La Liga

James e Morata comandam mais um atropelamento dos reservas do Real Madrid

Um dos debates na Espanha nas últimas semanas é sobre a eficácia do time reserva do Real Madrid. Atuando em duas competições nesta reta final, La Liga e Champions League, o técnico Zinedine Zidane tem poupado algumas de suas estrelas em jogos da liga. Mesmo assim, tem vencido sistematicamente. O debate se instaurou porque o rendimento do time reserva é tão bom que alguns jogadores passaram a serem cotados para o time considerado titular. Neste sábado, mais uma vez isso aconteceu. Fora de casa, o Real Madrid recheado de reservas atropelou o Granada por 4 a 0. Todos os gols foram gerados por reservas.

LEIA TAMBÉM: Messi, Suárez e Neymar chegam a 102 gols e mantêm esperança de título no Barcelona

Zidane nem levou para o jogo o principal jogador do time, Cristiano Ronaldo, preservado para a partida do meio da semana contra o Atlético de Madrid. Não só o português: Bale, machucado, continua fora; Benzema, Marcelo, Modric e Kroos ficaram apenas no banco de reservas. No gol, Kiko Casilla foi titular, preservado também Keylor Navas, que foi outro a nem viajar.

Os destaques do time foram James Rodríguez e Álvaro Morata. O primeiro marcou dois gols, logo no início da partida. O primeiro aos três minutos, depois de jogada de Lucas Vázquez, outro em uma cabeçada aos 11. O colombiano, muito participativo, criou boas jogadas. Os dois gols muito cedo também facilitaram a tarefa, porque o Granada, já rebaixado, não tinha força para reagir.

Os outros dois gols da partida viriam ainda no primeiro tempo. O lateral brasileiro Danilo fez o passe para Morata marcar o terceiro aos 30. Aos 35, Asensio tocou para Morata driblar e marcar mais um, impondo um 4 a 0 no placar. A partida estava definida antes mesmo do intervalo.

Mesmo sendo reserva, Morata, de 24 anos, chegou a 23 gols na temporada pelo Real Madrid, sendo 15 deles no Campeonato Espanhol. Ele vai muito bem entrando durante os jogos ou substituindo os jogadores titulares. Ele é um dos que é visto como um potencial titular, assim como James e Asensio, que mais uma vez tiveram boas atuações. Isco, que também era do time reserva, foi alçado a titular não só pela lesão de Bale, mas porque vinha jogando mais que o galês há algum tempo.

O Real Madrid se iguala ao Barcelona em pontos, com 84, mas perde no confronto direto, primeiro critério de desempate. A vantagem é que tem um jogo a mais para fazer em relação aos catalães. O Barcelona já chegou a 36 jogos, enquanto o Real Madrid tem um jogo atrasado contra o Celta e, por isso, tem 35. A briga será acirrada até o final. Talvez com mais gols de reservas do Real Madrid.


rm por ReplayFootCom

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo