La Liga

Levante deu trabalho, mas Sevilla contou com dois gols de Jesús Corona para vencer

Os donos da casa tiveram pênalti para empatar, descontaram para 3 a 2 e deram trabalho até o fim

Tentando subir na tabela do Campeonato Espanhol, o Levante chegou a ter um pênalti para empatar com o Sevilla nesta quinta-feira e descontou a três minutos do fim com Roberto Soldado, mas o time de Jules Lopetegui conseguiu ganhar por 3 a 2 para selar apenas sua quarta vitória desde o começo de janeiro.

O Sevilla foi o time que conseguiu acompanhar o Real Madrid por mais tempo, mas o excesso de empates impediu que brigasse de verdade pelo título espanhol. Foram sete apenas nas últimas 13 rodadas. No último fim de semana, teve a chance de diminuir a distância ao líder, mas foi derrotado em casa por 3 a 2.

O Levante demorou 20 rodadas para conseguir a sua primeira vitória e está em recuperação. Somou 14 pontos nas últimas dez rodadas, mais da metade dos 25 que o deixam na vice-lanterna de La Liga, a seis pontos da salvação.

Jesús Corona foi o artilheiro do segundo colocado, com dois gols no primeiro tempo. Ele apareceu na boca do gol para cabecear o cruzamento de Lucas Ocampos, aos 14 minutos, antes de Morales empatar para o Levante cobrando o primeiro pênalti do jogo, após toque de mão de Diego Carlos.

Aos 27 minutos, Ocampos jogou outra bola na área, Corona dominou deixando pingar e deu um toque por cobertura sobre Dani Cárdenas para fazer 2 a 1. No segundo tempo, Acuña fez falta em Radoja dentro da área, mas Morales mandou a segunda penalidade para fora.

Koundé ampliou de cabeça em cobrança de escanteio para o Sevilla, mas o veterano Soldado descontou em contra-ataque para garantir minutos finais nervosos. A vitória foi mantida, porém, e o Sevilla chegou a 63 pontos, provisoriamente em segundo lugar, a 15 do Real Madrid.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo