La Liga

Sem Benzema, sem gol: Real Madrid não sai de um empate sem gols com Villarreal

Sem o centroavante titular, o Real Madrid sofreu ofensivamente e sai novamente sem uma boa produção ofensiva em empate fora de casa

O Real Madrid não conseguiu sair de um empate por 0 a 0 com o Villarreal, fora de casa, em um duelo que não contou com o seu principal jogador, Karim Benzema. Sem o francês, Gareth Bale ganhou uma rara chance no time titular, mas o atacante não conseguiu ir bem, o que não é exatamente uma surpresa.

Os merengues foram mais incisivos no ataque, criaram mais chances, mas não conseguiram quebrar a barreira defensiva. Com mais chutes a gol e mais oportunidades, o Real Madrid ficou mais perto do gol, mas não conseguiu balançar as redes. Sai de campo com a sensação que perdeu dois pontos, ainda que o Submarino Amarelo seja um time que compete lá no alto.

Um dos melhores em campo foi Casemiro, que fez o seu papel de forma importante e competente, como é habitual. No Villarreal, Samuel Chukwueze era um dos jogadores mais perigosos atuando na ponta direita, enquanto Vinícius Júnior ameaçava ofensivamente no lado merengue.

Entre as melhores chances do Real Madrid esteve um chute perigoso de Marco Asensio, que levou perigo, e outro de Gareth Bale, que chegou a tocar no travessão. Vinícius Júnior também teve uma chance em uma bola no lado esquerdo. Só que a melhor chance mesmo veio já nos acréscimos. Luka Jovic recebeu livre, tocou por cima do goleiro e a bola tocou no travessão e no rebote Nacho teve a chance, mas a bola foi salva pela defesa em cima da linha.

No fim, empate por 0 a 0 e um ponto para cada lado. A ausência de Benzema pesou muito para os merengues. Sem o seu camisa 9 e sem um substituto confiável, o time sentiu falta de boas finalizações e, até mais do que isso, de um jogador que participa mais do jogo.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo