EspanhaLa Liga

Messi chega aos 20 gols em 2016 e registra o melhor início de ano de sua carreira

O Estádio Teresa Rivero não era bem o ambiente para intimidar o Barcelona. E o time de Luis Enrique cumpriu o favoritismo diante do Rayo Vallecano. Os blaugranas nem precisaram fazer sua atuação mais vistosa para golear os franjirrojos por 5 a 1, em noite na qual os anfitriões tiveram dois jogadores expulsos e ainda motivos para reclamar da arbitragem. Enquanto isso, Lionel Messi mais uma vez esteve no centro das atenções do Barça. O camisa 10 balançou as redes três vezes, chegando a 19 gols no Campeonato Espanhol. Além disso, já são 20 tentos e sete assistências em 2016, no melhor início de ano de sua carreira.

VEJA TAMBÉM: Messi faz os gols que importam: 60% tiraram Barça de empate ou derrota na temporada

A despeito do bom início de jogo do Rayo, o Barcelona abriu o placar graças a uma falha clamorosa do goleiro Juan Carlos, que soltou a bola e deixou o gol aberto para Ivan Rakitic. E um minuto depois, Messi ampliou. O atacante deu linda enfiada de bola para Neymar (impedido), que devolveu para o camisa 10 marcar. Já no final da primeira etapa, Llorente foi expulso, por entrada violenta em Rakitic.

Na segunda etapa, Messi aproveitou um rebote de Suárez para fazer o seu segundo e o Rayo descontou na sequência, com Manucho. Aos 21 minutos, Manuel Iturra também recebeu o vermelho por cometer pênalti em Busquets, com carrinho por trás dentro da área – em lance no qual as câmeras deixaram dúvidas sobre o choque. De qualquer maneira, o goleiro Juan Carlos defendeu a cobrança de Luis Suárez. Por fim, Messi também anotaria o terceiro em arrancada pelo meio da zaga, enquanto Arda Turan fechou a conta de cabeça.

VEJA TAMBÉM: Messi entra para grupo seleto: os sete jogadores com 300 gols nas grandes ligas europeias

Com a tripleta desta quinta, Messi se aproximou dos artilheiros do Campeonato Espanhol. Igualou os 19 tentos de Karim Benzema, mas aparece atrás dos 25 de Suárez e dos 23 de Cristiano Ronaldo. Enquanto isso, supera qualquer outro jogador do futebol europeu em 2016: são 20 gols em 16 partidas, cinco tentos a mais que Luis Suárez, além de seis a mais do que Leigh Griffiths e Jonas. Marca que coloca o argentino acima até mesmo de outros anos de sua carreira.

Em 2016, Messi precisou de menos jogos para atingir a segunda dezena de gols no ano. Nunca havia chegado à marca em 16 partidas, nem mesmo em 2012, ano em que quebrou o recorde de Gerd Müller. No máximo, tinha parado em 18 tentos nos 16 primeiros jogos, em 2010 e 2015. Demonstra a excelente fase do camisa 10 desde que voltou de lesão, sobretudo para manter a sequência invicta de 35 partidas do Barcelona – que, nesta quinta, superou o recorde do Real Madrid de Leo Beenhakker, alcançado em 1989. Em jogos nos quais Messi balançou as redes, então, a invencibilidade do Barcelona salta para 56 jogos – não perde desde 30 de setembro de 2014, nos 3 a 2 do Paris Saint-Germain pela fase de grupos da Champions.

Quantidade de gols marcados por Messi nos primeiros 16 jogos disputados no ano:

2005 – 3 gols
2006 – 7 gols
2007 – 7 gols
2008 – 4 gols
2009 – 12 gols
2010 – 18 gols
2011 – 17 gols
2012 – 17 gols
2013 – 15 gols
2014 – 13 gols
2015 – 18 gols
2016 – 20 gols

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo