voltou à sua melhor forma nas últimas semanas. Depois do show contra o Athletic Bilbao na quarta-feira, o camisa 10 também brilhou neste sábado, no Estádio Nuevo Los Cármenes. Com dois belos tentos, o argentino possibilitou a goleada por 4 a 0 sobre o . No entanto, desta vez Messi contou com um ótimo coprotagonista. fez uma de suas melhores exibições pelo clube e, além de dois gols, ainda deu uma assistência. Boa notícia ao time de Ronald Koeman, que volta a emendar vitórias e parece um pouco mais confiável nesta virada de turnos do Campeonato Espanhol.

Antes de abrir a goleada, o também dependeu de Marc-André ter Stegen. O goleiro realizou uma excelente defesa aos dois minutos, quando Antonio Puertas soltou a bomba de fora da área e o camisa 1 conseguiu espalmar. Apesar do susto, o Barcelona logo começou a impor sua pressão. Pedri teria um chute travado aos 11 e, na sequência, Griezmann abriu o placar. Messi puxou para a esquerda e recuou a Sergio Busquets. O volante tentou passar de primeira, mas Roberto Soldado desviou. A bola sobrou a Griezmann na área e, livre, o francês não teve trabalho para finalizar. O tento foi inicialmente anulado, com o atacante realmente adiantado, mas a arbitragem considerou a jogada legal por conta do corte de Soldado.

O jogo permaneceu aberto, sem que o Barcelona conseguisse exercer um domínio tão efetivo. O Granada assustava a partir de erros dos adversários. Roberto Soldado bateria com perigo e Puertas poderia ter empatado, vendo Ter Stegen crescer no mano a mano. A tranquilidade dos blaugranas veio apenas nos 15 minutos finais da primeira etapa. Messi apareceu de vez. O segundo gol saiu aos 35. Griezmann avançou pela esquerda e rolou ao camisa 10. Messi contou com a complacência da marcação, que não apertou, e mandou a bola no ângulo de Rui Silva. Houve um toque de mão de Busquets no início do avanço, que a arbitragem deveria marcar, mas deixou passar. Já o terceiro, também de Messi, viria aos 42. Numa cobrança de falta na meia lua, o craque surpreendeu ao bater rasteiro, no canto do goleiro. A bola passou no meio da marcação e morreu no cantinho.

O Granada voltou ao segundo tempo com três alterações, mas não conseguiu reagir. Com a vitória encaminhada, o Barcelona tirou o pé do acelerador e passou a administrar a posse. Frenkie de Jong quase fez o quarto, antes que Griezmann fechasse a conta aos 18. Outro destaque da partida, Ousmane Dembélé também teve seu lampejo. O francês deu ótimo passe de cavadinha e, na área, o compatriota dominou para definir cruzado. Messi até sairia depois disso. A melhor oportunidade ao quinto foi de Jordi Alba, em tiro que saiu próximo da trave. De qualquer forma, a partida ficou mais arrastada no final. O Granada ainda tentaria fazer o gol de honra, mas tudo se tornaria mais difícil aos 34, quando Jesús Vallejo foi expulso. Os andaluzes ficaram somente na intenção.

Foi a terceira vitória consecutiva do Barcelona em La Liga. A equipe de Ronald Koeman recupera a terceira colocação, com 34 pontos. São quatro pontos atrás do líder Atlético de Madrid, que ainda possui três jogos a menos. Messi, por sua vez, se isolou na artilharia da competição com 11 gols. O Granada é o sétimo colocado, com 24 pontos, e agora fica a seis de alcançar a zona de classificação à Liga Europa.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore