La Liga

O Atlético de Madrid arranca uma virada vital contra o Athletic Bilbao e volta a abrir seis pontos na liderança

Durante as últimas semanas, o Atlético de Madrid perdeu forças no Campeonato Espanhol, mas tinha um trunfo na manga com uma partida a menos. O compromisso não era nada simples, dentro do Wanda Metropolitano, encarando um Athletic Bilbao que se acostumou a vencer jogos de peso desde a chegada de Marcelino García Toral. O time de Diego Simeone, no entanto, foi capaz de arrancar um resultado na unha nesta quarta. Os colchoneros não começaram bem, mas buscaram uma virada gigantesca e, com o placar de 2 a 1, aumentam sua vantagem na liderança de La Liga para seis pontos. A confiança volta a imperar nos rojiblancos, apesar da sequência recente desfavorável.

O Atlético de Madrid controlava mais o jogo durante os primeiros minutos, mas sem encaixar um grande ataque. E o risco se evidenciava à medida que o Athletic crescia, até anotar o primeiro gol com 21 minutos. Os bascos trabalharam bem a bola e Iker Muniaín, que iniciou a construção, apareceu na área para completar o cruzamento rasteiro de Iñaki Williams. Mais um cochilo defensivo dos colchoneros custava caro, diante de um rival que costuma ser eficiente em suas ações ofensivas.

O gol pesou contra o Atlético, que não conseguia responder de imediato. O Athletic permanecia mais lúcido em suas ações e incomodava bastante pelos lados, onde caía Iñaki Williams. O primeiro tempo dos colchoneros foi ruim, mas o cenário mudou com o empate no último lance. Thomas Lemar avançou pela esquerda e cruzou na linha de fundo. Marcos Llorente cabeceou e a bola desviou na marcação, tirando Unai Simón da rota. Era um alívio aos anfitriões.

O Athletic Bilbao não economizava nas faltas e, aos cinco minutos do segundo tempo, o Atlético ganhou a chance da virada. Luis Suárez foi tocado na área por Unai Núñez e caiu. Na cobrança do pênalti, o uruguaio deslocou o goleiro Unai Simón e balançou as redes. Atrás no placar, os Leones voltaram a pressionar e a se colocar no campo de ataque. Os colchoneros conseguiam se segurar bem, evitando grandes riscos à meta de Jan Oblak. E o terceiro até poderia ter vindo com Yannick Ferreira Carrasco, que perdoou aos 25. Os bascos continuaram rondando até o fim, apostando nas bolas altas. Os maiores perigos aconteceram mesmo nos acréscimos, mas Oblak apareceu decisivamente para segurar o triunfo.

O Atlético de Madrid chega aos 62 pontos no Campeonato Espanhol e volta a abrir uma vantagem de seis pontos. É uma distância confortável, e conquistada com um resultado de peso nesta quarta. Barcelona, com 56 pontos, e Real Madrid, com 54, são os principais perseguidores. Já Luis Suárez contabiliza 18 gols, um a menos que Lionel Messi na artilharia. O Athletic Bilbao ocupa o oitavo lugar, com 33 pontos, a nove da zona de classificação à Liga Europa. Apesar da boa sequência recente, a aposta é mesmo nas duas finais da Copa do Rei.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo