La Liga

Iñaki Williams quebra o recorde de partidas consecutivas em La Liga: são 203 rodadas ininterruptas, sempre em campo

Desde abril de 2016, Iñaki Williams disputou todos os compromissos do Athletic pelo Campeonato Espanhol

Iñaki Williams tem seu lugar na história do Athletic Bilbao, por seu talento e também por seu simbolismo. E o atacante agora entra para os livros de La Liga, com um recorde impressionante. Nesta sexta-feira, o camisa 9 foi titular na vitória por 1 a 0 sobre o Alavés, em San Mamés. Com isso, Williams completou 203 rodadas seguidas em campo pelo Campeonato Espanhol, seja no 11 inicial ou entrando no decorrer do encontro. O jogador de 27 anos disputou todos os compromissos dos Leones pela competição desde abril de 2016. Com isso, superou a marca de 202 jogos seguidos estabelecida pelo líbero Juan Antonio Larrañaga, símbolo da Real Sociedad nos anos 1980. O Top 5 é completado pelos goleiros Luis Arconada (188) e Andoni Zubizarreta (184), além do lendário Alfredo Di Stéfano (171).

Iñaki Williams foi promovido para a equipe principal do Athletic em 2014/15 e se firmou como titular no segundo turno de La Liga, aos 20 anos. Já a temporada 2015/16 seria um tanto quanto acidentada ao atacante. Ele perdeu 13 rodadas do Campeonato Espanhol, muito por conta das lesões. Foram três problemas físicos diferentes – incluindo uma fratura na perna, uma contusão no tornozelo e um problema muscular na coxa. O jovem também pegou um jogo de suspensão por expulsão. Porém, desde a 34ª rodada daquela campanha, o camisa 9 nunca mais deixou a equipe basca.

Iñaki Williams disputou todos os 38 jogos do Athletic Bilbao nas últimas cinco edições do Campeonato Espanhol. Também esteve presente nos oito primeiros compromissos da atual campanha, o que permitiu seu recorde. Neste intervalo, o atacante anotou 39 gols pelo clube e contribuiu com 31 assistências. Foi titular em 169 duelos e em outros 34 saiu do banco de reservas. Acumulou mais de 14,8 mil minutos com os Leones, em cinco anos e cinco meses a fio na ativa por La Liga.

Tal longevidade de Iñaki Williams indica muitas virtudes do atacante. Primeiro, por sua capacidade física. Depois dos problemas vividos em 2015/16, ele não sofreu lesões sérias e não se ausentou de um jogo sequer por contusão. Conseguiu passar ileso mesmo num período de pandemia, em que muitos atletas precisaram cumprir quarentena. Depois, Williams se destaca por sua disciplina. O camisa 9 não foi expulso uma vez sequer neste intervalo e recebeu apenas 13 cartões amarelos, não mais que quatro na mesma temporada. Por fim, vale ressaltar a confiança do Athletic sobre o seu prata da casa. Cinco técnicos passaram por San Mamés no ínterim e nenhum deles ousou deixar o atacante no banco durante os 90 minutos desde então.

Iñaki Williams foi homenageado pelo Athletic antes e depois do jogo desta sexta. O atacante recebeu uma camisa comemorativa com o número 203, entregue pelo irmão Nico Williams, que entrou no segundo tempo, e por dois garotos da base. Além da ovação dos torcedores em San Mamés, também foi atirado ao alto pelos companheiros. Melhor ainda quando a festa acontece depois de uma vitória, com o gol de Raúl García (após um pênalti perdido pelo veterano) definindo o triunfo por 1 a 0 sobre o Alavés. Com os três pontos, os Leones abrem a oitava rodada de La Liga na sexta posição.

Depois do jogo, Iñaki Williams falou sobre o recorde: “Estou feliz, contente, empolgado. Não imaginava que esse momento chegaria, a verdade é que não pensava nem em meus melhores sonhos. Estou muito feliz, sobretudo pela vitória da equipe, por somar três pontos, pela torcida estar orgulhosa da gente. Para mim foi muito bonito e muito especial receber a camisa de dois garotos, porque há 20 anos era como eles e vinha a San Mamés com meu padrinho. Lutei muito para estar onde estou. Tenho a mesma essência e o mesmo coração que têm esses garotos, que é a paixão pelo Athletic. Levanto todos os dias e vou treinar super feliz de poder representar o Athletic. Essa essência não vou perder nunca”. Palavras que engrandecem ainda mais um verdadeiro ídolo.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo