Lionel Messi não vive seu melhor momento em 2020/21. Se em outros tempos o Barcelona se escorou no talento do camisa 10 para ser campeão, desta vez o craque não basta. No entanto, Messi pode render muito mais. E, crescendo na temporada, o artilheiro deixou sua fome de bola expressa nesta quarta-feira, comandando a virada sobre o Athletic Bilbao em San Mamés. Iñaki Williams até abriu o placar cedo, mas o argentino liderou o Barça com o passe que possibilitou o empate e mais dois gols – além de duas bolas na trave. Pedri, mais uma vez, foi outro a brilhar pelos catalães. No fim, os bascos descontaram e o placar de 3 a 2 até atenuou a estreia com derrota de Marcelino García Toral à frente dos leones. Ainda assim, o destaque foi a grande atuação ofensiva dos barcelonistas, que ainda esbarraram no goleiro Unai Simón.

O Athletic Bilbao ameaçou surpreender em San Mamés com o primeiro gol aos três minutos. Raúl García lançou Iñaki Williams em velocidade e o atacante invadiu a área. Diante de Clément Lenglet, o artilheiro deu uma finta fácil e tirou a bola do alcance de Marc-André ter Stegen. Além disso, quase Yuri Berchiche ampliou na sequência, acertando a rede pelo lado de fora. O Barcelona acordou depois disso e começou a botar pressão sobre o goleiro Unai Simón. Seriam duas grandes defesas do goleiro em sequência, em arremates de Sergiño Dest e Ousmane Dembélé, ainda que os Leones também ameaçassem do outro lado.

De qualquer maneira, a reação do Barcelona daria resultado, com o empate logo aos 14 minutos. E o próprio Unai Simón colaboraria com os adversários. O goleiro ficou indeciso diante do lançamento de Messi. Frenkie de Jong aproveitou para ajeitar na linha de fundo e Pedri só cumprimentou de cabeça à meta aberta. Atacando com velocidade, o Barça continuava achando espaços e apertando pela virada. Unai Simón era atormentado constantemente, pegando as finalizações de Jordi Alba e Dembélé. Como se não bastasse, o Athletic ainda perderia Berchiche, substituído por Mikel Balenziaga aos 32 minutos. E o triunfo dos visitantes logo se desenharia.

Messi já fazia uma grande partida, com muita energia no meio-campo e qualidade para armar o time. Seria dele, então, o segundo gol – com participação especial de Pedri. Após a enfiada do camisa 10, o garoto aparou a bola e deu um lindo passe de calcanhar. O toque desmontou a defesa do Athletic, bem como atrapalhou o posicionamento de Unai Simón. Messi pegou a bola de volta com liberdade e só bateu no canto. O terceiro gol ainda poderia ter saído antes do intervalo, com Simón salvando uma batida de Antoine Griezmann e Messi batendo para fora. Os bascos não encaixavam sua marcação e sofriam.

Na volta ao segundo tempo, Iñaki Williams voltaria a aparecer, mas o Barcelona retomou o controle da partida. Messi estava imparável e queria mais. Chegou a ter um gol anulado por impedimento, antes de acertar o travessão em chutaço da entrada da área. O craque balançaria as redes novamente aos 17. Numa troca de passes sem incômodos dos blaugranas, Griezmann recebeu na esquerda e viu a passagem de Messi. Só rolou, para o camisa 10 soltar o canudo e mandar para dentro, em tiro que ainda tocou o travessão. Neste momento, o placar fazia mais jus à superioridade do Barça.

Na sequência do segundo tempo, o Barcelona queria ampliar a goleada. Messi queria ampliar, e parou na trave novamente aos 27. Pedri recebeu na esquerda e conectou no meio da área. Griezmann deixou a bola passar e o camisa 10 buscou o canto, colocado, mas viu o poste negar sua tripleta. O Barça ditava o ritmo e também Griezmann insistiria no quarto. O Athletic só acordou mesmo no final, descontando aos 45. Numa jogada que nasceu a partir de um erro de Messi, Iker Muniain recebeu o passe de Álex Berenguer e deu o tapa de primeira, no canto de Stegen. Porém, o esboço de reação não passaria disso.

O Barcelona completa seu jogo atrasado e sobe à terceira colocação de La Liga, com 31 pontos. São cinco pontos a menos que o Real Madrid e sete a menos que o Atlético, que ainda tem dois jogos por fazer. Em compensação, a forma como os blaugranas jogaram garante algum alento – sobretudo por Messi. Já o Athletic ocupa o nono lugar, com 21 pontos. Marcelino García Toral não terá muito tempo para colocar ordem na casa, considerando que o time já pega o Atleti no Wanda Metropolitano durante o próximo sábado. O Barça visitará o Granada na próxima rodada.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore