La Liga

Recém-contratado pelo Elche, Piatti retornou à La Liga e fez sua reestreia na elite nacional: “Estava muito ansioso”

Conteúdo oficial de La Liga

Menos de uma semana depois de ser anunciado oficialmente como o mais novo reforço do Elche para a temporada – após rápida passagem pelo futebol dos Estados Unidos, quando defendeu as cores do Toronto FC -, o argentino Pablo Piatti fez sua reestreia na La Liga Santander.

O resultado pode até não ter sido o esperado, já que o clube Franjiverde foi derrotado por 2-0 pelo Sevilla, no Ramón Sánchez-Pizjuán, mas foi bom para o atacante matar a saudade do futebol espanhol. “Eu estava ansioso”, disse.

Após passar quase a vida toda como jogador profissional em solo espanhol – depois de passar apenas duas temporadas em seu clube formador, o Estudiantes de La Plata, na Argentina -, com três temporadas no Almería, cinco no Valencia e quatro no Espanyol, Piatti assinou com o Elche e já entrou em campo.

Algo que já havia adiantado em sua apresentação oficial. “Acho que não vou precisar de muito tempo para me adaptar e chegar ao nível necessário para competir. É verdade que estou quase três meses sem jogar, mas tenho feito um ‘trabalho invisível’ que vai me ajudar, além do que estou fazendo com os preparadores físicos, que também é importante”.

Próximo da zona de rebaixamento na tabela da La Liga Santander, com 24 pontos somados em 27 partidas – um a mais que o Deportivo Alavés, primeira equipe no chamado ‘Z-3’ -, o Elche busca se recuperar na classificação para dar mais tranquilidade aos torcedores no restante da temporada 2020/2021.

E foi com esse pensamento que ‘El Duende’, como é conhecido Piatti, chegou ao novo clube: “aqui, encontrei um vestiário puro, muito ansioso para atingir o objetivo e cheguei após uma importante vitória. A ânsia de garantir a permanência está presente, e isso é o suficiente”, disse o argentino após triunfo Franjiverde sobre o próprio Sevilla, no último dia 6 de março, em duelo válido pela 26ª rodada da LaLiga – o embate de ontem era válido pela segunda.

Para o atacante, a conversa com o atual técnico do Elche CF, o espanhol Fran Escribá – que iniciou sua carreira de treinador justamente no clube da Província de Alicante, em 2012, e depois passou por Getafe CF, Villarreal CF e RC Celta de Vigo -, foi fundamental para selar seu retorno ao futebol do país:

“O momento da minha decisão foi depois de falar com o Fran, e esse foi um ponto importante para a tomada dessa decisão. Ele me ajudou a decidir isso e tenho grande confiança, ambição e compromisso”, concluiu, já se preparando para o próximo compromisso do clube, que será diante do Getafe CF no sábado (21), no estádio Coliseum Alfonso Pérez.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo