último sábado, provocou nova comoção entre os jogadores espanhóis. Três atletas do país falaram, principalmente, sobre a necessidade de atenção com exames que possam apontar doenças cardíacas.

Testemunha de uma das paradas cardiorrespiratórias que mataram Antonio Puerta, do Sevilla, há dois anos, o goleiro do time andaluz, Andrés Palop (que ajudou na tentativa de ressucitação de Puerta na parada ocorrida em campo, contra o Getafe), lamentou a morte de Dani Jarque: “É uma perda terrível. Novamente, aconteceu com um rapaz jovem, com a vida inteira pela frente. Preferia não ver isso acontecer de novo, mas está aí, mais uma vez.”

Palop ainda aproveitou para pedir que os exames a que se submetem os jogadores sejam mais acurados: “Isso começa a preocupar. Fazemos testes médicos, mas não é possível detectar estes casos. Esperamos que eles se especializem um pouco mais, para tentar melhorar a detecção, de modo que isso não aconteça novamente.”

O meio-campista Santi Cazorla, do Villarreal, e o atacante Albert Riera, do Liverpool, falaram ainda sobre os casos de problemas cardíacos. Cazorla disse: “É estranho que haja muitos casos, num espaço tão curto de tempo. Faz pensar que isso possa acontecer com qualquer um.”

Riera lembrou da ocorrência com Ruben de la Red, do Real Madrid, que não entra em campo desde outubro do ano passado, quando desmaiou durante uma partida: “Claro que é algo que nos preocupa. Dizem que não é possível prever estas coisas, pois normalmente não há advertências, com a exceção do que ocorreu a De la Red. É algo que precisam começar a olhar, para ver se há algum tipo de solução.”

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo