La Liga

O Celta tem seus dias contados em Vigo, que deixará de ser sede do clube

Embora o Celta de Vigo tenha se classificado para as quartas de final da Liga Europa, fase na qual encontrará o Genk, sua campanha em La Liga poderia estar sendo melhor. Nessa de se concentrar na competição europeia, o time da Galícia está vendo equipes como Eibar, Athletic Bilbao e Real Sociedad brigando do meio para cima na tabela para se garantir na Liga Europa da próxima temporada, e está ficando cada vez mais para trás. Em décimo lugar na classificação do campeonato, os celestes, nesta sexta-feira, tiveram a confirmação de uma notícia de caráter extracampo esmorecedora. Carlos Mouriño, presidente do Celta, anunciou que a base do clube deixará de ser em Vigo.

VEJA TAMBÉM: Vale ver este mini-documentário sobre o Eibar, um clube comandado por mulheres

Na manhã desta sexta, Mouriño respondeu algumas perguntas em live feita na página do Facebook do Celta de Vigo. E o que mais chamou atenção foi o dirigente ter falado sobre construir um novo estádio, que inclua uma estrutura esportiva grande e moderna, só que em outro município. Um município limítrofe, mas, ainda assim, um local que não é Vigo. A ideia de abandonar Balaídos, lugar onde o Celtiña tem como casa desde que o clube foi fundado, já existia e até era aprovada por torcedores. Mas a proposta de deslocar a agremiação de Vigo era apenas um boato, confirmado pelo presidente e, claro, desaprovado por todos os vigueses. Mouriño classificou essa decisão como “irreversível”.

Para onde o Celta vai, no entanto, ainda não foi definido. “Há várias possibilidades quanto a isso”, disse Mouriño a respeito das ofertas para comprar terrenos em outras cidades e construir o novo estádio. O maior acionista do clube galego explicou que a decisão de mudar de município passa, principalmente, pela intenção de aumentar o número de sócios do Celta. Sócios que, segundo ele, merecem mais comodidade e funcionalidade na hora de assistir aos jogos, e, por isso, um dos planos do projeto é fazer instalações mais modernas no estádio. Além disso, ele falou sobre o propósito de desenvolver e impulsionar as categorias de base através da construção de uma melhor estrutura para receber e treinar os jovens.

Na live, Mouriño bateu de frente com o prefeito de Vigo, Abel Caballero, colocando nele a culpa pela mudança e expondo a antiga desavença entre o clube e a prefeitura no que tange a assuntos concretos. De acordo com o presidente, Caballero dificultou os projetos de mais de oito anos que ele tem projetado para melhorar as condições físicas do clube. “Não serei eu quem vai te dizer como tocar a prefeitura, então ele que não me diga como levar o Celta”, afirmou Mouriño, se referindo ao prefeito, em frente às câmeras.

Apesar de ser a casa dos celestes e seu lugar de identificação, Balaídos pertence legalmente ao município de Vigo. Por isso todo esse burburinho entre a prefeitura e o Celta. O plano de Mouriño é colocar € 70 milhões no seu projeto que confirmou que sairá do papel em breve, sendo € 50 milhões destinados à construção do estádio propriamente dito e o resto será usado para a edificação do complexo esportivo. “Tive a oportunidade de vencer este clube e não o fiz. Enquanto tivermos forças, seguirei brigando por esse projeto”, proferiu o presidente, no cargo desde 2006.

Mostrar mais

Nathalia Perez

Jornalista em formação trabalhando a favor de um meio esportivo mais humano. Meus heróis sempre foram jogadores de futebol, mas hoje em dia são muito mais heroínas.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo