La Liga

Rodrygo entra para ser o protagonista da virada espetacular do Real Madrid contra o Sevilla

Depois de sair perdendo por 2 a 0 no primeiro tempo, Rodrygo entrou em campo, participa bem do jogo e é fundamental para virada que teve o gol decisivo de Benzema

O Real Madrid fez um jogo de muitas emoções para conseguir uma virada incrível diante do Sevilla e vencer por 3 a 2, mesmo atuando fora de casa. O estádio Ramón Sánchez Pizjuan estava fervendo, como é tradicional, e o jogo teve muito nervosismo. Os rojiblancos fizeram um grande primeiro tempo, abriram 2 a 0, mas viram os merengues buscarem a virada na segunda etapa, com uma grande atuação de Rodrygo, que veio do banco, e um gol decisivo de Karim Benzema.

O técnico Carlo Ancelotti levou a campo um time com Eduardo Camavinga no meio-campo, já que não tinha Casemiro, suspenso por cartões amarelos. Sem laterais esquerdos, já que tanto Ferland Mendy, que tem sido o titular, quanto Marcelo, que é o reserva, estavam machucados, Ancelotti improvisou Dani Carvajal daquele lado, com Lucas Vázquez atuando pela direita.

Empolgado e jogando em casa, o Sevilla começou o jogo melhor e conseguiu aproveitar duas boas chances que teve no primeiro tempo para abrir vantagem. O time da casa abriu o placar aos 20 minutos. O meia croata Ivan Rakitic cobrou falta com categoria, aproveitando um buraco no meio da barreira, e marcou 1 a 0.  

O segundo gol veio logo em seguida, aos 24 minutos. Em uma jogada rápida pela esquerda, Jules Koundé acionou Marcos Acuña em uma bola longa no lado esquerdo e ele tocou para Jesús Corona. O camisa 9 tentou driblar o goleiro Thibaut Courtois, caiu e a bola sobrou para Erik Lamela, sem goleiro, tocar para o fundo do gol: 2 a 0.

No segundo tempo, o técnico Carlo Ancelotti voltou com uma mudança: saiu Eduardo Camavinga, que vinha mal no jogo e já tinha tomado cartão amarelo, e entrou o atacante Rodrygo. O time fica mais ofensivo e rapidamente dá resultado. Vinícius Júnior fez a jogada pela esquerda, passou para Dani Carvajal, pela esquerda, que foi à linha de fundo e cruzou para Rodrygo completar e diminuir: 2 a 1.

O Real Madrid seguiu brigando pelo empate e, aos 29 minutos, conseguiu colocar a bola na rede: em cruzamento da direita, Modric só desviou de cabeça, a bola sobrou para Vinícius Júnior e o atacante chutou forte para igualar o marcador. Só que o árbitro anulou o tento por suspeita do brasileiro ter dominado no braço. Depois de revisar o lance no VAR, o gol de Vinícius foi anulado.

O empate sairia aos 36 minutos do segundo tempo. Com o Real Madrid na pressão, o time bateu um escanteio do lado direito, a defesa afastou, mas Dani Carvajal pegou o rebote, foi até a linha de fundo e cruzou para trás. O zagueiro Nacho tocou de primeira, rasteiro, e mandou para a rede: 2 a 2 no placar.

O momento era todo do Real Madrid, que tentava aproveitar para consolidar a virada. Aos 46 minutos, Vinícius, desta vez do lado direito, carregava a bola, girou e tocou para Rodrygo avançar como um raio, ir até a linha de fundo e cruzar rasteiro para Benzema. O camisa 9 ainda teve tempo de dominar, ajeitar e bater para marcar: 3 a 2 e virada dos merengues em Sevilha.

Com a vitória, o Real Madrid fica muito perto de celebrar o título de La Liga. Com 75 pontos em 32 jogos, 15 de diferença para o Barcelona, segundo colocado com 60, os merengues precisam de três vitórias para garantir a taça independente de qualquer outro resultado. Como é improvável que o Barcelona vença todos os oito jogos que ainda tem a fazer, é possível que o título venha antes disso.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo