La Liga

O golaço de Griezmann cobrando falta pouco serviu, em novo tropeço do Atlético de Madrid

A falta de consistência do Atlético de Madrid na temporada se dá, principalmente, pelos resultados modestos fora de casa. O time de Diego Simeone já sofreu vários tropeços longe do Wanda Metropolitano, o que mina uma boa sequência. E neste sábado, na abertura da rodada do Campeonato Espanhol, os colchoneros voltaram a lamentar. Antoine Griezmann até experimentou o seu momento de craque, anotando um golaço de falta. Entretanto, os rojiblancos acabariam cedendo o empate por 1 a 1 ao Leganés, na visita ao Estádio Municipal de Butarque. Placar ruim a quem almeja se colocar entre os candidatos à liderança de La Liga.

Depois de um primeiro tempo improdutivo, o Atlético voltou mais agressivo para a segunda etapa e abriu o placar aos 24 minutos. Cobrança de falta na intermediária que Griezmann bateu com toda a categoria, mandando na gaveta. O goleiro Pichu Cuéllar só olhou. Já a reação do Leganés não tardaria. A igualdade se consumou aos 37, depois de um lançamento em direção à área. A primeira tentativa bateu na trave, mas Guido Carrillo estava atento na pequena área para escorar. Simeone, que poupou alguns titulares, ainda foi infeliz nas substituições.

O Atlético de Madrid permanece na segunda colocação do Espanhol, com 20 pontos. Todavia, pode deixar o Barcelona se desgarrar, além de correr o risco de ser ultrapassado por outros três clubes logo abaixo. E a semana será de pressão, diante do reencontro com o Borussia Dortmund pela Liga dos Campeões. O Leganés, por sua vez, não deixa a zona de rebaixamento. É o 18° colocado, com nove pontos.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo