La Liga

Real Madrid e Betis não saíram do zero, mas foi um jogo de belas cenas, sobretudo pela ovação a Marcelo

Os times fizeram um "pasillo duplo" pelos títulos na temporada e Marcelo foi muito aplaudido naquela que poderia ser sua despedida do Bernabéu

A rodada final de La Liga começou nesta sexta, com uma partida para apenas cumprir tabela no Estádio Santiago Bernabéu. Real Madrid e Betis empataram por 0 a 0, num duelo de muitas chances de gol, mas marcada bem mais pelos aplausos. A começar pelo “pasillo duplo”: os merengues reverenciaram os campeões da Copa do Rei e, logo depois, os beticos renderam tributo aos campeões da La Liga. Naquela que talvez seja a última aparição de Marcelo como jogador no Bernabéu, o lateral também foi ovacionado ao sair do banco. Até Joaquín ouviu suas palmas, ao completar 600 partidas pela primeira divisão espanhola. Só faltou mesmo o gol para coroar a noite de tantas homenagens.

Com os dois times sem responsabilidades, a partida foi aberta desde os primeiros minutos. Tanto Real Madrid quanto Betis estavam dispostos a atacar. Os merengues estavam mais soltos nos primeiros minutos e Toni Kroos deu o primeiro susto, numa sobra, batendo rente à trave. Os beticos cresceram aos poucos e responderam numa cabeçada de Juanmi para fora aos 15. Já aos 20, seria a vez de Willian José arriscar da entrada da área e também errar o alvo por pouco. Faltava um pouco mais de precisão, mas as finalizações surgiam.

O Real Madrid contava com seu ataque titular e o trio de frente garantia movimentação. Rodrygo, Karim Benzema e Vinícius Júnior se apresentavam bastante, mas não conseguiam acertar a conclusão das jogadas. Uma boa trama entre os três aconteceu aos 36, mas Rodrygo não conseguiu a conclusão. Kroos era outro que se destacava na construção. Porém, o Betis levava perigo e Militão seria preciso para negar uma escapada de Juanmi. Por fim, aos 45, Casemiro provou seu chute e quase abriu o placar.

O Real Madrid voltou para o segundo tempo mais aceso, adiantando as suas linhas e pressionando mais. Benzema forçou a primeira defesa difícil de Rui Silva logo aos seis minutos e, no rebote, Rodrygo não aproveitou. Logo na sequência, Benzema arriscaria novamente, sem direção. O Betis acabava mais acuado e demorou para voltar a atacar. Benzema, em especial, parecia disposto a garantir outra vitória e melhorar seus números. Eduardo Camavinga também pararia em Rui Silva, antes que Juanmi voltasse a incomodar do outro lado.

Um momento bonito aconteceu aos 25, quando Marcelo entrou em campo, naquele que pode ser o seu último jogo dentro do Bernabéu. A torcida honrou o ídolo e o aplaudiu muito. Pouco depois, seria a vez de Joaquín entrar e o ídolo do Betis também foi ovacionado pelos torcedores da Real Madrid. O veterano completava 600 partidas por La Liga, apenas o segundo jogador da história com tal marca, depois de Andoni Zubizarreta. Dimensiona bem seu tamanho, a 22 aparições de alcançar o ex-goleiro como recordista.

A partida caiu de ritmo nessa reta final. Não para Benzema. O artilheiro queria seu gol e quase fez aos 38, depois de uma grande jogada de Vinícius Júnior pela ponta esquerda. O francês dominou e tentou bater por cima, mas mandou sobre o travessão. Do outro lado, Joaquín teve uma chance de ouro de deixar sua marca aos 42, mas pegou mal na bola e desperdiçou. Nos minutos finais, os merengues ainda tentaram se despedir da torcida com vitória, mas não foi possível. Marcelo esteve prestes a oferecer uma assistência e Benzema conectou de cabeça na área, mas a bola caprichosamente passou ao lado da trave.

Depois do apito final, em outra imagem marcante, Joaquín e Marcelo prestaram reverências um ao outro. A torcida do Real Madrid gritou o nome do lateral esquerdo, rodeado dos companheiros no centro do gramado. Ficava um claro clima de adeus, mesmo sem oficialização.

O Real Madrid fecha La Liga com 86 pontos. É uma campanha respeitável dos campeões, mas com um ponto a menos em relação a 2019/20. A falta de competidores nesta edição do campeonato até permitiu um ritmo menor. Agora, a Champions League reaparece no horizonte. Já o Betis fica na quinta colocação, com 65 pontos. Não consegue a vaga na Champions, com a qual flertou, mas estar na Liga Europa já está de bom tamanho. É uma temporada inesquecível de qualquer forma, pela conquista da Copa do Rei.

Standings provided by SofaScore LiveScore
Foto de Leandro Stein

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreveu na Trivela de abril de 2010 a novembro de 2023.
Botão Voltar ao topo